domingo, 13 de abril de 2014

Review: Stranded In Arcadia (Mars Red Sky)

Stranded In Arcadia (Mars Red Sky)
(2014, Listenable Records)
(5.2/6)

Os franceses Mars Red Sky são considerados um dos mais importantes nomes do stoner/doom rock europeu e neste seu regresso, agora na sua compatriota Listenable Records, não deixam os seus créditos por mãos alheias.  Stranded In Arcadia apresenta tudo o que este género deve ter: guitarras lentas, arrastadas, graves a criar colossais riffs; baixo intenso e denso a preencher todos os poros; bateria quente e envolvente. Mas consegue ser mais do que isso – a sua sonoridade é retro, é suja, é orgânica e é analógica. As guitarras usam muitos efeitos nomeadamente o célebre wah-wah para criar os adequados ambientes. Mas é nos vocais que reside muito do interesse dos Mars Red Sky: limpos e frágeis, muito melódicos (ouçam, por exemplo, Join The Race, provavelmente o melhor exemplo) remetem-nos para o pop rock psicadélico dos anos 70. Holy Mondays é o tema que escapa um pouco à linha condutora por introduzir alguma velocidade, embora nada de exagerado. Arcadia e Beyond The Light são dois instrumentais – o segundo é mais um outro, mas o primeiro é um dos melhores momentos do disco. Pesado e hipnótico, Stranded In Arcadia é um monumento ao doom metal/stoner rock que deve ser consumido de forma exagerada.

Tracklist:
1.      The Light Beyond
2.      Hovering Satellites
3.      Holy Mondays
4.      Join The Race
5.      Arcadia
6.      Circles
7.      Seen A Ghost
8.      Beyond The Light

Line-up:
Julien Pras – vocais e guitarras
Matgaz – bateria
Jimmy Kinast - baixo

Internet:

Sem comentários: