quinta-feira, 28 de julho de 2011

Review: Phenakism (Concealment)

Phenakism (Concealment)
(2011, Major Label Industries)

Quatro anos após a edição de Leak, os sintrenses Concealment estão de regresso com Phenakism, um trabalho de thrash/death metal extremamente complexo que exige atentas e várias audições. É nas estruturas altamente criativas e imaginativas, com base em guitarras dissonantes e batidas poliritmicas e num baixo de 9 cordas, que reside grande parte do interesse de Phenakism. Existe uma enorme dinâmica ao nível rítmico e estrutural que se repercute em inúmeras variações dentro do processo de composição. Esta tem como base campos jazzisticos/música contemporânea que de uma forma intensa interagem com o metal para, desta forma, nascer a tal complexidade e dinamismo referidos. Depois, existem alguns pormenores que ajudam a fazer a diferença em relação a outros nomes: referimo-nos aos solos de hammond e honky tonk piano em Stridulation e Malformations, cortesia de Nuno Rodrigues e principalmente ao descomunal e desconcertante solo de sax em Deluge protagonizado por Gonçalo Prazeres. Em termos de convidados, regista-se, ainda, a presença de Ronnie Resmini em Malformations e Pedro Pedra e Nocturnus Horrendus em Empalamento dos Sentidos. Os vocais, quase sempre agressivos, apenas atenuam em Orifice com a inclusão de vocais limpos e em Empalamento dos Sentidos com ligeiras aproximações a Mão Morta. No entanto, a sua linearidade acaba por não ser condizente com a versatilidade apresentada pelo restante produto. Ainda assim, para quem procura um disco de death metal que fuja completamente dos estereótipos do género sem perder a capacidade de dureza e agressividade, Phenakism é a melhor proposta dos últimos tempos.

Tracklist:
1. Hamartia
2. Stridulation
3. Deluge
4. Yielding Radiance
5. Malformations
6. Orifice
7. Mantis Complex
8. On Behalf Of malady
9. Ingravescent
10. Cyclothymic
11. Empalamento dos Sentidos

Lineup:
Filipe Correia – guitarras, vocais
David Jerónimo – bateria
Paulo Silva – baixo

Internet:

Sem comentários: