segunda-feira, 25 de março de 2013

Entrevista: Dirty York

A poucas semanas de retornar à Europa onde cerca de metade dos concertos acontecerão em Espanha, já roda por aí o mais recente trabalho de uma das mais interessantes propostas australianas, os Dirty York. Dois anos depois voltamos a conversar com o carismático líder Shaun Brown que desta vez se mostrou mais parco em palavras, despachando-nos como se de uma flash interview se tratasse.
 
Olá Shaun, já passaram dois anos desde a última vez que conversamos. O que têm feito os Dirty York durante este período?
Gravamos e lançamos o nosso último álbum… Feed The Fiction.
 
Nessa entrevista que nos concedeste prometias algumas alterações para este novo álbum. De facto ocorreram! Podes explicar-nos, de acordo com a tua opinião como soa o vosso novo álbum?
É uma coleção de grandes canções executadas pela melhor banda australiana de rock na minha opinião! Ha! Estamos todos muito felizes com isso era o que eu deveria dizer!
 
Para Feed The Fiction tiveram algumas mudanças de line-up, nomeadamente a adição de um teclista. Isso alterou os processos de escrita ou de gravação?
A mudança de line-up é algo que definitivamente se pode ouvir no disco. Wolfie e Juzz são grandes músicos! Sempre gravamos com teclas, mas desta vez ouvem-se mais do que nunca. Também acho que as músicas são ótimas, temos tido essas músicas já há algum tempo e gosto de as cantar.
 
Mais uma vez, tiveram alguns convidados a contribuir para Feed The Fiction. Quem são desta vez?
Sarah Carroll e Suzannah Espie são as nossas backsingers e adoro trabalhar com as duas, são talentosas e profissionais, de topo!
 
Em maio e junho regressam à Europa para mais uma tournée. O que nos podes dizer, desde já, sobre essas apresentações? Têm as expetativas em alta, suponho?
Sim, tenho grandes expetativas, mas também tenho uma banda de verdade aqui a tocar ao vivo que é o que fazemos… Mas mal posso esperar.
 
Curiosamente a Espanha tem quase metade dos espetáculos que irão tocar na Europa! Têm uma grande legião grande de fãs por lá?
Acho que sim, nós amamos muito a Espanha. Temos alguns amigos maravilhosos lá.
 
Ainda continuas completamente entediado com a indústria musical?
Sim.
 
E a respeito dos HLucks e Slipstream, há alguma novidade?
Não, agora estou apenas focado nos Dirty York.
 
A terminar, queres dizer algo mais aos nossos leitores e aos vossos fãs?
Para os teus leitores, obrigado pela leitura. Para os nossos fãs, obrigado por tudo.

Sem comentários: