sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Entrevista: Holy Force

Juntar Marc Boals, Mike Lepond e Rhino num só projeto parecia ser impossível. No entanto o guitarrista de Taiwan, Ango Chen, conseguiu compor um conjunto tão apetecível de temas que esses monstros sagrados acederam a fazer a sua interpretação. O projeto, sob a denominação de Holy Force editou o seu trabalho de estreia, homónimo e as reações têm sido extremamente positivas, superando até as expectativas iniciais, na opinião do próprio guitar-hero Ango Chen.

Parte superior do formulário
Viva, quanto tiveste a ideia de formar os Holy Force e porquê?
Olá, Via Noturna, muito obrigado pelas tuas perguntas. Eu comecei a banda em 2008 e este era o meu sonho desde quando era jovem. Tive a ideia de começar essa banda no inverno de 2007, mas demorei alguns anos para terminar a terminar.

Como decorreu o processo de escrita?
As músicas foram todas escritas por mim, num período muito  mau da minha vida, durante alguns momentos muito difíceis. A primeira música que escrevi foi Flying. É uma canção dedicada a um amigo, onde eu tentei dizer para não desistir de nada. Mesmo quando os tempos estão difíceis como o inferno, nós passaremos essas questões e iremos encontrar o nosso céu.


E como vês os Holy Force na artual cena metal?
Eu vejo-nos numa área de metal que agrada a fãs de metal melódico poderoso e emocional.


Todos os mebros de Holy Force estão noutras bandas. De algum modo isso afetou o processo de composição e de gravação?
Sim, todos os membros de Holy Force todos têm suas próprias bandas, mas isso não me para, apenas tenho que ser paciente. Todos eles são excelentes pessoas e acho que não preciso dizer-te como eles são grandes porque, seguramente, sabes isso.


E a respeito de Holy Force, como descreverias o álbum?
Para mim é como o poder do coração e o forte espírito da mente. Estou apenas a tentar compartilhar a atitude da minha vida com a nossa música.

   
Uma pesquisa rápida na net mostra-nos um conjunto de excelentes reviews. Naturalmente estão muito satisfeitos. Esperavam tanto sucesso?
Realmente aprecio todos os reviewers e sites que falam sobre Holy Force, e estou tão honrado com os bons comentários que nos fizeram, mas, durante a criação do álbum, não esperava o que tem acontecido. É claro, espero que esta banda possa ter um bom futuro. Mas são as pessoas que vão decidir o futuro desta banda.

Consideras os Holy Force como uma banda a sério ou apenas como um projeto? Poderemos esperar mais discos e tournées?
Se as pessoas comprarem o nosso álbum e nos apoiarem, teremos tournées, concertos ao vivo, ou mesmo próximo álbum. Se as pessoas não compram o nosso CD ou MP3 e se realmente gostam da nossa música, mas vão busca-la grátis a alguns sites ilegais, então estou preocupado com a nossa sobrevivência.

Falando de tournées, há já alguma coisa preparada?
Estamos sempre prontos para tournées a qualquer momento E se o fizermos e se puderem vir, damos-lhe todo o nosso poder ao vivo. Muito obrigado pela tua entrevista. O melhor para  o Via Noturna e para todos.

Sem comentários: