terça-feira, 28 de julho de 2015

Review: Everlasting Moment (Izz)

Everlasting Instant (Izz)
(2015, Doone Records)
(5.4/6)

Os Izz começaram esta sua trilogia em 2009, com The Darkened Room, continuaram em 2012 com Crush Of Night e, agora, Tom Galgano, teclista e mentor do projeto, e seus colegas fecham a épica história com Everlasting Instant. Dito isto, importa referir que as melodias, ritmos e componente lírica deste trabalho são a sequência e o culminar de tudo o que está para trás. Quem já conhece, fica com essa informação; para quem não conhece sempre avançaremos que se trata de rock progressivo de fino recorte técnico. Um rock progressivo que vai beber a nomes como Pink Floyd, Yes, Genesis, Supertramp, respeitando a tradição, mas acentuando a sua modernidade. Estruturas fantásticas, um baixo estonteante e teclados assombrosos são as ferramentas utilizadas para criar um conjunto de 11 temas que apetece ouvir. Onze faixas bem trabalhadas, com espaço para o conjunto, para a melodia e para a destreza técnica individual. Onze canções que o mais exigente fã de rock progressivo irá, seguramente, levar em linha de conta.

Tracklist:
1.      Own The Mistery
2.      Every Minute
3.      Start Again
4.      If it’s True
5.      The Three Seers
6.      The Everlasting Instant
7.      Keep Away
8.      Can’t Feel The Earth, Part IV
9.      Illuminata
10.  Sincerest Life
11.  Like A Straight Line

Line-Up:
Paul Bremner – guitarras
Anmarie Byrnes – vocais
Brian Coralian – bateria
Greg DiMiceli – baixo, vocais, teclados
Tom Galgano – teclados, vocais, guitarras
Laura Meade – vocais

Internet:

Edição: Doone Records 

Sem comentários: