quinta-feira, 30 de junho de 2011

Review: Cerberus (Darkside Of Innocence)

Cerberus (Darkside Of Innocence) (single)
(2011, Grailight Productions)

Depois do fantástico longa-duração de estreia de 2009, Infernum Liberus EST, os Darkside Of Innocence (DoI) preparam-se para de novo surpreender o mundo metálico, estando já previsto para este ano a edição do seu sucessor: Xenogenesis. Enquanto isso não acontece, a banda disponibilizou o single de avanço Cerberus, constituído por um único tema, o longo épico de mais de 12 minutos. Acreditamos que este single seja precursor do trabalho que ai virá e se assim for, estaremos, certamente, na presença de mais uma obra de valor inegável. Cerberus desenvolve todas as atmosferas que fizeram dos DoI e de Infernum Liberus EST uma referência. O tema começa forte, mas vai evoluindo por diversos estados de espírito ora mais sinfónicos, ora mais progressivos, ora mais agressivos sempre com a vertente melódica muito apurada, solos de excelente nível técnico e com a dualidade vocal a marcar forte presença. Agora com o apoio de uma editora e a estrear um novo guitarrista a banda lisboeta deixa um bom prenúncio para que Xenogenesis seja, de facto, um disco que não conhece limitações de qualquer espécie. Pelo menos em Cerberus isso acontece.

Tracklist:
1. Cerberus

Line-Up:
Sara Henriques – vocais
André Reis – guitarras
Pedro Bandeira – bateria
David Silva – guitarras
Pedro Remiz– vocais e teclados
João Arcanjo - baixo

Internet:

Edição: Grailight

Sem comentários: