Review: Cheat The Gallows (Bigelf)

Cheat The Gallows (Bigelf)
(2009, Powerage)


Apesar de já andarem nisto há 13 anos, os Bigelf não são propriamente muito conhecidos no continente europeu. Mas a situação vai de certeza mudar com a edição, por parte da britânica Powerage Records, deste seu terceiro longa-duração, Cheat The Gallows, que foi originalmente editado em 2008 nos Estados Unidos. O quarteto de Los Angeles encarna na perfeição (juntamente com os Astra, por exemplo, recentemente aqui comentados) o espírito revivalista que actualmente se vive rebuscando no baú das memórias momentos memoráveis e adicionando-lhe (neste caso ao contrário dos Astra) particularidades, principalmente ao nível da produção, perfeitamente actuais. O que aqui se ouve é progressivo no mais puro do termo. Mas um progressivo assente em nomes como Deep Purpel ou Black Sabbath, se bem que os Bigelf disparem em todas as direcções no que diz respeito a grandes nomes do passado, onde nem sequer uns Beatles, Pink Floyd ou Creedence Clearwater Revival são esquecidos. Mas há ainda outro nome que, a espaços, nos vem à memória: Queen. E essa associação está muito presente no fantástico Counting Sheep, o mais longo tema do álbum e que o fecha de forma brilhante e onde os arranjos vocais, qual uma opereta, são arriscados mas resultam em pleno. Antes ainda, mellotrons, hammonds e metais ajudam a dar um espírito retro mais acentuado e a aumentar a grandiosidade e sumptuosidade de Cheat The Gallows que em temas como Blackball, Money, It´s Pure Evil, The Evils Of Rock & Roll ou Race With Time roça, simplesmente a perfeição.

Tracklist:
1. Gravest Show On Earth
2. Blackball
3. Money, It’s Pure Evil
4. The Evils Of Rock & Roll
5. No Parachute
6. The Game
7. Superstar
8. Race With Time
9. Hydra
10. Counting Sheep

Line up: Damon Fox (vocais e teclados)), Ace Mark (guitarras), Duffy Snowhill (baixo), Froth (bateria)

Myspace:
www.myspace.com/bigelf
Website:
http://www.bigelf.com/
Edição: Powerage Records (
http://www.poweragerecords.com/)
Nota VN: 18,6 (3º)

Comentários