quarta-feira, 22 de julho de 2009

Review: It Has Begun (Ho-Chi-Minh)

It Has Begun (Ho-Chi-Minh)
(2009, Raging Planet)


Depois de um EP promissor e que lhes permitiu espalhar o seu nome e o seu som, os alentejanos Ho-Chi-Minh (HCM) estão de regresso com o seu primeiro longa duração. It Has Begun mostra-nos um quinteto que sabe como dosear bem a agressividade e a melodia e ainda por cima adicionar aos temas apontamentos electrónicos. Tudo isto envolvido em guitarras poderosas e vocalizações alternando entre o extremo e o limpo. A questão que se coloca é como vão os HCM conseguir escapar de tanta competição com dezenas de bandas (mesmo só a nível nacional) a tocarem uma sonoridade semelhante. É que o seu trabalho apresenta poucos pontos que os separem do metal extremo actual. A mesma violência latente, a mesma dicotomia extremo/calmo, os mesmos blastbeats, a ausência quase total de pormenores de índole técnica quer ao nível instrumental quer vocal. A resposta parece estar na forma louca e na atitude que os bejenses colocam em cada actuação ou na inclusão, essa sim sábia e criteriosa, da maquinaria como em The End. Ou então na diferenciação que temas como The Greatest consegue introduzir. Uma linha orientadora que deveria ser ainda mais explorada tendo em vista a criação da diversidade necessária.


Tracklisting:
Intro
My Decline
Aside
My Own Enemy
Way Of Retain
I Hope You Never
The Edge
Reload
The Greatest
It Fells Like A Whore
The End


Line up: Skatro (vozes e maquinaria), Rosa (guitarra), Aresta (guitarra), João Franco (baixo), Pina (bateria)
Myspace:
www.myspece.com/hochiminh
Edição: Raging Planet (
http://www.ragingplanet.pt/)
Nota VN: 12,0 (12º)

Sem comentários: