RIP - Malcolm Young (AC/DC) - We Salute You!

Review: Griffons At The Gates Of Heaven (Sons Of Hippies)

Griffons At The Gates Of Heaven (Sons Of Hippies)
(2013, Cleopatra)
(4.8/6)

Os Sons Of Hippies são uma banda Americana de indie/neo-psyche rock originária de Tampa, Florida e que nasceu da união espiritual de Katherine Kelly e do brasileiro Jonas Canales. Griffon At The Gates Of Heaven é o novo trabalho do coletivo (entretanto passado a trio com a adição do baixista David Daly em 2011) e acentua toda a onda indie/psyche que já vinha caraterizando a banda. Com algo de psicadelismo e algo de grunge (ou não tivesse a mistura sido feita por Jack Endino que trabalhou com Nirvana e L7 – a espaços este disco até lembra o mítico grupo feminino) este é apontado como o disco mais ambicioso do trio. O ponto mais forte é mesmo o trabalho vocal, muito diversificado (angelical, teatral, declamado) num álbum com guitarras fortes e até alguns apontamentos acústicos. Todavia, só a partir da quarta faixa é que o álbum se começa a mostrar mais interessante apesar de nunca atingir patamares de elevado brilhantismo. Blood In The Water é, quanto a nós, a melhor faixa seguida de perto por Minue x Minute no tema com riffs mais poderosos e a entrar claramente por campos do hard rock. Ainda assim, uma boa proposta para quem procura sonoridades mais alternativas e menos dadas a previsibilidades.

Tracklist:
1.      Forward
2.      Mirrorball
3.      Dark Daisies
4.      Rose
5.      Spaceship Ride
6.      Man Or Moon
7.      Magnets
8.      Blood In The Water
9.      Whatever We Spend
10.  Minute x Minute
11.  Animal Battle
12.  Cautionary Tale

Line-up:
Katherine Kelly – vocais, guitarras, cítara
Jonas Canales – bateria, korg
David Daly – baixo e vocais

Músicos adicionais:
Billy Sherwood - mellotron e moog
Tom Klimchuck – guitarra acústica em #10
Jürgen Engler – oscilações áudio em #5 e #6

Internet:


Edição: Cleopatra Records 

Comentários