terça-feira, 10 de junho de 2014

Review: Big Suspicious (Wild Adriatic)

Big Suspicious (Wild Adriatic)
(2014, Independente)
(5.5/6)

Rebuscar no baú das memórias dos anos 70, nomeadamente Led Zeppelin, Mountain e The Rolling Stones é o que os nova-iorquinos Wild Adriatic nos oferecem no seu primeiro trabalho, Big Suspicious. Mas o trio não se limita a copiar. Pega, de facto, nessas influências e a partir daí expande a sua sonoridade para muitos cenários. Desde logo o trio é liderado por Travis Gray, um sensacional vocalista com um sentido de melodia e colocação soberbos. E com uma capacidade única de introduzir falsetes muito bem colocados e perfeitamente colocados. Depois, sim senhor que a base é hard rock, mas o trio socorre-se de um vasto conjunto de recursos que ajudam a enriquecer a sua base: sopros, pianos, hammond, wah-wah, acústico e até… palmas! Tudo usado de forma criteriosa e que faz com que Big Suspicious surpreenda a cada passo pelas sucessivas inversões de percurso. Inalterável ao longo do disco fica a sonoridade dinâmica, muito orgânica e envolvente conseguida essencialmente a partir do desempenho de um baixo cheio e de uma bateria quente. É um rock n roll cheio de soul! São 12 temas, verdadeiras canções, cheias de sensualidade e atitude, cheias de alma e de verdadeiro sentimento rock n roll. E que por vezes até extravasa o seu território, como acontece, por exemplo em Tight Grip ou Lose My Mind com riffs de autêntico stoner rock. Ou também em Holding You ou Walk For Miles, com uma gritante sensualidade pop! Mas é destas mudanças sucessivas que se faz Big Suspicious - um disco surpreendente e de grande riqueza estrutural, rítmica e artística.

Tracklist:
1.      Can’t Be Your Man
2.      Mess Around
3.      The Fool
4.      40 Days 40 Nights (Hard Times)
5.      Tight Grip
6.      Holding You
7.      Cooperstown
8.      Lose My Mind
9.      Walk For Miles
10.  Lonely
11.  Heavy Soul
12.  Woe

Line-up:
Mateo Vosganian – bateria
Travis Gray – vocais e guitarras
Rich Derbyshire – baixo

Internet:

Sem comentários: