domingo, 22 de dezembro de 2013

Review: Exodus (Signum Regis)

Exodus (Signum Regis)
(2013, Ulterium Records)
(5.3/6)

O conceito gira em torno dos israelitas serem feitos escravos no antigo Egito. Exodus é o seu título genérico. Falamos do novo trabalho dos eslovacos Signum Regis, três anos após o brilhante e também conceptual The Eyes Of Power. Desta vez Ronnie König optou por convidar vários vocalistas bem como alguns instrumentistas (ver lista em baixo) para trabalharem, essencialmente, ao nível dos solos. Em termos musicais, Exodus é, sem surpresa um disco de power metal com uma forte componente melódica. O que talvez fosse um pouco inesperado é a potência debitada pela secção rítmica que torna este disco, em alguns momentos, muito maquinal. Isso não é, todavia impeditivo de serem criados momentos de rara beleza como acontece, principalmente, em The Promise Land, The Ten Plagues, Exodus ou Song Of Deliverance. Aliás, a beleza começa logo mesmo na singela On The Nile. Os momentos compassados e a mid-tempo são muito bem contrabalançados pelos speedados, assim contribuído para todo o equilíbrio de um disco que chega a ser épico! Os instrumentais voltam a marcar presença, embora desta feita apenas num tema, Last Days In Egypt. Verdadeiramente brutal acaba por ser o trabalho de baixo, cortesia de Mr. König que pode ser comparado ao histórico trabalho de baixo do mítico Walls Of Jericho! Naturalmente, a masterização a cargo de Tommy Hansen ajudou a puxar estes temas para superiores patamares de qualidade. Mas isso não seria possível se a base já não fosse suficientemente boa! Uma última palavra para toda a beleza do artwork, a cargo do mago Felipe Machado Franco. Portanto, uma obra de grande qualidade a todos os níveis.

Tracklist:
01 - On The Nile
02 - Enslaved
03 - The Promised Land
04 - Let Us Go!
05 - Wrath Of Pharaoh
06 - The Ten Plagues
07 - Last Days In Egypt
08 - Exodus
09 - Song Of Deliverance
10 - Sole Survivor
11 – Mountain of God [CD bonus track]

Line-up:
Ronnie König - baixo
Filip Koluš - guitarras
Jaro Jancula – bateria

Vocalistas convidados: Lance King, Michael Vescera, Matt Smith, Daísa Munhoz, Eli Prinsen, Samuel Nyman, Thomas L.Winkler, Göran Edman e Mayo Petranin

Instrumentistas convidados:
Libor Krivák - guitarra solo
Ivo Hofmann – teclados e arranjos orquestrais
Janci Tupý – teclados
Ado Kaláber – guitarra solo
Adrian Ciel – bateria

Internet:

Edição: Ulterium Records 

Sem comentários: