sexta-feira, 8 de março de 2013

Review: Descents Of The Underworld (Raven Lord)

Descents Of The Underworld (Raven Lord)
(2013, Mausoleum Records)
(3.5/6)
 
Csaba Zvekan, dos Killing Machine, ergueu os Raven Lord com uma base multinacional recrutando músicos dos quatro cantos do globo. Todos eles com créditos firmados e com a classe inegável para se juntarem numa seleção mundial! Portanto, individualmente deveríamos estar garantidos. E efetivamente estamos porque os desempenhos individuais em Descents Of The Underworld, disco de estreia do projeto, são de grande nível. Uma secção rítmica demolidora, coesa e dinâmica e um virtuoso guitarrista que saca solos que tanto têm de belos como de complexos são os elementos mais em destaque num disco que ainda conta com coros bem aplicados e riffs poderosos. Mas o todo não é a soma das partes e Descents Of The Underworld no seu género de true heavy metal, numa versão revista e atualizada de uns Judas Priest, acaba por não se impor onde era necessário: na criação de temas memoráveis. É um mau disco? Não, claro que não! Alias, até começa muito bem com um conjunto de temas iniciais velozes e/ou com groove, com feeling, poder de fogo e atitude. No entanto, à medida que o disco vai avançando começam a faltar algumas ideias, surge a repetição e até alguma saturação. Ainda assim, vale bem a pena ouvir, principalmente, o soberbo trabalho de Joe Stump na sua guitarra. Aliás, se nada mais de valor houvesse aqui (o que até nem é verdade) bastava isso para prender o ouvinte.
 
Tracklist:
1.      The Rebel
2.      Atilla The Hun
3.      Let The Show Go On
4.      Seal Of The Cross
5.      Promised Land
6.      Settle The Score
7.      Black Friar
8.      World Out Of Steel
9.      Revelation
10.  Metal Knights
11.  Sun God
 
Line-Up:
Csaba Zvekan – vocais
Joe Stump – guitarra solo
George Karafotis – guitarras
Alessandro Duo - teclados
Jamie Mallender – baixo
Lawrence "Larry" Paterson - bateria
 
Internet:
 
Edição: Mausoleum Records

Sem comentários: