sábado, 8 de agosto de 2009

Review: Two (Dawnrider)

Two (Dawnrider)
(2009, Raging Planet)


Se o EP homónimo de 2005 e, principalmente, o álbum de estreia, Alpha Chapter (editado em 2007) já tinham boas indicações a respeito da capacidade de se produzir bom doom metal em Portugal, o novo trabalho dos Dawnrider, simplesmente chamado de Two, vem, pura e simplesmente confirmar essa teoria. Mantendo uma actividade assinalável com edições em cada dois anos, os Dawnrider mostram-se deliciosamente retro. E não porque é moda, mas porque o sentem. Nuns momentos o seu som é lento, arrastado, verdadeiramente doomy; noutros torna-se mais rápido e agressivo. Mas sempre num nível de composição que os colocam no mais alto patamar dentro do género, com riffs excelentes, dignos sucessores de bandas como Saint Vitus ou Reverend Bizarre. Os longos temas permitem que as canções se desenvolvam e cresçam em intensidade e algum experimentalismo. E este é o termo que, realmente, coloca os Dawnrider noutro campeonato: a sua capacidade de introduzirem novos elementos numa sonoridade tão retro e tão marcante como o doom. Desde apontamentos de folk luso até tiques progressivos, a banda não se nega na altura de inovar. Queen Of The Mountain e Maelstrom são, na nossa opinião, os dois temas mais fortes (e, curiosamente, aqueles onde mais se nota a tal inovação!) de um álbum forte, equilibrado e marcante da produção metálica nacional.

Tracklisting:
1. Scared Of Light
2. Evil Deeds
3. Irinia
4. Redemption
5. Queen Of The Mountain
6. The Hollow Path
7. Walking Blind
8. Maelstrom


Line up: F. J. Dias (vocais), João Barrelas (guitarra), Hugo Conin (guitarra), Carlos Ferreira (baixo) e André Silva (bateria)
Website:
http://www.dawnrider.com/
Myspace:
www.myspace.com/dawnriderdoom
Edição: Raging Planet (
http://www.ragingplanet.web.pt/)
Nota VN: 16,0 (6º)

Sem comentários: