quinta-feira, 24 de março de 2011

Review - A Madness Within (Sacred Dawn)

A Madness Within (Sacred Dawn)
(2011, Qumram)

Acreditem ou não, a cena prog de Chicago nunca mais foi a mesma desde que os Sacred Dawn surgiram em 2005. Com uma invulgar capacidade de misturar heavy metal progressivo com hard rock e com um desempenho vocal absolutamente fantástico e realmente diferenciador das restante das bandas, rapidamente os Sacred Dawn se impuseram. Agora, depois de algum tempo em estúdio A Madness Within marca o regresso do quinteto com mais um trabalho de requintado bom gosto, de apurada técnica e de elevada capacidade melódica. Apesar da base se poder considerar de metal progressivo, os Sacred Dawn não se confinam nesse espaço e arranjam tempo para introduzirem diversos outros elementos enriquecedores do seu som, elementos esses que vão desde o clássico ao doom. Vocalmente, Lothar Keller revela-se fenomenal na sua forma grave, quente e calma de abordar os temas, o que não implica que quando necessário, não seja capaz de imprimir alguma agressividade, como acontece, por exemplo, em Demon Lover, um tema que, por isso mesmo, acaba por surpreender. Abrindo e fechando com duas magnificas pérolas de melodia e capacidade técnica (The Untold Story e Dawn Of The Day), A Madness Within passa por diversos estados de espírito ao longo do seu tempo de duração. Uns são mais calmos e relaxantes (It Shall Be), outros mais fortes em termos ritmicos (A Madness Within), outros ainda claramente prog na linha de mestres como Dream Theater ou, principalmente, Symphony X (The Decision ou Wrongfully Accused). Mas todos, excelentes momentos de heavy metal bem construído e superiormente executado.

Tracklisting:
1. The Untold Story
2. What you did to me
3. Demon Lover
4. A Madness Within
5. Summer of Treason
6. It Shall be
7. Delirium
8. The Decision
9. Wrongfully Accused
10. Dawn of the day

Lineup:
Brian Kim – teclados
Eddie Foltz – bateria
Joey Vega – baixo
Lothar Keller – vocais e guitarras
MyKull – guitarras

Internet:

Edição: Qumram

Sem comentários: