RIP - Malcolm Young (AC/DC) - We Salute You!

Review: Overcoming The Monster (KingBathmat)

Overcoming The Monster (KingBathmat)
(2013,Stereohead)
(5.3/6)

Fica a sensação, atualmente, que o termo progressivo é usado de forma indiscriminada e, por vezes, de forma pouco criteriosa. Mas se há banda em que esse termo assenta que nem uma luva é nos britânicos KingBathmat que, ao seu sétimo trabalho (segundo editado este ano), Overcoming The Monster, voltam a provar precisamente isso. Truth Button, o álbum de janeiro era um álbum suficientemente diversificado e bem construído para se tornar uma referência, mas Overcoming The Monster eleva todas as qualidades do seu antecessor a um novo patamar. Por aqui se cruza de forma impressionantemente brilhante rock progressivo dos anos 70, art-rock, experimental, space rock, psicadelismo e até grunge. Para não falar de elementos étnicos e orientais e claro, metal. Verdadeiramente pulsante sucedem-se diferentes cenários de intensidades e colorações diversas. Parece haver nesta nova proposta um incremento da importância dos teclados, mas face à complexidade demonstrada e a todas as variações apresentadas em cada tema, pode ser apenas isso mesmo, um “parece”! Durante cerca de 50 minutos, intricadas e complexas estruturas, polifonias vocais e poliritmos criam intensas melodias, poderosos riffs metálicos e suaves paisagens relaxantes. Não é fácil fazer uma comparação da sonoridade dos KingBathmat, mas se arriscarmos referir Queen/Muse/Yes/Pink Floy adicionado de guitarras verdadeiramente metálicas, não andaremos muito longe. Mas o melhor mesmo é cada um descobrir por si próprio toda a qualidade intrínseca de Overcoming The Monster!

Tracklist:
1.      Sentinel
2.      Parasomnia
3.      Overcoming The Monster
4.      Superfluous
5.      Reality Mining
6.      Kubrick Moon

Line-up:
John Bassett – guitarras e vocais
David Georgiou – teclados
Rob Watts – baixo
Bernie Smirnoff – bateria

Internet:


Comentários