segunda-feira, 9 de junho de 2014

Review: Disconnect (John Wesley)

Disconnect (John Wesley)
(2014, InsideOut Music)
(5.3/6)

John Wesley construiu uma longa e variada carreira como compositor, guitarrista convidado e músico de gravação. Mas desde sempre que a sua música tem sido considerada de enorme sensibilidade lírica e dinamismo musical. As suas composições apresentam vocais carregados de emoção (a lembrar a intimidade de Roger Waters ou Patty Griffin) juntamente com um intricado e complexo trabalho de guitarra (resquícios de David Gilmour ou Jeff Beck). Os seus temas acústicos, elétricos (ou a mistura de ambos) interligam o art rock, o progressivo, o clássico e o alternativo de uma forma extraordinariamente natural, dinâmica e espontânea. Uma demonstração de sinceridade e emotividade raras nos dias de hoje. Disconnect é o seu mais recente trabalho, sexto longa duração e sucessor de The Lilypad Suite (2011) e não só confirma o que foi afirmado anteriormente como tudo é reforçado por via de um disco de grande sensibilidade onde as guitarras, através dos seus longos, belos e emotivos solos, criam verdadeira poesia musical. As aproximações quer a Pink Floyd quer a Yes, quer mesmo a nomes progressivos mais contemporâneos como os Riverside ou os The Porcupine Tree (com quem o músico britânico recentemente tocou como sideman) acabam também por surgir, embora sempre camufladas pelo seu estilo inconfundível de criar grandes canções. Indiscutivelmente, Disconnect é um disco para absorver na intimidade, para descobrir sentimentos e para se deixar conduzir pela dinâmica, pelas melodias e pela poesia intrínseca.

Tracklist:
1. Disconnect
2. Any Old Saint
3. Once A Warrior
4. Window
5. Gets You Everytime
6. Mary Will
7. Take What You Need
8. How Goes The War
9. New Life Old Sweat
10. Satellite

Line-up:
John Wesley – vocais, guitarras
Dean Tidey – guitarras
Patrick Bettison - baixo
Mark Prator – bateria

Internet:

Edição: InsideOut Music

Sem comentários: