terça-feira, 18 de março de 2014

Review: Barrenjoey (Sean Wayland)

Barrenjoey (Sean Wayland)
(2012, Independente)
(4.7/6)

Sean Wayland, pianista, teclista e compositor australiano assina em Barrenjoey o seu 23º (!) trabalho de estúdio. Uma carreia profícua baseada no jazz e funk com raízes no rock australiano. E também Barrenjoey varia entre o rock progressivo (Yes, Genesis, The Police), o jazz e o ambient. E para isso conta com o talento de diversos outros músicos que emprestam os seus dotes para criar um álbum longo mas que em nenhum momento se torna fastidioso. Pelo contrário, as sucessivas variações de ritmos e solos vão mantendo a curiosidade em alta. E entre essas contribuições destacamos os sensacionais solos de sax de Mike Rivett em Designer Babies e de Jon Gordon em Forgotten (excelente tema fortemente jazzístico) e os solos de guitarra de Nate Wood em Slide On Thru e de James Muller em Mind Over Mind. A surpresa surge em Under D Tree Restaurant, tema que começa em ritmos reggae e a meio se transforma em country western. Barrenjoey é um disco rico em ritmos, contra ritmos, estruturas e arranjos diversificados e em explosões de criatividade individual de autênticas jams de improvisação. Aconselhado a quem procura o poder da técnica em detrimento da técnica do poder.

Tracklist:
1.      Barrenjoey
2.      What Do You Know
3.      Better Down South
4.      Designer Babies
5.      Slide On Thru
6.      Forgotten
7.      Grey Goo
8.      Jazztafarian
9.      Looking At You
10.  Mind Over Mind
11.  Mirrabooka
12.  No Credit No Problem
13.  Repeat Repeat
14.  Scum Valley
15.  Tricknology
16.  Under D Tree Restaurant
17.  When Will I See You Again
18.  Will We Ever Meet
19.  1800 Funk

Line-up:
Sean Wayland – vocais, teclados
Mark Guiliana – bateria
Keith Carlock – bateria
Alex Hewetson – baixo
Jeff Hanley – baixo
Nate Wood – guitarras
Michael Valenue – guitarras
Luca Benedetti – guitarras
James Muller – guitarra solo em Mind Over Mind
Mike Rivett – saxofone solo em Designer Babies
Jon Gordon – saxofone solo em Forgotten
Ben Wendel – fagote
Virna Sanzone – vocais

Internet:

Sem comentários: