Review: Frozen Circus (Eternal Deformity)


Os polacos Eternal Deformity podem não ser muito conhecidos, mas o que é certo é que já andam nestas andanças vão para 15 anos e este é já o seu 5º trabalho, incluindo a demo de 1994, Forgotten Distant Time. E este é, de facto, o momento de viragem: Frozen Circus, primeiro álbum para a Code 666 pode, definitivamente, colocar os Eternal Deformity no mapa do metal. O press-release apresentam-os como sendo uma banda de avantgard metal. E se avantgard significa demonstrar uma mente tão aberta que permita viajar por territórios tão díspares como o death metal, prog, folk, gótico ou jazz, então, sim, são avantgard. E passar de estruturas próximas ao metal extremo para melodias quase infantis ou apontamentos circenses também é avantgard. Os oito temas de Frozen Circus (excluindo Retrospection, uma pequena intro) evoluem de forma muito coerente e muito agradável. A uns vocais competentes que tanto se aproximam de um gótico sofrido quanto explodem em agonizantes gritos, junta-se uma estrutura instrumental suficientemente complexa para nos cativar, sem nunca esquecer o factor surpresa. Mas é na superior técnica de teclados e guitarra que vive muito da alma deste trabalho. Melodias soberbas criadas ora por uns ora por outra fazem deste circo uma espécie de magia. A primeira metade do álbum é, claramente, mais interessante com temas como The Force Of Your Heart a começar em ritmo death metal técnico mas a transformar-se num monstro de melodia sinfónica, Unholy Divine, com voz limpa e muito prog e folk oriundo de uma flauta irrequieta, a fantástica melodia de Little 15 ou o final absolutamente estonteante de Crime. A partir de So Silent, a proposta assume uma postura mais pesada mas sem perder a áurea melódica/melancólica que vem transportando, para terminar em grande com Lovelorn um portento de melodia, técnica, força e poder. (PC)


Tracklisting:
Retrospection
The Force Of Your Heart
Unholy Divine
Little 15
Crime
So Silent
Thor’s Message
Endless Night
Lovelorn

Lineup: Announcer (vocais, baixo), Illusionist (teclados), Lion Tamer (guitarras), Juggler (bateria), Knife Thrower (guitarras)

Website: http://www.eternal-deformity.com/

Edição: Code 666 (http://www.code666.net/)

Nota VN: 15,83 (5º)

Comentários