RIP - Malcolm Young (AC/DC) - We Salute You!

Review: King Of Man (Jay Smith)

King Of Man (Jay Smith)
(2014, Gain Music)
(5.6/6)

Jay Smith é um conceituado vocalista sueco que tem pisado diversos terrenos sempre com grande sucesso. Do grunge ao blues, do country ao metal, Jay Smith não impõe limites à sua criatividade nem se encerra numa simples área musical. Depois do seu álbum homónimo em 2010, a Suécia e o mundo renderam-se ao seu talento e era com enorme ansiedade que se esperava o segundo trabalho a ver se toda a classe antes demonstrada era confirmada. Precisamente. Confirmadíssima! King Of Man, originalmente lançado no seu país natal em dezembro de 2013, mas só chegando ao resto da Europa e ao mundo uns meses mais tarde, foi produzido por Dan Sundquist, vencedor de um Grammy. Mas, sendo de registar a excelente produção, de nada valeria se por esta rodela não abundassem temas de grande classe. Seja mais rockeiro, seja mais blues, seja até com mais swing, soul ou jazz, King Of Man é um disco eclético, bem construído, maduro, de grande qualidade. Um disco que derruba fronteiras, elimina estereótipos, cria diversidade, surpreende a cada tema e que se recusa terminantemente ao óbvio. A voz de Smith é, de facto, uma mais-valia. O homem canta que se farta e a sua voz camaleónica acaba por encaixar na perfeição em cada tema, independentemente da área estilística onde se enquadre. King Of Man é por isso um trabalho adequado aos mais exigentes fãs de música. Precisamente aqueles que procuram o inesperado. Porque situações inesperadas e surpresas é o que mais frequentemente surge neste conjunto de doze intemporais temas.

Tracklist:
1. The Blues
2. Women
3. Keeps Me Alive
4. King Of Man
5. Cowboys From Hell
6. Sanctuary
7. Keep Your Troubles At Bay
8. Ode To Death (Little Sister)
9. Tramp Of Love
10. Evil I Might Be
11. Worries Won't Bring It Back
12. Sanctuary Revisited

Internet:

Edição: Gain Music 

Comentários