Review: In Extremis (Days Between Stations)

In Extremis (Days Between Stations)
(2013, Independente)
(5/6)
 
Days Between Stations é um projeto de Oscar Fuentes Bills e Sepand Samzadeh que com o mais recente trabalho, o segundo da carreira, In Extremis surpreende, desde logo, pelo naipe de convidados que colaboram. Tony Levin, Billy Sherwood, Rick Wakeman e, muito principalmente, Peter Banks que viria a falecer já depois de ter gravado aqueles que, provavelmente terão sido os dois últimos temas gravou, Eggshell Man e In Extremis. Claro que nem sempre grandes e talentosos nomes fazem um grande e talentoso disco. Mas não é esse o caso aqui. In Extremis é um sensacional disco de rock progressivo ou sinfónico. Pensem num cruzamento entre Yes, Genesis, Marillion, Ultravox, Pink Floyd e mesmo Neal Morse e ficarão com uma ideia do que os Days Between Stations apresentam. Algumas vezes é ambiental e atmosférico (Ayreon não anda muito longe dali), outras é fortemente orquestral, cortesia da Angel City Orchestra que tem um desempenho brilhante, sendo de destacar a valsa Waltz In E Minor e a abertura No Cause For Alarm. Os pormenores fazem a diferença e aqui surgem na forma de um solo de trompete em In Utero, nas texturas de piano em Blackfoot, nas flautas, guitarras acústicas e soberbo solo de Wakeman em Eggshell Man. Quatro temas têm mais de 10 minutos, sendo que um desses tem mais de vinte. Trata-se de In Extremis, peça que encerra de forma brilhante o disco, expoente máximo de progressividade, emotividade e sensualidade. No global In Extremis é um disco profundo e com algo de místico e intrigante. Um disco envolvente e onde os termos criatividade e inovação fazem um enorme sentido.
 
Tracklist:
1.      No Cause For Alarm
2.      In Utero
3.      Visionary
4.      Blackfoot
5.      The Man Who Died Two Times
6.      Waltz In E Minor
7.      Eggshell Man
8.      In Extremis
 
Line-up:
Oscar Fuentes Bill – piano, sintetizadores, teclados
Separd Samzadeth – guitarras
 
Convidados:
Tony Levin – baixo
Billy Sherwood – bateria
Josh Humphrey – efeitos de teclados e programação de baterias
Chris Tedesco – trompete
Matt Bradford – dobro
Colin Moulding – vocais
Peter Banks – guitarras
Ali Nouri – tar
Rick Wakeman – teclados
Jeffery Samzadeh – vocais
Angel City Orchestra
 
Internet:

Comentários