Review - Panzer Flambe (Corpse Shade)

Panzer Flambe (Corpse Shade)
(2010, Edição de Autor)

Por vezes surgem projetos com um tal nível de demência satânica que não é fácil escrever sobre eles. É o que se passa com estes alentejanos Corpse Shade e a sua demo de 2010, intitulada Panzer Flambe. São sete minutos divididos por dois temas, sendo que um desses temas apresenta duas versões: a normal e aquela com o vocalista que não morreu. Por aqui, desde logo se pode notar o nível de loucura que reside no seio do grupo. Em termos musicais o que o coletivo apresenta é um metal extremo, direto, sem dó nem piedade, carregado de influência bélicas, devastação e satanismo. A produção, em formato caseiro, é suja e os vocais são simplesmente demoníacos o que ajuda ainda mais ao sentimento de completa ausência de qualquer tipo de musicalidade. No entanto, três temas (ou melhor dois) são manifestamente insuficientes para definir e caracterizar uma banda. Este EP tem, certamente por isso, o único pretexto de dar a conhecer mais um nome da cena nacional, e que desde logo se assume como uma das propostas mais brutais, negras e demoníacas surgidas nos últimos tempos.

Tracklist:
1. Blooding From The Skies ov Battlestar Erotika
2. Panzer Flambe Ist Krieg
3. Panzer Flambe Ist Krieg – versão com o vocalista que não morreu

Line-Up:
Escargoth (vocais)
Deadal Annal (guitarras)
Burgundith (baixo)
Bellbedun (bateria)

Internet:

Comentários

  1. Segundo consegui perceber pelo youtube e facebook desta banda, o nome das tracks está errado, é Panzer Flambe, e não panzer flame.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário