News

Notícias da semana – 16 de outubro de 2021

Now Or Never é a nova proposta dos Supernova Plasmajets, agora na Pride & Joy Music. O lançamento acontece já a 22 de outubro e promete trazer de volta a glória do stadium rock de nomes como Poison e Def Leppard. A seguir ao lançamento, a banda alemã irá em tournée com John Diva & The Rockets Of Love, num conjunto de datas pela Alemanha. Os Supernova Plasmajets são compostos por Jennifer Crush (vocais), Manni McFly (guitarras, teclados), Alexis Rose (bateria), Randy Stardust (guitarras, backing vocals) e Cliff Bourbon (baixo). O single de avanço, Lonely Hearts In The Night, pode ser visto aqui.

 


Após três lançamentos com a Lifeforce Records, os Destinity estão de regresso com 9 novas canções, em 51 minutos da sua forma única de criar melodic death metal. Este novo trabalho chama-se In Continuum, foi produzido pela própria banda na segunda metade de 2020 e misturado/masterizado por Jonas Kjellgren (Sabaton, Sonic Syndicate, In Mourning...) e é apontado como o mais profundo trabalho da banda até à data. O lançamento aconteceu ontem, via Crimson Productions/Seasons Of Mist.

 


São de Porto Rico e são praticantes de southern/stoner metal. São os Left-Övr e iniciaram o período de encomendas para o seu novo álbum, que é apresentado pelo vídeo single Not For The Masses. A curiosidade a respeito dos Left-Övr é que resultam da junção de elementos de duas bandas que por cá já andavam antes do mundo da internet: uma banda de thrash/groove metal e outra de southern rock. A junção de influências acabou por ditar a linha criativa da banda. Uma boa proposta para os amantes de sonoridades como Texas Hippie Coalition ou Down.  

 


O coletivo francês de heavy metal/rock/core Last Addiction já tem o seu álbum de estreia, Inner Abyss, no mercado, nos formatos CD e digital em todas as plataformas legais, tendo apresentado o novo vídeo/single dele retirado: The Temple. Tendo começado como um quarteto, com Gael Augier (guitarras), Dylan Fournet (vocais), Will Guinet (baixo) e Thomas Chaverondier (bateria), os Last Addiction já passaram a quinteto com a adição do guitarrista solo Vincent Delphin, na banda desde setembro de 2020. Numa base heavy metal, a banda navega nas suas criações entre diversos sub-géneros como metalcorerockpost-rock e até algum post black-metal.

 


Já circula o novo single dos canadianos Holy Tokes,  intitulado Ghosts, trabalho que deverá agradar aos fãs de Death From Above 1979, Black Sabbath, White Stripes e IDLES.  Os Holy Tokes são Dan Lomonaco, Trevor Morley, Dougie Pocasangre Jr. e Mark Lingelbach, tendo chamado Michael Kenyon para a produção e mistura e Fabian Tormin para a masterização. Entretanto, a banda prepara outro lançamento, Empires, que deverá chegar nas próximas semanas.

 


Depois de um aclamado Adrenaline Rush, de 2014, os Wicked Sensation encontraram uma nova casa na Rock Of Angels Records e estão prontos para lançarem outro registo de qualidade: Outbreak, o quinto e melhor álbum da carreira. A novidade é a apresença de David Reece (Accept), responsável pelos vocais neste novo registo, juntando-se assim aos guitarristas Michael Kleine e Sang Vong. Outro grande nome aqui presente é Dennis Ward que misturou e masterizou o álbum. Outbreak tem lançamento a 17 de dezembro.

 


Empires é o primeiro trabalho da banda de rock/heavy metal alternativo Growing Titans, lançado primeiramente em formato digital (2015) e dois anos depois em formato físico (CD). O quarteto sediado em Lisboa conta com as mentes criativas de Miguel Silva e de Jorge Canela, o primeiro conhecido pelo seu projeto a solo M1KE, que ainda este ano lançou o aclamado primeiro longa duração The Siege, e o segundo pelo trabalho desenvolvido em Kameleon, banda de heavy metal que lançou dois discos na primeira metade da década de 2010. A banda fica completa com Ricardo Reis na bateria, também ele elemento de Kameleon, e com Fernando da Cruz no baixo. A sonoridade da banda destaca-se por diversas caraterísticas elementares do rock e do heavy metal, como riffs pesados e melódicos, porém quase sempre com uma forte tendência alternativa, por vezes progressiva, e com a incorporação moderna de uma ampla gama de influências e uma abordagem pouco comum no metal criado atualmente em Portugal. Aqui podem ouvir o tema All This Dust.

 


Depois do fantástico trabalho de originais Poltergeist, do ano passado, a Pure Steel Records continua a promover o relançamento do fundo de catálogo dos suecos Mindless Sinner. Agora será a vez de Missin’ Pieces, a 19 de novembro e surge na sequência da reedição da estreia do clássico intemporal Turn On The Power. A nova prensagem de Missin’ Pieces será numa edição especial e limitada a 300 cópias em vinil, naquela que será a primeira vez que este álbum volta a circular depois da versão original de 1989. Para os verdadeiros fãs, o álbum vem, ainda, enriquecido com as versões demo.

 


Ofiussa - Terra das Serpentes, será uma experiência que une dois mundos distintos num só, criando uma sonoridade ímpar. O projeto mais ambicioso dos guerreiros Lusitanos GwydionPhilharmonic Metal Experience. O metal épico conhece a História e força centenária da filarmónica para uma experiência única, histórica e musical que promete fazer tremer a Terra. Gwydion e a Banda do Ateneu trazem a vivência do ano, misturando a guerra, a harmonia, a garra e o saber. Ofiussa - Terra das Serpentes, promete ser uma aventura arrojada e desafiante, que será a apoteose do melhor que se faz na música. O evento acontece no dia 30 de outubro pelas 21:30 no Ateneu Artístico Vilafranquense, em Vila Franca de Xira. Os bilhetes podem ser adquiridos aqui.

 


A Massacre Records lança o novo álbum dos Iron Fate a 17 de dezembro. Intitulado Crimson Messiah, é o segundo trabalho do coletivo e tem uma edição em digipak, vinil em diferentes cores e digital. Os temas foram misturados e masterizados por Jost Schlüter nos Pure Sonic Studio, enquanto a capa ficou a cargo da banda em parceria com Chris Cold. Com Crimson Messiah, esperem uma viagem por paisagens metalicas rápidas, épicas, melancólicas e agressivas. 




Notícias da semana – 09 de outubro de 2021

Os Helion Prime lançaram ontem uma edição especial do seu álbum Question Everything, em formato digital. Um dos pontos altos desta edição é a versão remasterizada de Reawakening, cujo resultado pode ser visto aqui. Uma versão em vinil também irá estar disponível podendo ser encomendada aqui. Além disso, esta edição vem também acompanhada por um conjunto de material bónus, com algumas regravações e as versões de Angel’s Don’t Kill dos Children Of Bodom e de The Pharaoh Sails To Orion, dos Nightwish.

 


The Duets Collection é o novo álbum de Jeff Scott Soto lançado ontem pela Frontiers Music. Este é um disco que reúne alguns temas da já longa carreira do vocalista, com novas interpretações e compartilhando o seu microfone. Nos onze temas deste disco há canções dos seus tempos com Yngwie Malmsteen, Talisman, Rock Star, Axel Rudi Pell Humanimal e JSS. Os convidados para os duetos são: Erik Martensson (Eclipse, W.E.T.), Dino Jelusick (Animal Drive, Dirty Shirley), Eric Martin (Mr. Big), Johnny Gioeli (Hardline), Deen Castronovo (Revolution Saints), Nathan James (Inglorious), Russell Allen (Symphony X), Renan Zonta (Electric Mob), Mats Leven (Candlemass, TSO), BJ (Spektra, SOTO) e Aliro Netto.

 


Os finlandeses Thy Row lançaram Unchained, o seu álbum de estreia, no passado dia 24 de setembro via Rockshots Records. Apesar de serem um projeto novo (fundado em 2017), o seu líder é bem conhecido, pois é Mikael Salo, dos Metal de Facto e Everfrost. Unchained é composto por onze faixas, dez originais e uma versão de Blue Blood dos X Japan. Para os fãs de heavy metal clássico, podem tomar já um primeiro contacto com o tema Road Goes On e com Horizons. Como convidados, registam-se os nomes de Ben Varon (Oceanhoarse, ex-Amoral), Ilja Jalkanen (Raskasta Joulua, Kiuas) e Teemu Mäntysaari (Wintersun, Smackbound).



A banda de symphonic metal Coronatus, conhecida por ter duas vocalistas já prepara o lançamento do seu 10.º álbum. Intitulado Atmosphere esta nova proposta tem lançamento a 3 de dezembro pela Massacre Records. Todos os temas foram misturados e masterizados por Markus Stock nos Klangschmiede Studio E.. Quanto ao artwork, este esteve a cargo de Teddy Nadj. Atmosphere introduz as novas vocalistas Moni Francis e Leni Eitrich bem como o guitarrista Axel Grill e o baixista Mark Knaus. A edição será em digital e em duplo CD digipak.

 


Firehouse – The Story Of Italian AOR Band 1987/1994. Assim se chama a pérola que a Music For The Masses lança a 3 de dezembro. Trata-se da junção dos dois primeiros álbuns dos Firehouse, sendo que a estreia nunca foi lançada em CD e que ambos os títulos são quase impossíveis de encontrar atualmente. E, naturalmente, não devemos esquecer a importância que estes álbuns tiveram no movimento AOR transalpino. Podem relembrar Secrets Of The Sky aqui.

 


O neerlandês Arjen Anthony Lucassen está de regresso ao seu projeto Star One com o novo álbum Revel In Time. Este trabalho surge mais de 10 anos depois do seu antecessor e tem lançamento agendado para o dia 18 de fevereiro de 2022 via InsideOut Music. O álbum duplo tem a novidade de o segundo CD apresentar versões alternativas das músicas do primeiro com diferentes vocalistas. Isto porque, desta vez, Lucassen optou por usar um vocalista diferente em cada canção.

 


Os Stoneman anunciaram o lançamento da sua primeira compilação. Intitula-se The Dark Circus (2004-2021) e está nas lojas a 26 de novembro numa edição Massacre Records. O coletivo de dark rock/NDH apresenta esta dupla proposta com temas que são a sua imagem de marca: negros, brutais, mas, em alguns momentos, doces, no que representa uma viagem nostálgica por quase duas décadas de música. The Dark Circus irá estar disponível em digipak e no formato digital.

 

Os Nihility, banda portuguesa de Blackened Death Metal, anunciaram o nome e divulgaram a capa do seu novo álbum. Beyound Human Concepts, será lançado pela editora australiana Vicious Instinct Records e trata-se de um novo trabalho que surgirá no seguimento do album de estreia, Thus Spoke The Antichrist, lançado em 2019 pela editora sueca Black Lion Records. Beyond Human Concepts será lançado ainda este ano nos formatos digital e físico e é composto por nove malhas escritas por Mário Ferreira, Renato Barbosa, Miguel Seewald e Luís Moreira. Pedro Mendes, dos Ultrasound Studios colabora nos arranjos orquestrais e o artwork está a cargo de Credo Qui Absurdum.

 


Os Ambigram preparam a apresentação do seu álbum de estreia. E os Ambigram são uma nova super-banda formada por músicos da cena italiana ligados ao prog e ao underground. A base do seu novo trabalho é o rock clássico britânico, sólido e com arranjos bem trabalhados. Os músicos incluídos são Francesco Rapaccioli (vocais), Beppe Lombardo (guitarras), Gigi Cavalli Cocchi (bateria), Max Marchini (baixo) aos quais se juntam Annie Barbazza (vocais), Max Repetti (piano, teclados), Marco Rancati (backing vocals), Paola Folli (vocais na faixa 4), Camillo Mozzoni (oboé nas faixas 2 e 7) e Paolo Tofani (guitarra solo em 6 e 7).

 


Wolf X é o alter-ego de David Wolf. Realizador, produtor e músico (She Pleasures Herself, Uni_form e When The Angels Breathe) decidiu agora seguir o caminho que poucas vezes revelou, uma sonoridade mais pesada, com desvios de metal, ainda que com as suas maiores influências de goth e industrial. Foi com a solidão desta pandemia que decidiu focar-se naquilo que de melhor temos, a música. De mão dada com ela começou a criar e a explorar outras paisagens tendo conseguido um contrato com a Cleopatra Records, editora de bandas como Ministry, Motörhead, The Damned, Iggy Pop, Soft Cell, Gary Numan e de muitas outras. O álbum chama-se Wish e saiu em versão digital dia 15 de setembro a nível mundial pela Cleopatra Records. A ediçao fisica sairá pela Raging Planet em dezembro de 2021. O tema de avanço é Traffic e pode ser visto aqui.



Notícias da semana – 02 de outubro de 2021

Os mestres espanhóis do death metal Fierce Cult celebram o lançamento do seu novo álbum intitulado Where Humanity Ends. A estrear um novo selo, com a SAOL, estreiam também o vídeo para o tema One Shot, One Death. Os Fierce Cult nasceram das cinzas dos The Seed e já andam por cá desde 2007 com uma função – canalizar a sua fúria e a sua frustração com a moderna sociedade. As componentes técnica e brutal estão igualmente distribuídas num poderoso ataque de 12 malhas devastadoras. 

 


Kavi Kovi and the Shadow Dwellers é um novo projeto musical nacional que está, neste momento, a lançar os primeiros temas e o primeiro álbum. Este é um projeto liderado pelo vila-realense Kavi Kovi, músico, vocalista e compositor desde os tempos de adolescência e que toma como ponto de partida diversos estilos de música rock das últimas décadas por forma a conjurar uma estética acessível, mas enigmática, antémica, mas introspetiva, com letras tanto universais como abstratas. Para o registo das suas músicas neste álbum de estreia, Kavi Kovi convidou músicos de vários estilos musicais e vários projetos. Este álbum intitula-se Imago e foi lançado a 26 de setembro. Deste já foram disponibilizados os singles Supervillain, Alicerces e Post Scriptum.

 


Jonah, the Whale é o EP de estreia de Fritz Kahn and The Miracles. Um trabalho com oito canções, talhadas ao longo dos últimos dois anos nos Estúdios Namouche e Atlântico Blue Estúdios, com a presença de alguns dos melhores músicos nacionais como é o caso do Tiago Machado ou Mário Delgado. Como se pode adivinhar pelo nome, é uma referência histórica à lenda de Jonas e a Baleia. Apesar da referência bíblica, o álbum procura apenas traduzir, como a música é um veículo de salvação, emocional, espiritual e mesmo física.

 


A espera terminou! Os Unanimated estão de regresso e o seu novo disco que traz como título genérico Victory In Blood estará nas lojas a 3 de dezembro. Este é o primeiro álbum em 10 anos e bem que já pode ser considerado como uma pedra basilar na longa carreira da banda. O incrível artwork esteve a cargo de Daniele Valeriani (Mayhem, Triptykon, Behemoth, Dissection). A versão limitada em vinil inclui uma versão de uma faixa dos brasileiros Sarcofago e um booklet de 12 páginas. A versão em CD é 6-panel digipak com um booklet de 12 páginas. A versão digital é mais uma opção.

 


Em junho, os stoners Miss Lava participaram no festival virtual Rock Against PTSD promovido pelo Psychedelic Film And Music Festival. Desta participação resultou DeLores Session, lançado esta semana gratuitamente pela editora norte-americana Small Stone Records, e captura a energia das performances da banda. Podem ver o full set DeLores Session  via The Obelisk aqui e podem fazer o download grátis via Small Stone Bandcamp.

 


Do Equador chegam os hard rockers Kill City cujo álbum, Last Man Standing sai via Music Records, a 12 de novembro, com mistura de Chemel Neme e masterização a cargo de Svante Forsback. Kill City é uma banda composta por Andres Miranda, Xavier Diab, Luis Neme, Juan Miguel Iturralde e Chemel Neme e surgiram em 2019, sendo praticantes de algo entre o hard rock e o heavy metal. O single de avanço é Grey que pode ser visto aqui.

 


Para os fãs de guitar-driven rock está aí uma nova e interessante proposta: Trek Amount: X, disco de estreia de Pascal Cherouny. Cantor, guitarrista e compositor, Pascal, tenta captar a ávida imaginação de fãs tanto de nomes como The Who, Led Zeppelin ou Van Halen, como do blues (acústico, rock ou coutry). Por isso, Trek Amount: X é um disco de enorme riqueza e variabilidade. O álbum sai a 15 de outubro via SAOL, sendo que o primeiro single é No Remedy.   

 


Os Samael são dos mais importantes nomes do movimento black metal europeu e os seus álbuns Ceremony Of Opposites e Passage são dois dos seus melhores desempenhos. Originalmente foram lançados em 1994 e 1996 respetivamente, ambos pela Century Media Records.  Cada um à sua maneira, estes foram trabalhos que mostraram a forma inovadora como os suíços trabalhavam o seu metal negro. Portanto, para as gerações mais novas aí está a oportunidade de tomarem contacto com estes dois registos, numa reedição a cargo da MDD Records

 


O Natal não está assim tão longe e as primeiras compilações tão tradicionais desta época começam a surgir. R#XMAS é a proposta da editora alemã Metalville Records que lança esta compilação a 26 de novembro. São 13 faixas raras ou há muito indisponíveis e três novas canções. Do leque fazem parte nomes como The Headlines, The O'Reillys and the Paddyhats, The 69 Eyes, Kärbholz (responsáveis por um dos temas novos, Weihnachtssong), Doro feat. Tom Angelripper, Doppelbock (outro tema novo, Abendfrieden), Sonata Arctica, Hangman's Chair, Majestica, Lee Aaron (o último tema inédito, More Fun On The Naughty List), Lionheart, Foghat e Mambo Kurt.


Held By Trees é um novo projeto instrumental que impressiona pelos nomes envolvidos no seu primeiro single Mysterium que será lançado a 12 de novembro: Eric Bibb, Robbie McIntosh (Talk Talk, Paul McCartney, John Mayer, The Pretenders), Martin Ditcham (Talk Talk, Chris Rea, The Waterboys), David Knopfler (Dire Straits), Laurence Pendrous (Mark Hollis, Anja Garbarek), Gary Alesbrook (Noel Gallagher, Kasabian, Super Furry Animals) e Mike Smith (Blur). O projeto anunciado como sendo de post-rock e prog rock também anunciou o seu álbum de estreia, homónimo, a lançar na primavera de 2022. E neste álbum a parada de estrelas aumenta com a participação de Tim Renwick (Pink Floyd, David Bowie, Eric Clapton).




Notícias da semana – 25 de setembro de 2021


Os The Lemon Lovers regressam com Pretend That I Care, um álbum que viaja ao futuro e que foi feito na ótica de alguém que sofre por antecipação e escreve sobre problemas antes de eles existirem, esperando com isso encontrar uma espécie de expiação. Assim surge o terceiro longa-duração de uma das mais camaleónicas bandas portuguesas da atualidade. Aliás, 2021 está a ser um ano prolífero para João Pedro Silva e Victor Butuc, tendo já lançado um novo EP em julho, Agua del Carmen, um trabalho surpreendente que levou o duo a explorar paisagens sonoras reminiscentes de uma taberna no meio de um México árido e solitário. Os The Lemon Lovers surgem agora com uma formação renovada de sete elementos. O tema Beaten pode ser visto e ouvido aqui.

 


Já saiu esta semana o segundo EP dos doomsters finlandeses Funeral For Two. Simplesmente intitulado II traz o selo da Inverse Records e dois temas – The Curse Of Lord e La Muerte – num total de 21 minutos. A banda anunciou que este EP foi construído sob a sombra da pandemia. Os Funeral For Two são formados por Mikke Sillanpää (guitarras/vocais), Jetro Santaharju (baixo) e Pete Rukkila (bateria). O EP pode ser ouvido aqui.

 


O 4º álbum dos Burnt Belief está pronto. Chama-se Mutual Isolation e inclui os aclamados músicos Joe Durant (guitarras) e Colin Edwin (baixo). E, se até agora tem sido difícil categorizar a sonoridade dos Burnt Belief, a verdade é que o novo álbum insiste na improvisação de fortes temáticas composicionais, nas texturas ambientais e atmosféricas, na eletrónica subtil e na inclusão de elementos de jazz, rock e étnicos. E, como anteriormente, o núcleo duro do coletivo, volta a estar acompanhado pelo baterista Vinny Sabatino. Outros músicos envolvidos são, nas percussões o suíço Andi Pupato e nos extraordinários solos de trompete está o estónio Aleksei Saks.

 


Os canadianos Thrash La Reine assinaram com a label do Quebec Bam&Co. Heavy (Anonymus, BARFDizzygoth, Nova Spei são alguns dos nomes do seu roster) para o lançamento, a 29 de outubro, do seu novo álbum Notre-Dame-de-l’Enfer. Este sucessor de La Foi, La Loi, La Croix (2019), é o terceiro álbum dos francófonos thrashers e é a sua primeira tentativa de fazer uma opera metal sobre as histórias francesas do Canadá. Para este álbum a banda trabalhou com o produtor Francis Perron (VoïvodThe Wake) para a criação de um conjunto de 13 novos temas onde se incluem 4 interlúdios instrumentais. O single de avanço foi Au Chant de L’Alouette.

 


A Rockshots Records anunciou o lançamento de Circus Black, novo álbum dos gregos Thirty Faces. A data apontada é 10 de dezembro de 2021. Este conjunto de 9 temas serve, também, para celebrar os 30 anos de heavy metal do trio formado por Elias e Nick Tzintzilonis e Stelios Papakostas. Dento desses nove temas estão quatro (Indifferent People, The Edge Of Destiny, Be Free, The Pretender) que fizeram parte da sua demo de 1991, dois dos anos 80 nunca lançados, três que estavam num raro EP dos Black Fate e ainda um tema inédito. Circus Black é um daqueles disco que celebra o metal dos anos 80 na senda de nomes como Iron Maiden, Judas Priest, Queensryche, Dio e Ozzy Osbourne. O single de avanço é Just For A Little e pode ser visto aqui.

 


Imaginem se os Godspeed You! Black Emperor se aventurassem por campos de jazz, contratando Richard Wright como produtor e com uma mistura feita em cassete por Brian Eno. O resultado não andaria muito longe daquilo que os Soup apresentam no seu novo álbum intitulado Visions. Produzido pela própria banda, este novo trabalho é substancialmente diferente dos trabalhos anteriores e surge em duas versões em vinil colorido. Visions tem lançamento a 19 de novembro pelas editoras Crispin Glover Records e Glassville Records.

 


É a 22 de outubro que os escoceses Hand Of Kalliach lançam o seu álbum de estreia intitulado Samhainn, um disco de atmospheric celtic metal aconselhado para fãs de Primordial, Oceans Of Slumber ou Ihsahn. O projecto Hand Of Kalliach é um duo formado por marido e mulher (John Fraser – vocais, guitarras, bateria; Sophie Fraser – vocais, baixo) que junta a sua paixão quer pelo metal, quer pela música tradicional escocesa. 

 


O coletivo norueguês de avant-garde black metal Borknagar anunciou o lançamento de uma edição especial do 25º aniversário do lançamento do seu homónimo álbum de estreia. Tal acontecerá a 12 de novembro pela sua editora de longa data, a Century Media Records. Originalmente lançado em 1996, Borknagar viu Øystein G. Brun a recrutar um conjunto fenomenal de músicos, tais como Garm (Ulver, ex-Arcturus), Grim (ex-Immortal, Gorgoroth e Ancient), Ivar Bjørnson (Enslaved) e Infernus (Gorgoroth). A edição de aniversário revela-se um produto de luxo em duplo CD digipak, duplo LP e em formato digital.

 


A 26 de novembro, Lee Aaron lança o seu álbum de Natal, intitulado Almost Christmas onde inclui dois temas novos. Este é um projeto que já borbulha há muito tempo na cabeça da canadiana, mas que, por um motivo ou outro, tem sido sistematicamente adiado. Mas, finalmente, a pandemia abriu uma janela de oportunidade que Lee Aaron aproveitou. A edição está a cargo da Metalville Records que já tinha disponibilizado o álbum Radio On! a 23 de julho. 

 


É oficial, dia 20 de setembro o Museu do Heavy Metal Açoriano fechou o capítulo e coleção, da saga de 6 volumes da Azorean Heavy Metal 1980 – 2000 Collection. E esta coleção não seria completa se não tivesse a banda mais importante do Metal Açoriano: Morbid Death. Nomad de 1993 e Shameless Faith de 1995 são as duas demo-tapes reunidas que formam este volume #6, que não poderia ter sido em melhor mês, pois os Morbid Death comemoram 31 anos de existência. Podem adquirir este Vol #6 e completar a coleção adquirindo uma box arquivo para toda a coleção. A box é em madeira e com inscrições cravadas.



Notícias da semana – 18 de setembro de 2021

Os Master Dy lançaram o seu novo single, You Are Not Alone. Este é um trabalho isolado e intermediário enquanto a banda está em estúdio a preparar o próximo álbum. A música foi composta por Dy Moob e tem uma orientação power metal, tendo sido captada e misturada dentro da Label DyMM P&M e misturada pelo engenheiro de som americano Matt Dougherty que já participou de álbuns dos Megadeth e Kobra and the Lothus.

 


Uma canção com London, filho de Slash, Tosh Peterson (Machine Gun Kelly) como baterista convidado, tours com James Kottak (Scorpions) e Edguy. Esta é uma súmula do curriculum de Nils Wandrey. Become Who I Am é o nome do seu novo disco, voltando a apostar firmemente numa atitude DIY. O primeiro single é Did Anyone See Saturday, numa colaboração com o tal baterista Tosh Peterson e Sebi Ascher dos Afterburner

 


O novo EP dos Dead Man’s Whiskey, intitulado Breakout sai a 1 de outubro, mas já foi disponibilizado ontem, como forma de avanço, o segundo single deste trabalho, Never Ever. Depois de um ano de confinamentos, o quinteto londrino apresenta cinco novos temas produzidos por John Mitchell, conhecido pelos seus trabalhos com Alter BridgeArchitectsEnter Shikari e Inglorious.


 

Serpent’s Kiss é o nome no mais recente EP dos Rebellix. A banda finlandesa que mistura thrash e heavy metal lança este trabalho de 4 temas pela Inverse Records a 15 de outubro. Como forma de avanço, o vídeo para o tema título, no qual contribui Johannes Eckerström, dos Avatar, pode ser visto aqui. Serpent’s Kiss sucede a uma demo, dois singles e dois EPs.


 

Depois do aclamado recente álbum de estúdio, Power Of The Chosen One, Gustavo Acosta e os seus Feanor regressam com um EP em formato digital intitulado Boundless I Am Free. Este EP de 4 temas estará disponível a 30 de setembro, via Massacre Records, com as encomendas a poderem ser feitas aquiRoss The Boss, Eric Marullo (filho de Eric Adams), a violinista Diana Boncheva e Julio Awad são os convidados para este trabalho. Todos os temas foram misturados e masterizados por Acosta e Sebastian Manta no 448 Studio.

 


A banda de symphonic/power/prog metal Imaginature lança a 2 de outubro a sua estreia homónima. O segundo single, Near The End, foi recentemente disponibilizado e o vídeo pode ser visto aqui. Imaginature apresenta 8 faixas que mesclam pesados riffs de guitarra, uma bateria bombástica, teclados e flautas. No álbum participam alguns convidados de bandas como SunrisePathfinderThermit e Moyra, dos quais, a vocalista Margo participa no single citado. As encomendas já podem ser feitas aqui.

 


Um álbum com duas canções. Não é novo, mas também não é frequente. São 14 minutos para a primeira faixa, enigmática e simplesmente intitulada A, e 19 para a segunda... naturalmente, B. Estes tempos são a prova da capacidade técnica que estes neerlandeses Terdor apresentam neste seu novo álbum De Goddeloze Tolgaarder. O duo já se afastou do seu cru black metal entrando, agora, numa vertente mais avant-garde e progressiva do estilo, sem, no entanto, renunciarem ao espírito e ele inerente. A edição acontece a 1 de outubro via Negra Nit Distro.

 


Os Sainted Sinners não perdem tempo e menos de um ano após o aclamado terceiro álbum, Unlocked & Reloaded, regressam com uma nova coleção de canções sob a denominação genérica de Taste It. E bem podem esperar que toda a criatividade demonstrada no registo anterior volta a estar presente neste novo lançamento do coletivo internacional. Com produção a cargo da própria banda, mistura de Dick Dropkick e masterização de Harry Hess, Taste It será lançado a 26 de novembro via Rock Of Angels Records.

 


The Road é o título do álbum dos suecos Thundermaker, uma edição a cargo da Sliptrick Records, lançado esta semana. São 10 novos temas (incluindo um instrumental) de puro heavy metal e onde surge, em várias canções, vocalistas como Ronny Munroe (Metal Church), Tim Ripper Owens (Judas Priest/Iced Earth), Rille Larsson e L-G Petrov (Entombed). Todas as músicas foram compostas por Marty Gummeson, que também produziu o álbum nos Opossum Studios. A dupla de magos Mika Karmila/Mika Jussila trabalhou, nos Finnvox Studios a mistura e masterização. O primeiro tema a ser apresentado foi Fake.

 


Sob a denominação SchwertMann, o cantor, compositor, guitarrista e baixista de 51 anos Bart Schwertmann irá lançar o álbum conceptual a solo intitulado Theater Of Grief. O neerlandês é conhecido por ser o vocalista dos lendários Kayak e a ideia de fazer este álbum surgiu quando a pandemia apareceu. Juntamente com Niels Lingbeek e com a ajuda de conjunto de músicos dispersos por outros estúdios, Bart consegui criar esta obra que terá lançamento a 5 de novembro via GlassVille Records. O tema de avanço é Supernatural Forces




Notícias da semana – 11 de setembro de 2021

Buceta Di Mamãe é uma banda luso brasileira de punk rock criada por Wellington Gringo Magalhães José Pedro Sarrufo (Rasgo, Pé de Cabra, Trinta & Um). Wellington "Gringo" Magalhães é um pioneiro do Surf Aerials Brasileiro tendo inspirado gerações e sendo citado por inúmeros surfistas de classe mundial como uma referência. Apesar de muito respeitado no meio do surf, Gringo sempre foi um outsider. O seu espírito livre e a sua paixão pelo punk sempre colidiram com algumas visões mais conservadoras do surf. Pedro Ataíde "Sarrufo" é um guitarrista bem conhecido do underground português. Ligado ao movimento hardcore em Portugal, Sarrufo tocou em algumas das mais influentes bandas do género: Pé de Cabra e Trinta & Um. É também um dos fundadores dos Rasgo, uma referência portuguesa no panorama thrash metal, já tendo partilhado palco com grandes bandas como Slayer, Slipknot, Arch Enemy ou Suicidal Tendencies. Sarrufo e Gringo conheceram-se em junho deste ano no Estoril. Deste improvável encontro e com histórias tão distintas, nasce agora um projeto de coração punkBuceta Di Mamãe, cujo single Buceta Di Mamãe Is Not A Crime já roda por aí.

