terça-feira, 16 de julho de 2013

Review: Catch 22 (Marcus And The Music)

Catch 22 (Marcus And The Music)
(2013, Ex-Tension Records)
(5.0/6)
 
Marcus Linon pode ser um nome desconhecido para muita gente, mas transporta com ele o gene musical da sua mãe, a lendária Stella Vander (Magma, Offering). O francês é ainda um jovem músico que se iniciou na bateria mas que se estreia com Catch 22, um trabalho onde assume a totalidade dos instrumentos, com exceção do baixo em cinco temas. Catch 22 é um disco muito bom, cheio de energia e poliritmos e altamente polidimensional. O facto do primeiro instrumento de Linon ser a bateria deverá ter contribuído para que ritmicamente este seja um disco muito forte. Mas, para além, dos ritmos, nota-se talento neste jovem. As suas composições são ecléticas, sempre com uma forte componente hard rockeira, mas também sempre com um acentuado (e agradável) travo de alternativo. Rock puro cheio de energia cruzado com estruturas complexas e intrincadas, melodias cativantes e riffs incisivos, será uma forma simples de descrever esta estreia. E aqui e acolá surgem apontamentos étnicos, sendo One Color, One Sound (Orphaned Land aparecem aqui!), o momento mais rico nesse campo, naquele que é, também o melhor tema do disco. Outros momentos interessantes surgem nas guitarradas e na enorme musicalidade de Skyzophrenia; na melodia ingénua de Third Eye (Os System Of A Dawn não são estranhos – e até aparecem noutras fases!); no cruzamento entre a guitarra acústica e o piano em Song For Apolagies; no minisolo de bateria em No Evil; na extraordinária fragmentação de A Man Like Me. Catch 22 é um disco rico e diversificado. Os fãs de bandas como as citadas Orphaned Land e System Of A Dawn, bem como de Riverside ou Katatonia deverão prestar atenção a este nome. Seguramente não ficarão desiludidos.
 
Tracklist:
1.      We Are Life & Love
2.      No Evil
3.      Song For Apologies
4.      Catch22
5.      Boxful Of Eyes
6.      A Man Like Me
7.      Willing & Able
8.      Third Eye
9.      Skyzophrenia
10.  One Color, One Sound
 
Line-up:
Marcus Linon – bateria, baixo, guitarras, teclados e vocais
Emeric Chevalier – baixo (#1, 2, 3, 9, e 10)
 
Internet:
 

Sem comentários: