Review: Thieves Of The Sun (Elmsfire)

Thieves Of The Sun (Elmsfire)
(2012, Massacre)

A primeira grande revelação do ano de 2012 chega-nos pelas mãos dos Elmsfire e do seu longa duração de estreia, Thieves Of The Sun. Não é que sejam propriamente uns desconhecidos, uma vez que as demos Untide (2002) e Serum (2007) bem como o EP Horizons (2005) não passaram completamente despercebidas e este álbum até já está pronto desde 2010. Mas, de facto, é neste trabalho que os germânicos se mostram em todo o seu fulgor. Thieves Of The Sun é um grande disco de metal que cruza diversas influências e tendências. É um trabalho que se torna simultaneamente épico, folk, tribal, sinfónico e dark. Sempre com a fantasia como cenário principal. E que pisa terrenos num ponto de confluência de uns Crematory, Turisas e Amorphis. Os temas têm uma enorme dinâmica, fruto de belíssimos arranjos e de uma grande variabilidade rítmica bem como um soberbo trabalho ao nível dos leads e das harmonias. E logo com a curta mas majestosa abertura sinfónica e narrada ao jeito de Hollywood nos apercebemos que algo de grande está para acontecer. Sensação reforçada com a melodia (soberba!) inicial de Worth A Tale, o primeiro tema a sério do disco. Aliás, melodias grandiosas e deliciosas são o que por aqui mais se encontra, sendo de destacar como uma das mais brilhantes, o refrão de Ahab, um dos temas emblemáticos e mais estonteantes deste trabalho. Depois, a estes cenários melódicos acrescentem cavalgadas épicas (bem vincadas, por exemplo, em Stormchild, outro dos momentos memoráveis de Thieves Of The Sun), variadas e ricas ambiências criadas pelos teclados, momentos mais dark e pesados (como em Taipouri Ake Tonu Atu, faixa com um dos mais espetaculares solos de todo o álbum), incursões folk, devaneios prog e emotividade e têm uma boa imagem do que são estes Elmsfire.  Brilhantes!

Tracklist:
1. Towards The Gate Of Hercules
2. Worth A Tale
3. Eolian
4. Stormchild
5. Escape
6. Ahab
7. Taipouri Ake Tonu Atu
8. Thieves Of The Sun

Lineup:
Erdmann - vocais
Doro - guitarras
Germano - guitarras
Fritz - baixo
Morten - teclados
Patrick – bateria

Internet:

Edição: Massacre Records

Comentários