Review: Down To The Bone (Electric Mary)

Down To The Bone (Electric Mary)
(2009, Powerage)


Da longínqua Austrália chega-nos mais um colectivo pleno de atitude positiva, rock & roll e muita, mas mesmo, muita classe. Os Electric Mary são um quinteto que tendo por base o hard rock dos anos 70/80 (D.A.D. ou Motörhead são alguns dos nomes que frequentemente nos vêm à cabeça) não se coíbem nunca de meter a colherada em tudo quanto seja boa música. Num conjunto de temas que variam entre os muito rápidos e os a meio-tempo, os australianos tem tempo para introduzir variações jazzistico-progressivas naquele que é um dos melhores temas do álbum (One In A Million), ritmos thrash megadethianos no trabalho base da guitarra e nos solos em duelo em Sorry; uma piscadela de olho ao alternativo, nomeadamente pela aproximação a uns Tool, em Luv Me, por exemplo, se bem que neste mesmo tema o que surpreende é a base a meio-tempo, compassada e numa linha muito stoner. Com um instrumental variado e com uma qualidade assinalável para álbum de estreia, os Electric Mary conseguem ainda apresentar um notável desempenho ao nível vocal, cortesia de Rusty que com o seu timbre arranhado e bem puxadinho mantém a intensidade em alta. Quando assim é, ficamos bem descansados: o verdadeiro rock & roll está vivo e recomenda-se.


Tracklist:
1. Let Me Out
2. Gasoline And Guns
3. No One Dies It Better Than Me
4. Right Down To The Bone
5. One In A Million
6. Sorry
7. Crashdown
8. Luv Me
9. One Foot In The Grave
10. Do Me (Long Way From Home)
11. Spread The Electric Luv
12. All Comin Down
13. Busted


Line up: Rusty (vocais), Venom (bateria), Irwin (guitarras), Pete (guitarras), Neilo (baixo)
Myspace:
www.myspace.com/electricmary
Website:
http://www.electricmary.com/

Edição: Powerage Records
Nota VN: 16,10 (9º)

Comentários