News

Notícias da semana – 08 de maio de 2021

Juntar o jazz ao mirandês é um disco original e distinto que tem como objectivo preservar a segunda língua oficial de Portugal. Nun me Lhembra de Squecer, um disco de originais, com lançamento previsto para setembro, conta com poemas de Amadeu Ferreira um dos maiores defensores da língua mirandesa. Esta é uma ideia antiga da cantora Isabel Ventura, transmontana de nascença, mas radicada no Porto. Isabel Ventura já tem dois discos de jazz gravados, um de 2013, outro de 2015. Anteriormente colaborou com vários grupos como os Ban, Trabalhadores do Comércio, GNR e Pedro Abrunhosa. Para tornar este projeto viável decorre um croudfunding.

 


O projeto de heavy/power metal Kiko Shred’s Rebellion, oriundo de São Paulo (Brasil) e que se estreou com o disco Riding The Storm em 2015, assinou com a Pure Steel Records para o lançamento do seu 4º álbum, Rebellion. Quanto aos speed metallers italianos Iron Jaws, disponibilizaram Declaration Of War, single retirado do álbum com o mesmo nome (com capa de Augusto Peixoto) que será lançado a 28 de maio, e que pode ser ouvido aqui. Entretanto, a Iron Shield Records anunciou o dia 18 de junho como a data de lançamento de The Third Attack, terceiro longa-duração dos Ravager que promete ser mais pesado, catchy e melhor que as produções anteriores.

 


Burning Burning (The Last Band On Earth) é o mais recente single de Stefan Berggren e teve lançamento ontem pela Grandjam Production. Berggren é um dos melhores vocalistas suecos da actualidade (tendo colaborado com nomes como Uriah Heep, Snakes In Paradise, M3 - Classic Whitesnake, The Company Of Snakes, Bernie Marsden, entre outros) e este é o segundo single retirado do álbum These Are The Times que estará nas lojas a 4 de junho. 

 


Os Lucifer têm estado ocupados a gravar o seu próximo álbum, Lucifer IV, nas, para tornar menos penosa a espera anunciaram o lançamento de um 7’’ a 4 de junho que inclui o tema Gone With The Wind Is My Love, um original soul de Rita And The Tiaras, aqui num dueto especial entre Johanna e Elin Larsson dos Blues Pills. Este lançamento inclui, ainda, uma versão ao viso de Cemetery Eyes, tema gravado durante o Century Media Isolation Festival, do ano passado. O 7’’ estará limitado a 2000 cópias e será apresentado em seis cores diferentes.

 


Na senda de nomes icónicos como Helstar, Vicious Rumors, Jag Panzer, Agent Steel e Nevermore, os turcos Vengeful Ghoul nasceram em 2005 em Istambul. O primeiro álbum Timeless Warfare foi lançado em 2014 e recentemente lançaram o novo single, Back To War que fará parte do segundo álbum Infestation. Este novo single já está disponível nas diferentes plataformas digitais desde ontem. A produção de Back To War esteve a cargo de Jens Bogren nos Fascination Street Studios.

 


O quinteto pirata The Groggy Dogs anunciou a transmissão do seu concerto no Davy Jones’ Locker. Será a 13 de maio pelas 21:00 GMT e pode ser acompanhado no canal youtube dos espanhóis. Esta iniciativa surge devido à falta de concertos para promover o lançamento do seu álbum Grog o’Clock, disco que se carateriza por um cocktail explosivo de melodias celtas, punk, metal e ska. Neste concertoos The Groggy Dogs tocarão Grog o’Clock na íntegra e prometem algumas surpresas.

 


Conhecido por the king of slide guitar, Troy Redfern é um guitarrista, vocalista e compositor britânico que lança, a 21 de maio, o seu próximo single. Bombástico e um verdadeiro blues boogie, Waiting For Your Love é a canção que virá a fazer parte do seu novo álbum … The Fire Cosmic!, agendado para 6 de agosto, via RED7 Records. Para este álbum, Redfern convidou Darby Todd para a bateria, Dave Mark, para o baixo, e o guitarrista Ron ‘Bumblefoot’ Thal. A produção esteve a cargo de Paul Winstanley.

 


Como é que soaria um abanda que misturasse a melodia dos Iron Maiden, o groove dos Pantera e os riffs dos Megadeth? A resposta é dada pelos Paradox Community, trio alemão que apresenta no seu primeiro disco uma experiência diferencial pelo uso de variadas estuturas e estilos entre cada canção, sendo que os vocais também variam do melódico até à agressividade. O álbum tem como título Omega e o vídeo Northern Star pode ser visto aqui

 


Devido à alta procura, os Moonspell, que acabam de lançar mais uma obra-prima na forma de Hermitage, irão proceder à reedição dos seus emblemáticos álbuns Extinct (2015) e 1755 (2017). Extinct foi o 11º álbum dos nacionais é considerado o mais experimental e um dos mais bem-sucedidos lançamentos. Dois anos depois, o colossal 1755, disco conceptual, é uma obra incomparável. Ambas as obras-primas serão reeditadas em vinil no dia 2 de julho via Napalm Records e numa edição limitada apenas a 100 cópias, sendo que os pedidos podem ser feitos aqui.

 


Quando se trata de casar metal com folk, poderemos encontrar imensos exemplos. Mas se falarmos apenas de puro folk? Quantas editoras extremas se aventuraram a lançar um álbum de puro folk? Não muitas, é certo, mas a Godz Of War fez isso e lança a 21 de maio o trabalho Czary i Czarty dos Wicher. Este é o álbum de estreia do trio e traz sete enigmáticas canções em cerca de trinta minutos onde são usados exclusivamente instrumentos tradicionais. Liricamente, este álbum é inspirado no livro com o mesmo nome escrito por um dos mais influentes escritores polacos, Julian Tuwim. O tema Nies Biesie Nies! pode ser ouvido aqui.


Notícias da semana – 01 de maio de 2021


Os Dark Millenium irão celebrar o seu 30.º aniversário com algo muito especial: uma regravação do tema título da sua demo The Apocryphal Wisdom. Este épico de 13 minutos conta com a participação de Marc Grewe (Insidious Disease, ex-Morgoth), Alexander Krull (Atrocity, Leaves' Eyes), Christian Müller (Night In Gales) e Torsten Hoeltge (ex-Dark Millennium). Yannik Mertens, filho do vocalista Christian Mertens, também contribui com um solo de guitarra. Esta canção será lançada pela Massacre Records como single digital acompanhada por um vídeo no início de junho e serve como aperitivo para o novo álbum que deverá chegar às lojas no outono deste ano. A editora alemã anunciou, também, que assinou com os lendários thrashers de Nova Iorque, os Toxik. Originalmente formados em 1985, lançaram os clássicos álbuns World Circus e Think This, o EP Breaking Class e a box com 3 CDs III Works. A banda está neste momento a trabalhar num novo álbum de estúdio e os rumores dizem que será algo altamente excitante.

 


São formados por elementos oriundos do crust/punk dos Simbiose (o guitarrista Nuno e o baterista Luís) e do speed metal dos Toxikull (Antim, na voz e no baixo). O resultado chama-se Black Flare, projeto de stoner/doom/epic/traditional metal. O álbum de estreia homónimo, com 9 temas, está agendado para o dia 25 de maio, numa edição a cargo da Firecum Records. O tema de avanço é Bending The Will e já pode ser ouvido/visto aqui

 


Está apresentado mais um tema da coleção que os Toxikull se propõem lançar ao longo deste ano e que surgirão juntos na coleção Warriors Collection. Desta feita trata-se de Nascida No Cemitério (sim, cantado em português!) e tem como convidado Armando Macedo, o vocalista dos brasileiros Flageladör e o baterista Emídio Ramos. Este single, juntamente com o vídeo associado, são lançados pela Amazing Records Portugal. O vocalista e guitarrista Alex Thunder acaba por referir que este é um dos seus melhores lançamentos, elevando o heavy metal a outro nível. A capa esteve a cargo de Miguel Carrapiço e a produção de Fernando Matias e dos próprios Toxikull. Recorde-se que o primeiro single, lançado em fevereiro, foi Metal Defender com a presença de Zach Schottler, dos Skull Fist.

 


Depois do álbum Insano, lançado em 2018 pela banda Ginga, é agora a vez de apresentar o seu mais recente videoclipe e música single Era uma Velha, que fará parte do novo álbum a lançar no final deste ano. O novo disco intitulado Inquietos Hoje, Amanhã Também celebra o 21.º aniversário dos Ginga, coletivo fundado em Coimbra no ano 2000. Este tema com letra em forma de lengalenga, foi adaptado pelo músico fundador da banda, António Santos Simões, que lhe deu vida com música e arranjos da sua autoria. A lengalenga conta-nos a história de uma velha que debaixo da cama tinha um monte de bicharada, que, a zurrar e a ganir, não a deixava dormir, e surge descrita no cancioneiro tradicional português, com origem em Trás-os-Montes e Alto Douro, associada às brincadeiras infantis de outrora.

 


As Black Widows foram a primeira banda de metal composta só por mulheres a aparecer em Portugal (criada em 1995). Após o lançamento do seu último álbum, Sweet... the Hell, em 2002, uma longa pausa e algumas alterações no lineup, a banda anuncia o nome do seu próximo lançamento: Among The Brave Ones. Among The Brave Ones será composto por 10 novos temas que foram gravados pelo produtor Fernando Matias no The Pentagon Audio Manufacturers Studios.

 


Circus Mind é um coletivo novaiorquino nascido da mente de Mark Rechler. A banda está a entrar no seu 20 aniversário e prepara-se para lançar o seu terceiro álbum Joy Machine, uma fresca explosão de sons e texturas do rock dos anos 70. Joy Machine sai a 21 de maio e conta com as colaborações de Nels ClineMarc RibotIvan Neville, Walter Wolfman WashingtonScott Metzger e Brandon Niederaurer que surge já no primeiro single Are You Ready,  que transporta uma vibe rock e soul. O anterior álbum dos Circus Mind, Silver Flower foi votado pela Newsday como o Melhor Álbum Indie de 2006.


 

Wolf X é um projeto novo no panorama musical português, criado pelo produtor de bandas como She Pleasures Herself, Uni_form, (( ASA )), Sweet Nico, When The Angels Breathe que acaba de assinar contrato com uma major internacional sediada em L.A. O novo single de Wolf X é uma versão de uma das bandas favoritas do produtor/realizador David Wolf, os Depeche Mode, I Feel You. E foi a música escolhida para este disco Wish e para ilustrar a distância que vivemos entre relações amorosas neste tempo de pandemia. É também uma analogia entre o inferno e o céu - a mulher passa de um inverso canal e xexual para o oposto chegando ao céu no fim e personificando um Anjo.

 

A banda de Art Rock Progressivo Johnny vs Betty lançou o primeiro de um conjunto de singles, que serão apresentados no ano de 2021, pela editora independente Skiiks Records. Os Johnny vs Betty são compostos por Evandro Capitão (voz, trompete e teclados), Guilherme Salvador (baixo), Rafael Santos (bateria) e Samuel Fernandes (guitarra). O som que surge com a junção destes músicos é influenciado por Tool, Deftones, Rage Against The Machine, Porcupine Tree, entre outros. A fusão resultante é uma parede de som constantemente preenchida por motivos musicais que agarram o ouvinte. O grupo de 4 músicos, decidiu em 2019 levar as composições que tinham guardado  a palco. Deram o primeiro concerto em fevereiro 2020, que também seria o último devido à pandemia. Os planos continuam de pé e pretendem apresentar-se nos palcos nacionais em 2022. O lançamento deste e dos próximos singles que virão ainda este ano serão o pontapé de saída para a banda se dar a conhecer. 

 


A Infinite Records e a Elevate Records juntaram-se para o lançamento de Anthems Of The World, o tributo oficial aos Stratovarius, que acontecerá a 27 de maio. O álbum será comercializado e distribuído pelas duas labels tanto em CD como no format digital. Anthems Of The World contém 14 sucessos da banda finlandesa regravados por artistas como Mike LePond (Symphony X), Mistheria (Bruce Dickinson, Vivaldi Metal Project), Beto Vazquez Infinity, Eagleheart, Sunrise, Marko Pukkila (Altaria), Bob Katsionis (Firewind), Patrik J Selleby (Bloodbound, Shadowquest), Juhani Malmberg (guitarrista de Timo Kotipelto), entre outros. Inclui, ainda, a extraordinária participação de Timo Tolkki, Matias Kupiainen e Jari Behm. Precisamente por esta razão, este não é um tributo clássico já que, pela primeira vez, verifica-se a partcipação deatuais e antigos membros.

 


Brian Island é um baixista e vocalista canadiano que tem tocado com diversas bandas locais, composto para outros artistas e criado scores para filmes e programas televisivos. Em termos musicais fez parte da banda de culto de AOR Prototype. E agora surge a reedição do seu álbum homónimo, disponível desde ontem numa edição a cargo da AOR Heaven, onde conta com a colaboração do guitarrista e produtor Dan Lowe, também um ex-Prototype. Este trabalho homónimo cruza hi-tech AOR com adult pop, com canções catchy, fortes linhas de baixo, boas guitarras e teclados agradáveis. Inicialmente lançado apenas no Canadá, Brian Island era uma obra rara atualmente, sendo que esta reedição estará disponível numa edição limitada a 500 cópias e inclui uma faixa bónus e liner notes a cargo de Dave Reynolds.



Notícias da semana –24 de abril de 2021


Sai a 4 de junho o novo EP dos Rhapsody Of Fire através do selo AFM Records. Intitulado I'll Be Your Hero, este trabalho inclui 9 temas divididos entre faixas nunca antes lançadas, uma regravada, duas captadas ao vivo e três adpatações a diferentes línguas da balada The Wind, The Rain And The Moon. Para além disso, ainda faz parte um tema original, Glory For Salvation que fará parte de um futuro novo álbum dos lendários italianos.

 


A banda Cães de Guerra (duo composto por 7 Peles – guitarra ritmo e vozes – e Furcas – guitarra solo, baixo e programações) está de volta com um novo álbum. Cabras, Cães & Leite de Bode será lançado a 10 de maio pela Firecum Records. Com este novo álbum a banda portuguesa de heavy metal promete "criar caos e terror". Este trabalho sucede ao EP de estreia de 2020, Forjados no Aço, EP esse que se esfumou no primeiro dia de vendas. Um ano volvido, surge o álbum Cabras, Cães & Leite de Bode um resumo de atrocidades, devastação e deboche em 40 minutos. Aqui podem ouvir o single XF17 Motorizada Infernal.

 


Logo após a sua última tour europeia, ainda antes da pandemia encerrar tudo, os Ghost começaram a trabalhar no seu novo álbum, Rites Of Love And Reverence, que será lançado a 13 de agosto, uma sexta-feira, 13! Naturalmente que, com o conceito definido, apenas havia uma pessoa com quem os Gost poderiam trabalhar: a fotógrafa holandesa Nona Limmen. E, se conhecem o coletivo, já saberão que repetir é uma palavra que não existe no seu dicionário. Portanto, preparem-se para a nova colecção de músicas. 

 


A artista portuguesa Sandra Bullet aproveitou o confinamento para produzir o primeiro álbum de originais no seu estúdio. Fechada em casa durante o confinamento, sem possibilidade de atuar ao vivo e com uma quebra de trabalho acentuada, a cantautora e multi-instrumentalista Sandra Bullet decidiu usar algumas gravações efetuadas pelos membros da sua primeira banda, Ricardo e Eduardo, e trazer as suas primeiras composições de novo à vida: aproveitou esta paragem para gravar o que faltava ela própria (guitarra e voz), misturar e masterizar e finalmente lançar um álbum completo, com as 15 músicas que fizeram juntos, celebrando da melhor forma o 15º aniversário da banda e da sua carreira. Somewhere In The Crowd sai a 1 de maio.

 


Foi lançado, esta semana, o segundo álbum da banda de blues rock Until The Sun, intitulado Drowning In Blue. O coletivo nasceu em 2017 e procura fazer a fusão entre elementos de blues, rock alternativo, psicadelismo, jazz e influências pinkfloydianas. A banda é composta por Brandon Teskey na guitarra solo, Bruce Jensen nos vocais e baixo, Chris Tex na bateria e Alyssa Swartz nos vocais. Drowning In Blue sucede à estreia de 2019, Blackheart.

 


Praticamente dois anos após o bem-sucedido Aurora, rerá a 25 de junho que os Harpyie lançam o seu novo álbum intitulado Minnewar, via Metalville Records. O objetivo do coletivo para este lançamento é pegar nos maiores hits da cena, alterá-los e adaptá-los à sua própria visão. Pesado, moderno, mas nunca sem comprometer a essência das obras escolhidas. Obras essas de autores como Luna Luna, Faun, Saltatio Mortis, ASP, Santiano, Letzte Instanz, Versegold, Mr. Hurley & Die Pulveraffen, In Extremo, Subway To Sally e Schandmaul, num tributo a uma cena em constante crescimento.

 


Conquer And Command é o novo single dos melodic/epic death metallers alemães Darkest Horizon , tema que pode ser ouvido no Bandcamp da band. Este é o segundo single lançado este ano depois de Ad Nauseam. Se a estes juntarmos Iterant Onset, de 2019, poderemos expectar que os Dark Horizon estejam a preparar um sucessor para o seu último álbum Aenigmata, de 2018.


 

Lars Ranzenberger (aka Lars Ratz) faleceu esta semana num trágico acidente com o seu ultraleve em Maiorca, Espanha. O músico dos Metalium tinha 53 anos e deixa as famílias do metal e da Massacre Records mais pobres. Por outro lado, a editora alemã anunciou que Roth pai e Rith filho se uniram para apresentar a sua visão mórbida do metal com letras em alemão. A estreia Nachtgebete, com toques de NDH, será lançado em setembro.

 


Os Primal Creation são um um quinteto (Clint Dusslier, bateria e percussão; Ruben Dhaene, guitarra solo; Cédric Uyttendaele, guitarra ritmo; Ewoud Herregat, baixo; Koen Mattheeuws, vocais) thrash metal oriundo da Bélgica. Depois da presença no Wacken Open Air em 2019, o seu novo lançamento, News Feed busca inspiração e apresenta semelhanças tanto com nomes mais tradicionais como Testament e Exodus, como com nomes mais extremos do género como Slayer e Sepultura. News Feed é um álbum com uma forte componente de crítica sociopolitica, em torno dos orgãos de comunicação social e das fake news. Sucede ao EP de estreia, de 2017, The Struggle e ao álbum Demokracy, de 2017.

 


A lendária banda italiana Lacuna Coil anunciou olançamento de um álbum ao vivo e o seu primeiro single. O álbum terá como título Live From The Apocalypse e tem lançamento pela sua editora de sempre, a Century Media Records, a 25 de junho. O álbum foi gravado num espetáculo especial em 2020 e agora é disponibilizado num formato qie também inclui um DVD. Já o single é Bad Things e é uma escolha especial. A versão original de estúdio está disponível apenas no Amazon e, portanto, agora pode ser visto na sua versão ao vivo retirada do referido DVD.


Notícias da semana –17 de abril de 2021


A CD Music prepara dois lançamentos importantes do cenário rock/metal do país vizinho. Primeiro, trata-se do primeiro trabalho dos Reylobo, intitulado El Octavo Pecado, que tem recebido boas críticas. Os Reylobo são oriundos de Murcia e praticam um heavy metal com toques progressivos e com fortes influências de bandas como Sararoga, Avalanch e Mago de Oz. Depois, cita-se Los Años del Silencio. Novo disco dos hardrockers galegos Eco, numa continuação lógica do seu trabalho de estreia, intitulado Réplica, isto é, enormes melodias, riffs abrasivos e uma montanha-russa de emoções.

 


A maior banda de thrash metal alemã, os Destruction, iniciam um novo capítulo da sua carreira assinando pela Napalm Records. O resultado dessa parceria pode ser já visto próximo do final deste ano com o lançamento de música nova. Para além da associação à editora austríaca, os Destruction contam com os talentos de Randy Black (bateria) e Damir Eskić (guitarra solo).

 


Há novidades da editora alemã Massacre Records! A primeira diz respeito ao coletivo suíço de melodic power rock, Second Reign, que acaba de assinar com a label. Formados em 2017, em torno do vocalista/baixista Stephan Lipp, Ele e o guitarrista Alain Schneble, o teclista Bo Rebsamen e o baterista Dan Hammer celebram a música rock dos anos 80 sem soar old-fashioned. O seu álbum de estreia está previsto para o final deste ano. A segunda diz respeito aos Rebellion que preparam o seu regresso com We Are The People. O álbum sai a 23 de julho e tem produção de Uwe Lulis (Accept).

 


A Hammer Records apresenta o coletivo húngaro de doom/stoner/souther/grunge Raksha Bandhan e o seu álbum de estreia Meet Your God On A Dirty Bus. Forte e autenticamente influenciados pelas sonoridades dos anos 90, Meet Your God On A Dirty Bus apresenta nove canções que representam histórias de homens a fazer de Deus, mas, que no final, são o Diabo. Este é um disco que, indubitavelmente, agardará a fãs de Corrosion Of Conformity, Alice In Chains, Biohazard e Down, embora as influências doom tipicas dos Type O Negative também se façam sentir. O vídeo para Human Torch pode ser visto aqui

 


A Esoteric Antenna anunciou o lançamento de um novo CD dos lendários Procul Harum. Trata-se do EP de três temas (incluindo uma versão editada do tema título), Missing Persons, trabalho concluído durante o confinamento depois do membro fundador e vocalista Gary Brooker ter descoberto uma gravação com misturas em bruto de dois temas que a banda havia gravado anteriormente. Uma data imprecisa, mas que a banda refere não serem da semana passada nem muito antigos. O tema títuo, Missing Persons (Alive Forever) é uma peça particularmente emotiva e um exemplo perfeito da tradição musical da banda.

 


Os King Witch orgulham-se de partilhar as suas origens musicais com o lançamento do seu próximo EP digital Worship The Riffs que inclui versões de Children Of The Sea, dos Black Sabbath e The Thing That Should Not Be, dos Metallica. Este EP, que foi gravado durante o confinamento, será lançado a 21 de maio, via Listenable Records e sucede ao magnífico Body Of Light, de 2020.


 

Numa edição a cargo da Elvate Records, a 15 de maio os Celtic Hills lançam o seu segundo álbum intitulado Mystai Keltoy, sendo que o primeiro single, The Tomorrow Of Our Sons já está disponível. Mystai Keltoy foi produzido por Michele Guaitoli, vocalista dos Temperance, Visons Of Atlantis e Era. Estilisticamente, este é um disco que varia entre o death, power, speed , melodic e thrash metal dos anos 90, enquanto tematicamente alude a antigas civilizações, lendas e factos históricos.

 


A editora Cruz del Sur anunciou o relançamento, em vinil, do clássico álbum de de doom metal Epicurean Mass dos Orodruin, originalmente de 2003 pela PsycheDOOMelic Records. Este disco, num estilo entre os Black Sabbath e os Saint Vitus, leva o doom até às suas raízes mais negras, ve, finalmente, uma reedição, 18 anos depois, no dia 28 de maio.


 

Os In Peccatum, símbolos do gothic/doom metal açoriano, voltam a disponibilizar as suas primeiras duas demos-tapes aos fãs. Vinte anos depois, o quarteto, formado em 1998 e ainda no ativo, lança estes dois registos numa só cassete, mostrando a sua profunda influência no underground açoriano e também continental. Assim, In Beauty, de 1998 e Just Like Tears..., de 2000 preenchem os lados A e B, respetivamente, desta cassete que constitui o volume #2 da coleção Azorean Heavy Metal: 1980-2000 Collection.

 


Há dois novos nomes thrashers a estrearem-se pela Metalville Records. Os primeiros são os Godslave que lançam Positive Aggressive a 23 de julho. Este é um disco com uma simbiose perfeita entre melodias catchy, abordagem thrash metal e letras inpsiradas e que fazem meditar. E uma coisa é certa: não há thrash metal sem agressão. Mas... questionam os Godslave: o que fazer com essa energia proveniente da agressividade? Apenas destruir tudo ou ter a capacidade de construir algo novo? Como convidados, citam-se Britta Görtz (Critical Mess) e Damir Eskic (Destruction). Os segundos são os Eradicator que no mesmo dia lançam Influence Denied, depois de 4 álbuns de forma independente desde 2009. De Influence Denied esperem uma mistura do thrash da Bay Area (Testament, Death Angel) com os gigantes alemães do género (Kreator, Destruction). O registo foi coproduzido entre a banda e Sebastian Seeb Levermann dos Orden Ogan.



Notícias da semana –10 de abril de 2021

O emergente coletivo ucraniano de power metal Sunrise anunciou os detalhes do seu 4º álbum, intitulado Equilibria e com data de lançamento a 18 de maio. Este novo trabalho promete ultrapassar barreiras adicionando ao seu classic power metal elementos sinfónicos, épicos e progressivos com alguns toques de experimentalismo incluindo algumas tradições ucranianas. Também os vocais femininos, na pessoa da teclista/vocalista Daria Naumenko têm mais espaços, desta vez. O primeiro single baseado no romance de Richard Bach, The Bridge Across Infinity, já foi disponibilizado em 2020. Como convidado, refere-se a presença do vocalista eslovaco Mayo Petranin (Symphonity e Castaway). 

 


A Lusitanian Music agendou para 18 de junho a data para o lançamento do novo álbum da mais influente banda de black metal nacional, os Decayed. Intitulado Old Ghosts And Primeval Demons, traz treze faixas, onde se inclui uma intro (Damned Soul), um outro (Fallen Angels), uma versão dos Venom (Manitou) e uma faixa bónus (Ritos de Iniciação). O primeiro single Perpetual Slumber já pode ser ouvido aquiOld Ghosts And Primeval Demons foi gravado, misturado e masterizado nos Hell-Mayhem Studios.

 


As amizades criadas em tours podem fazer a diferença no futuro. Que o digam os The Picturebooks que acabam de conseguir a colaboração de Neil Fallon das lendas do stoner rock Clutch no tema Corrina Corrina. Este single conta, ainda, com a participação do baixista Dave Dinsmore dos desert rockers Brant Bjork. Estes dois músicos juntam-se, assim, a Fynn Grabke (guitarras e vocais) e Philipp Mirtschink (bateria). O vídeo deste tema estreou esta semana e pode ser visto aqui. Inspirados por estas sessões, a banda já se contra a trabalhar no sucessor de The Hands Of Time, de 2019.

 


A Beyond The Storm Productions anunciou o dia 14 de maio para o lançamento do novo trabalho dos Signum Regis intitulado Flag Of Hope. Trata-se de um EP com sete temas onde se inclui a versão de Ave Maria que grande furor fez há algum tempo atrás no canal de Youtube. Flag Of Hope foi masterizado por Jacob Hansen e o tema-título conta com alguns convidados, como Göran Edman (ex-Yngwie Malmsteen), Matt Smith (Theocracy), Samuel Nyman (Manimal), Mayo Petranin (ex-Signum Regis, Castaway) e David Åkesson, vocalistas que, de alguma forma, contribuiram no passado para o crescimento da banda eslovaca.

 


Őszelö é o nome do novo álbum de originais dos Dalriada e que vem acompanhado por um álbum ao vivo/DVD intitulado Hazatérés - 15 év Dalriada, um registo captado em outubro de 2019, aquando do espetáculo comemorativo do 15º aniversário. As atmosferas outonais com o uso de guitarras graves continuam a ser evocadas, mas, para este 10.º trabalho, a banda optou por reduzir um pouco nos instrumentos folk focando-se mais nas guitarras. Ainda assim, este disco contém todos os elementos que são familiares à mais importante banda do folk metal húngaro – enormes coros, canções épicas de batalhas, letras que abordam as lendas do seu país, mitologia e história. 

 


São oito faixas épicas numa mistura de punk, folk, ska e metal e carregadas de melodias celtas e histórias de marinheiros. É isso que se apresenta em Grog O’Clock, primeiro álbum dos The Groggy Dogs que, finalmente, viu a luz do dia. Os The Groggy Dogs são um coletivo muito jovem, tendo nascido apenas em 2020, um mês após o confinamento devido à covid-19 e são compostos por Mauro (vocais e guitarras), Fátima Caballero (violino), Carlos Ghirlanda (baixo), Seba Santa Cruz (acordião) e Lukas Hidalgo (bateria). Deste álbum já foram apresentados os vídeos para os temas Ten Thousand Miles Away, All For Me Grog, The Coast Of High Barbary e Drunken Sailor.

 


Os Demon Incarnate celebram a sua entrada na Metalville Records com um novo álbum de estúdio intitulado Leaves Of Zaqqum. O novo lançamento desta banda internacional fundada em 2010 no sul da Alemanha, acontece a 18 de junho. Leaves Of Zaqqum promete apresentar uma mistura de rock clássico dos anos 70, nomeadamente Black Sabbath com doom da escola dos grandes nomes como Candlemass e The Obsessed, influências orientais e vocais femininos. As gravações decorreram durante cinco meses sob a direção de Charles Greywolf.

 


Os Leo The Painter, banda emergente de blues rock do Porto acaba de lançar o seu EP de estreia, em todas as plataformas digitais. Este EP é composto por cinco temas, dois dos quais inéditos, captados em live sessions e onde ainda é possível descobrir algumas outras sonoridades adicionadas à sua paleta musical, como sejam o indie e o folk. O vídeo da live session de Western Fairytale, segundo single da banda, já se encontra disponível no Youtube. Insanity, um dos originais inéditos, vai também ter direito a videoclipe que será divulgado nos próximos dias.

 


Com a pandemia a adiar as celebrações do 50º aniversário dos lendários prog rockers holandeses Focus, a banda arranjou forma de comemorar a data, e, por isso, lançam, no final deste mês, Focus 50 – Live In Rio numa edição deluxe com 3 CDs e blu ray. O lançamento acontece pela sua editora, a Focus Records com distribuição pela Cherry Red Records. Quanto a um novo álbum de originais, só para o início de 2022.

 


A multiplatinada e premiada vocalista canadiana Lee Aaron regressa aos discos a 18 de junho com o trabalho Radio On!, numa edição a  cargo da Metalville Records e que surge três anos após Diamond Baby Blues. É uma nova coleção de 12 canções que convidam a ligar a estação de rádio de cada um em temas com o melhor que esta lenda do rock tem para oferecer. Radio On! apresenta-se cheio de rock clássico, ganchos de melodic rock, riffs sujos de guitarra e enormes harmonias. A acompanhar a vocalista estão Sean Kelly (guitarras), Dave Reimer (baixo) e John Cody (bateria).


Notícias da semana – 03 de abril de 2021


Os Heaven’s Guard, banda alemã de symphonic metal, oriunda de Hanover, assinaram com a Boersma Records para o lançamento do álbum de estreia Pathfinder, previsto para o final deste ano, mas o primeiro single The Cause Of Destiny já pode ser ouvido aqui. Os Heaven’s Guard nasceram em 2017 e aproveitaram o facto de não ser possível tocar ao vivo, para se empenharem na criação do seu primeiro registo.

 


Os pioneiros do death metal melódico At The Gates, completaram, recentemente, as gravações e preparação do seu próximo álbum de estúdio que trará como título The Nightmare Of Being e será lançado a 2 de julho via Century media Records. The Nightmare Of Being foi gravado em diferentes estúdios suecos, a saber, a bateria no Studio Gröndal com Jens Bogren; as guitarras e baixo com Andy La Rocque no Sonic Train Studio e os vocais nos Welfare Sounds com Per Stålberg. Já a mistura e masterização estiveram a cargo de Jens Bogren nos Fascination Street Studios. O conceito visual foi desenvolvido por Eva Nahon.

 


O coletivo norueguês de hard rock/heavy metal, World Of Damage, projeto a solo do guitarrista Kjell Åge Karlsen (Jorn, Chrome Division), anunciou o lançamento do primeiro single I Will Not Conform. Neste tema podemos ouvir as colaborações de Shagrath (Dimmu BorgirChrome Division) e Maurice Adams (BreeDEnigma Experience). A data de lançamento está agendada para 9 de abril e faz parte do álbum de estreia Invoke Determination a ser lançado a 11 de junho e que conta com outras participações como Roy Khan (KamelotConception), Björn «Speed» Strid (SoilworkThe Night Flight Orchestra), Chris Clancy (Wearing Scars), entre outros. Fiquem com as palavras de Kjell Åge Karlsen e assistam ao teaser de Invoke Determination.

 


O projeto italiano one-man-band Bloodshed Walhalla acaba de lançar o seu sexto álbum intitulado Second Chapter, três anos depois de Ragnarok. O projeto de viking metal criado e executado por Drakhen lança o álbum pela Hellbones Records e traz a curiosidade de ter 78 minutos distribuídos por apenas 4 temas.

 


Advogado e juíz, Chris St. John resolveu, agora, aventurar-se no mundo da música e I’m Dreaming é o seu primeiro álbum, sendo que o primeiro single, I Called You Rose, recebeu excelentes críticas e tem dominado as tabelas - #3 no Euro Indie Music Charts e #8 no World Indie Music Charts.  O álbum está disponível na sua página, no Soundcloud e nos mais diversos serviços de streaming. I’m Dreaming tem 13 canções originais e uma versão de Peggy O, variando entre diferentes géneros musicais, todas escritas ao longo de 30 anos, com exceção de quatro recentemente concluídas para finalizar o álbum. Chris St. John afirma que a sua carreira é o que faz; este disco é o que é!

 


A banda rock sueca Electric Haze lança a 28 de maio o seu álbum de estreia através da editora Idle North Records. O seu título é Get In Line e sucede ao EP de 2016. Com uma mistura de classic e modern hard rock, Get In Line apresenta 9 temas fortes que nos situam entre os anos 80 e 90, nomeadamente nas zonas de atuação dos Deep Purple, Black Country Communion e Rainbow, provando, se disso havia necessidade, que o rock clássico está londe de estar extinto. As pre-orders podem ser feitas aqui e o vídeo de Get In Line pode ser visto aqui.

 


Os Watershape estão de regresso aos discos e o seu segundo trabalho, intitulado You Are Not, irá trazer o selo Elevate Records. A banda inspira-se no prog rock dos anos 70 (King Crimson, Genesis, Gentle Giant) cruzado com o prog metal mais atualizado (Dream Theater, Pain of Salvation, Opeth). You Are Not sucede a Perceptions, de 2018, e representa um enorme passo rumo a uma personalidade estilística cada vez mais vincada.

 


Os Morgarten, banda suiça de folk/black metal, assinaram pela Inner Wound Recordings e já preparam o seu novo álbum, Cry Of The Lost, previsto para 18 de junho em CD, vinil e formato digital. No entanto, para já, fica a amostra com o primeiro single To Victory, cujo vídeo pode ser visto aqui. O álbum foi misturado por Jens Bogren (Opeth, Dimmu Borgir, Amon Amarth) e masterizado por Tony Lindgren (Opeth, Eluveitie, Sepultura). Para captar a bateria, os Morgarten visitaram o Fascination Street Studio e deixaram que David Castillo (Carcass, Opeth, Leprous) trabalhasse as gravações.

 


Na Itália, o Dia Nacional de Dante celebra-se a 25 de março e foi nesse dia que a Rockshots Records anunciou que irá apresentar, no fim deste ano o novo projeto dos Signum Draconis, a sua criação de uma opera metal tendo por tema o Inferno retirado da Divina Comédia do autor. Este ambicioso projeto conta com 17 canções, todas cantadas em inglês e que são a base de algo mais abrangente, uma vez que as partes correspondetes ao Purgatório e Paraíso estão já previstas. Para esta obra que se prevê grandiosa, o acompanhamento orquestral é feito pela Bratislava Symphony Orchestra and Choir. Para já, um trailer pode ser visto aqui. Para além dos elementos dos Signum Draconis, já estão confirmadas as presenças dos seguintes vocalistas: Mark Boals, Chiara Manese, Ben Jackson, Knesia Glonty, Simone Mularoni, Oleg Smirnoff e Andrea Ranfa.

 


Um dos mais emblemáticos nomes do epic metal, os Manilla Road, viram, no final do mês de março, serem reeditados em vinil dois dos seus trabalhaos pela High Roller Records. O primeio foi Spiral Castle originalmente lançado em 2002 pela Iron Glory Records, um álbum inicialmente planeado como sendo do projeto a solo de Mark Shelton, os Circus Maximus, e que incluia, também, o álbum do ano anterior, Atlantis Rising, mas que acabou por ser o regresso dos Manilla Road. O segundo é The Court Of Chaos, originalmente lançado em 1990, naquele que foi o seu primeiro lançamento pela Black Dragon Records e o último antes da paragem, se não consideramos Circus Maximus, que foi, como se percebe hoje, um álbum a solo.


Notícias da semana – 27 de março de 2021

O álbum Living In The Gap/Hungarian Pictures de Mandoki Soulmates, projeto liderado por Leslie Mandoki, foi um marco na criação do baterista húngaro radicano na Alemanha. De tal forma que a InsideOut Music acaba de o adicionar ao seu roster de artistas. E o concerto globalizante, on line e com participação de músicos dos quatro cantos do mundo, que decorreu ontem, foi mais uma prova da capacidade criativa do músico. Mostrando que a música é o maior fator unificador entre os povos, Mandoki Soulmates juntou à sua banda Ian Anderson (Jethro Tull), Nick van Eede (Cutting Crew), Till Brönner, Szakcsi, Jane Xie, John Helliwell (Supertramp), Steve Bailey, Al Di Meola, Peter Maffay, Jesse Siebenberg (Supertramp), Cory Henry, Deobrat Mishra, Mike Stern, Margarita, Randy Brecker, Bill Evans, Sirreal, Richard Bona, Moto Fukushima, Tony Carey e Julia Mandoki. A InsideOut Music irá proceder a um novo lançamento de Hungarian Pictures, com um novo visual e que adicionalmente traz um blu-ray, material bónus e novos temas remisturados e remasterizados.

 


Os Sweet são uma banda britânica com pedigree de hits. Fox On The Run, Ballroom Blitz, Action, Love Is Like Oxygen são dos melhores exemplos. Em 1975, o álbum Desolation Boulevard é também um dos exemplos de superação do teste do tempo. E os fãs da banda rejubilam com o novo álbum Isolation Boulevard que é a recriação de muitos desses temas originais, como é o caso do último single Set Me Free , escrita pelo guitarrista original e produtor Andy Scott, que tem liderado a banda desde 1985. Isolation Boulevard foi gravado entre os confinamentos de setembro e outubro de 2020

 


Depois do lançamento do álbum The Far Star, a banda portuguesa de death metal melódico Apotheus, lançou onte, dia 26 de março, o seu primeiro audiobook de ficção científica. Em 2019 foi lançado um álbum conceptual, altamente inspirados pela obra do escritor de ficção científica e bioquímico norte-americano Isaac Asimov. O álbum The Far Star foi lançado pela editora sueca Black Lion Records. Com um universo próprio, todo o conceito do trabalho The Far Star foi explanado em música - com o uso de texturas que nos remete para os filmes de ficção científica com trilhas sonoras dignas de Passengers, Interstellar, entre outros - vídeos sugestivos e com produção alusiva ao tema, dirigidos pelo renomado Guilherme Henriques e agora também em formato de audiobook que a banda desenvolve, inovando com um interface de leitura digital acompanhado da narração do vocalista (Miguel Andrade) e todo um enredo sonoplástico que certamente irá fazer mergulhar o leitor (e ouvinte) na narrativa de 45 minutos do culminar de todo o universo original criado pela banda. Com este lançamento, a banda procura quebrar barreiras dos estereótipos, mostrando a amplitude das suas valências artísticas que ultrapassam a composição musical, trazendo um universo original, escrito num formato de short-story. O audiobook estará disponível no website da banda e em todas as plataformas de streaming.

 


Markus Fortunato é um baixista e vocalista autodidata de Lion (França) que tem estado envolvido na cena local desde os anos 80, nomeadamente com a sua banda MZ, com a qual lançou sete álbum entre 2000 e 2010. O álbum de 2012, Fortunato Liberty, lança-o numa carreira a solo que continuaria em 2015 com Restless Fire (edição da Brennus Music) e que agora culmina no seu terceiro registo, Insurgency, a lançar nesta primavera e que traz o selo de uma jovem label francesa, a Rock City Music. Insurgency navega entre o metal neoclássico e um vitaminado AOR, como se pode inferir do tema For Eternity.

 


No ano em que comemoram o seu 40.ª aniversário, e onze anos após Spiral Of Fear, os Tarantula editarão a 1 de maio pela Larvae Records o seu nono álbum Thunder Tunes From Lusitania. No passado dia 19 de março foi apresentado o primeiro videoclip deste disco, o tema Storm. Até à data de lançamento do álbum serão apresentados novos temas.

 


Ainda antes do lançamento de Spiritus Mundi a 9 de abril, Nad Sylvan anunciou mais um single retirado desse seu novo disco. Desta vez, a escolha recaiu em The Hawk, tema que tem letra baseada no poema do laureado com um Nobel W. B. Yeats. A música é baseada numa demo primitiva de Andrew Laitres que Sylvan desenvolveu neste tema. Spiritus Mundi estará disponível numa edição especial em digipak (incluindo duas faixas bónus), em vinil e digital.

 


A banda finlandesa de prog metal Wheel anunciou o seu novo álbum Resident Human, sucessor de Moving Backwards de 2019. Resident Human foi lançado ontem, tendo também já sido compartilhado o segundo single Hyperion, sendo que o primeiro, Movement pode ser visto aqui. A banda baseada em Helsinquia foi formada em 2015 quando o vocalista James Lascelles se mudou para a Finlândia.

 


O cantor e compositor Thomas Frank Hopper prepara-se para lançar o novo álbum Bloodstone. O músico belga criou a sua própria marca de rock, uma mistura entre o blues americano e o rock europeu, onde o destaque vai para a guitarra lapsteel. Bloodstone foi produzido pelo próprio músico e gravado e misturado por Alexandre Leroy, nos Studio Six Brussels. Como forma de avanço, durante o ano de 2020 foram lançados os singles Into The Water e Dirtylicious.

 


Luciferina é o single dos espanhóis Afásica que foi lançado durante a semana que passou, numa edição Thornado RecordsAfásica é a improvável junção de três músicos valencianos com um passado que vai do metal mais extremo ao rock progressivo mais clássico. Juntos, neste projeto novo Afásica, lançaram o EP Afasia em 2016, tendo sido considerado o melhor disco instrumental espanhol pelo site Metal Español. O novo EP, a lançar este ano, intitula-se Papirolepsia e tem a colaboração de David G. Ávarez dos Angelus Apatrida.

 


O ano de 2020 foi turbulento, mas isso não impediu a Pure Steel Records de trazer aos fãs do melhor metal que se foi fazendo. Por isso, a editora germânica apresenta a The Pure Steel Symphony! Um projeto all-star criado por Lee Payne, membro fundador dos Cloven Hoof. O primeiro single digital chama-se Victory, foi escrito por ele próprio e junta alguns dos melhores artistas do roster da editora. Como vocalistas estão Christer Göransson (Mindless Sinner), Ted Anderson (Sleeplord), Juan Ricardo (Wretch), Chris Dando (Vault Studio Engineer), Pepe Pirez (Ancient Curse) e Luke Hatton (Freund von Lee), que também toca guitarra ritmo e acústica. Os guitarristas são Piotr Luczyk (KAT), Torsten Lang (Sceptor), Nick Giannakos (Wretch), Magnus Danneblad (Mindless Sinner), Jerker Edman (Mindless Sinner) e o já citado Luke Hatton (Freund von Lee). Nos teclados está Chris Dando (Vault Studio Engineer) e na bateria Stefan Arnold (Wallop). A capa esteve a cargo de Augosto Peixoto. O single pode ser descarregado aqui.


Notícias da semana – 20 de março de 2021

A banda de Atlanta Sennight foi fundada em 2017 pelo baixista/vocalista/compositor Adam Mast. Depois de ter tocado em bandas locais de metal extremo, Mast, mudou os seus gostos musicais e começou a escrever numa onda mais melódica, com influências de bandas como Katatonia, Opeth e Kamelot. O álbum de estreia, New Takes The Old conta com os convidados Brian Kingsland (Nile, Imperishable), Ron Dalton Jr. (Your Chance to Die, Final CurseBlackwater Drowning, Azymyth) e Alex Parra (Paladin, Sadistic Ritual). Deste álbum foi, entretanto, retirado o single Golden Crown.

 


Os piratas do punk-metal The Groggy Dogs partilharam o teaser para Ten Thousands Miles Away, a mais recente preview do álbum de estreia Gorg O’Clock, que será lançado a 9 de abril pela Rock Estatal Records. Esta estreia promete ser uma lufada de ar fresco para quem gosta de folk metal na sua versão mais devassa. As pré-vendas do álbum e do merchandising da banda podem ser analisadas neste site.

 


A nova força do metal canadiano, Osyron, lançou o seu álbum Foundations, na primavera do ano passado. Este é álbum que explora a identidade e história dos Canadá e que foi altamente aclamado pela crítica. Agora, o coletivo apresenta uma surpresa para os seus fãs, com a reedição do álbum Kingsbane, originalmente lançado em 2017. Esta reedição acontecerá em maio e será numa edição deluxe remisturada, remasterizada e com a adição de Viper Queen, Griefmaker e Razor’s Wind (Acoustic) reescritas, rearranjadas e regravadas com o novo baterista Cody Anstey, como faixas bónus. Também o coletivo franco-alemão de electro rock crossover com o estranho nome de Lunattack And Elephant Memories lança o primeiro vídeo-single do seu próximo álbum. O tema é Gate 38 e faz parte de Moon Kiss, nas lojas a 28 de maio.

 


É já no próximo dia 28 de maio que os lendários Kansas (nome com mais de 30 milhões de álbuns vendidos em todo o mundo) lançarão mais um álbum ao vivo, intitulado Point Of Know Return Live & Beyond, naquele que é o seu primeiro álbum ao vivo desde 2017. O teaser deste novo trabalho já foi disponibilizado e pode ser visto aqui. Este disco ao vivo, coproduzido por Phil Ehart e Richard Williams e gravado e misturado por Chad Singer, apresenta 22 canções capturadas em 12 espetáculos diferentes nos anos de 2019 e 2020 durante a Point of Know Return Anniversary TourPoint Of Know Return Live & Beyond traz o selo InsideOut Music.

 


Os Everlust anunciaram o lançamento de Diary Of Existence a 27 de maio via Wormholedeath Records em todas as plataformas digitais. O álbum é composto por 11 composições que funcionam como diferentes entradas de um diário. Os Everlust são uma banda de gothic rock/melodic metal da Letónia e a sua música é descrita como melódica e romântica. Diary Of Existence sucede a Hurts To Live, de 2017, e o trailer pode ser visto aqui.

 


O próximo álbum dos folk metallers Dalriada, o seu decimo, intitula-se Öszelö e a banda húngara acaba de disponibilizar um teaser do mesmo bem como o vídeo para o tema Betyár-altató. Desta vez, os Dalriada evocam as atmosferas do Outuno, com as guitarras afinadas em tons mais graves e com menor recurso a instrumentos folk, mas mantendo o apoio de coros majestosos e canções éoicas de batalhas. Öszelö sai a 9 de abril pela Hammer Records.

 


Black Candy é o segundo álbum dos heavy rockers australianos Snake Bite Whisky. O disco foi gravado nos Lush Studios em Redcliffe, Queensland e foi produzido e misturado por Bernie Wedrat. Black Candy apresenta dez canções de punk, country e heavy metal descomprometido, perfeito successor do seu trabalho de estreia This Side Of Hell. Novidade é, também, a estreia de Danny Sharkz (bateria) e Laggy (guitarras). O lançamento ocorre a 30 de março via Sliptrick Records. O tema Hammered pode ser visto aqui.

 


Os Steel Jungle apresentaram o single Moonwalking, retirado do seu álbum The Golden Cut. Este tema mostra, entre outras coisas, a qualidade do novo teclista, Jusa, que é, curiosamente, filho do baixista Juho. Moonwalking traz o selo Inverse Records e o álbum The Golden Cut será apresentado na sua totalidade, em breve. Para já podem ouvir este single em diversas plataformas digitais como no Spotify, Amazon, Deezer, Tidal e Apple Music

 


O projeto DarWin ganhou notoriedade com o seu duplo álbum de 17 temas épicos lançado em 2019 e intitulado Origin Of Species. A sua mistura de execução virtuosa, guitarras pesadas e symphonic rock, numa coprodução de Simon Phillips foi marcante. O seu sucessor, DarWin 2: A Frozen War foi mais curto, mas igualmente épico e arrebatador. Agora surge DarWin 3: Unplugged, uma coleção de versões orquestrais e unplugged de temas que faziam parte dos dois anteriores lançamentos. O álbum de oito temas foi, mais uma vez, produzido por Simon Phillips e conta com a The Chamber Orchestra of London e a The Reykjavik Quartet, fechando de forma magistral com uma versão a capella de Another Year. DarWin 3: Unplugged estará nas lojas a 16 de abril.

 


Viajando no tempo, e situando-nos na década de 90, encontramos uma época rica em heavy metal e um bom lote de bandas. Na atualidade os métodos e os meios são outros e a realidade do panorama musical não poderia ser mais distante dos anos 90, mas em simultâneo muito se vem recuperando daqueles tempos gloriosos. Em modo flash-back, a Mars Productions, com o apoio do Museu do Heavy Metal Açoriano, arrancou com o projeto Azorean Heavy Metal 1980-2000 Collection. Esta ideia visa reeditar no clássico formato de cassete um lote de demo-tapes daquela época, hoje consideradas autênticas raridades, tornando-as novamente acessíveis ao público. A coleção reunirá canções de 8 grupos distribuídas por 6 cassetes, sendo a primeira lançada no próximo dia 22 de março. Este Volume I será dedicado à banda Prophecy Of Death, reunindo as quatro gravações editadas pelo quarteto micaelense, todas nos anos 90. As cassetes, numeradas à mão, estarão disponíveis em quatro cores diferentes, com uma tiragem total limitada a 100 exemplares. Entretanto, estão a ser planeados os lançamentos dos volumes seguintes, a editar mensalmente. As bandas selecionadas são, por ordem de edição, In Peccatum, Obscenus, Wreck Age, Sanctimouniously, Necropsia, Hangover e, no último volume, os veteranos Morbid Death.