sábado, 12 de julho de 2014

Review: Mixing The Pain (Starroy)

Mixing The Pain (Starroy)
(2014, Independente)
(5.5/6)

Ocho For Willow, trabalho de estreia dos Starroy tinha sido uma autêntica bomba nas vertentes mais hardrockeiras, pelo seu caráter inovador. Dois anos se passaram, os Starroy estão de volta e estão… diferentes. Desde logo o line up sofreu algumas alterações e embora não sabendo se por via disso ou não, parece-nos que Mixing The Pain arrisca entrar por outros campos. Continua a haver muito rock ‘n’ roll e muito blues rock por aqui; continua a haver muito boogie, shakegrove; continua a haver um forte sentimento sulista; continuam presentes as passagens acústicas de uma enganadora fragilidade. Mas, apesar de a banda parecer estar mais coesa, em termos de canções, Mixing The Pain está um pouco distante de Ocho For Willow. Tentem encontrar aqui correspondências à genialidade de temas como New Day, Ocho ou Lil’ Ditty. Não vão encontrar. Eventualmente temas como Get Down Insanity, Mixing The Pain e, principalmente, Freak Jones de alguma forma se aproximem. É uma realidade que a banda está mais forte, mais direta, com temas mais curtos e embora mantendo o seu DNA rockeiro perdeu, na nossa opinião, aquela vertente de inovação e diferenciadora. Mas que fique bem claro, que em termos de produção de rock, Mixing The Pain nada têm de negativo! Aliás, a nossa classificação prova isso mesmo! Isto é rock ‘n’ roll ao nível dos melhores com guitarras frenéticas, uma bateria orgânica e um baixo capaz de encher este disco e o mundo! E a sua forma de combinar rock e blues continua a ser fantástica. Em setembro eles vão andar aí pela Europa (não em Portugal) – se puderem não os percam!

Tracklist:
1.      Get Down Insanity
2.      Empty Cup
3.      Mista King
4.      Mixing The Pain
5.      Spanish Kitty
6.      Freak Jones
7.      Before The Sun
8.      Road Song

Line-up:
Adam Barnard – vocais e guitarras
Barry Fowler – guitarras
Cameron Roberts – guitarras
Red Dorton – baixo
Jacob Brumley – bateria
Heath Finch – percussão

Internet:

Sem comentários: