sábado, 4 de julho de 2015

Review: Bullet (Fault)

Bullet (Fault)
(2015, Independente)
(5.8/6)

Os irmãos Tim e Miran Ribaric poderiam ser os nomes dos novos reforços do Benfica, mas não são. São dois ilustres músicos originários da Croácia e que têm vindo a trabalhar desde 2009 no seu grupo Fault. Aparentemente chamam-se Fault porque a primeira música que fizeram chamava-se… Nobody’s Fault. E este é um dos 13 temas que faz parte desta sensacional estreia intitulada, também de forma simples como Bullet. Tal e qual. Embora não uma bala mas… uma bomba, é o que é este trabalho. Hard rock de grande qualidade, criado como mandas as boas regras (pelos Guns ‘n’ Roses, por exemplo!) e com uma produção poderosa, límpida e claramente atualizada, aqui e ali com alguns laivos de punk em momentos mais crus e diretos (ex: Get Out). Ora rápidos, ora compassados, utilizando muitas vezes a dualidade entre passagens limpas (incluindo aqui guitarras acústicas) e com distorção, Bullet é um disco que apetece ouvir muitas vezes. E apetece por culpa das grandes canções, mas essencialmente pelo superior desempenho vocal e pela novidade que é a utilização de dois vocalistas em simultâneo. Sim! Duas vozes que, para além de fantásticas, se encaixam perfeitamente uma na outra, criando elas próprias e nos jogos por elas criados, linhas melódicas de belo efeito. Seguramente não haverá muita gente a fazer isto, é arriscado, mas os Fault fazem-no e logo a um nível que por certo deixará a sua marca e fará história. Os fãs do hard rock em geral e dos Guns ‘n’ Roses em particular têm neste Bullet um fartote de grandes momentos a descobrir. Mas, já agora, também o aconselhamos a todos os amantes da boa música. 

Tracklist:
1.      Dancing Naked
2.      Jackie
3.      Get Out
4.      Through Your Eyes
5.      My Time
6.      In The Night
7.      Wake Up
8.      Hope
9.      Alone
10.  Broken Promises
11.  Nobody’s Fault
12.  Alive
13.  Bullet

Line-Up:
Miran Ribaric – vocais
Tin Ribaric – guitarras
David Vitasovic – baixo
David Valenta - bateria

Internet:

Sem comentários: