Review: Meleficia Lamiah (Pombagira)

Maleficia Lamiah (Pombagira)
(2013, Black Axis Records)
(3,8/6)
 
A primeira coisa que nos chamou a atenção foi o nome: Pombagira. Depois concluímos que se trata de um espirito feminino das religiões afro-brasileiras de Umbanda e Quimbanda. Curiosos? Pois também nós. O problema é que ouvindo Maleficia Lamiah se fica um pouco desiludido. O álbum só tem dois longos temas de cerca de 20 minutos cada um onde os Pombagira vão divagando por diferentes secções e paisagens sonoras. A tónica comum é a afinação extremamente grave e o som arrastado a criar sensações hipnóticas, depressivas e sinistras. A ajudar está uma produção crua, fria e muito suja que acentua esse sentimento depressivo, sinistro e até psicótico. Infelizmente se é um tipo de produção adequado ao tipo de criação em causa, não é menos verdade que acaba por criar uma sensação de confusão com o instrumental e o vocal a tornarem-se pouco percetíveis. Agora, claro, os verdadeiros fans desta sonoridade doom/psicadélica/psicótica deverão perder algum tempo com os Pombagira.
 
Tracklist:
1.      Maleficia Lamiah
2.      Grave Cardinal
 
Line-up:
Carolyn – bateria
Pete – vocais e guitarras
 
Internet:
 
 
Edição: Black Axis

Comentários