 


Os mestres finlandeses do death doom metal, Swallow The Sun, lançaram um curto documentário a respeito da execução de Trio N O X Plays Moonflowers Live At Sipoo Church, o disco bónus que acompanhará o seu próximo disco, Moonflowers, a lançar a 19 de novembro. Este disco bónus é composto por versões em formato clássico, executadas pelo Trio N O X, dos temas que fazem parte do álbum regular. Deste documentário, que pode ser visto aqui faz parte uma entrevista conduzida por Timo Isoaho com membros do Trio N O X e dos Swallow The Sun, onde explicam, juntamente com alguns vídeos impressionantes, a forma como essas versões nasceram e cresceram.

 


As rainhas do metal japonês, Show-Ya, celebram o seu 35.º aniversário com o lançamento de um novo álbum de estúdio, com o título genérico de Showdown a lançar a 12 de novembro via Metalville Records. Showdown é apresentado como um álbum terra-a-terra com fortes influências de heavy metal. A banda é composta por Keiko Terada (vocais), Miki "Sun-go" Igarashi (guitarras), Miki "Captain" Nakamura (teclados), Satomi Senba (baixo) e Miki "Mittan" Tsunoda (bateria).

 


A banda suíça Allison assinou com a Massacre Records e lançará o seu álbum They Never Come Back na primavera de 2022. A banda nasceu em 1986 e lançou o seu primeiro álbum, One, em 1993, tendo terminado as suas atividades logo após o lançamento do segundo álbum Wonderland. O regresso deste nome marcante na cena musical helvética aconteceu em 2020. Os Allison são formados por Janet La Rose (vocais), Jonny Stutz e Robi Würgler (guitarras), Pierce Baltino (baixo) e Sean Evans (bateria). 

 


Paisagens sonoras, ora calmas, ora fortes, perfeitamente identificativas do trabalho de Steffie Moonlady e Dennis Haklar é o que o duo nos propõe no seu novo álbum, To The Universe. Uma verdadeira odisseia etérea rumo a espaços carregados de espiritualidade, assim é descrito este trabalho. O duo trabalha, há mais de 25 anos, na arte da gravação, tendo desenvolvido e amadurecido a sua sonoridade, fruto, também, das parcerias criadas com Jon Anderson dos Yes, Giovanni Hidalgo, Larry Coryell, Mark Egan, entre outros. No caso particular de To The Universe, Moonlady & Haklar trazem o som da cítara, cantos tibetanos, entre outras aventuras musicais criadas pelas multicamadas do uso de guitarras e sintetizadores.

 


De AC/DC ao Slash, passando pelos Motörhead, Airbourne ou Ted Nugent. Assim se definem os Rattlesnake, hard rockers suíços, que apresentam o seu novo EP, The Sky Is The Limit, lançado a 5 de abril, para já, exclusivamente em formato digital no seu bandcamp. Este EP surge dois anos após a estreia Rock You All, isto numa banda que já anda nestas andanças desde… 1990. Prevê-se, ainda, que nas próximas semanas possa haver uma edição física.

 


Os heavy rockers suecos Banned In G. B. G. assinaram com a Wormholedeath Records para o lançamento do seu álbum de estreia What The Hell Is Going On?, previsto para 19 de novembro de 2021. What The Hell Is Going On? é apresentado como sendo uma mistura de punk rock, pop rock e metal. A banda começou apenas como um projeto de estúdio, em 2018, mas, rapidamente, os rápidos riffs se transformaram em canções e os músicos de estúdio evoluíram para uma banda de verdade. O tema de avanço, Give Me More já pode ser visto aqui.



 

Rex é o trabalho de estreia do projeto de symphonic extreme metal From The Sky. Esta entidade foi criada pelo vocalista, compositor, multi-instrumentista e produtor Szabolcs Tari, ex-membro dos Miserium. Rex já é apontado como uma das maiores surpresas do metal húngaro e é recomendado para fãs de Dimmu Borgir, Cradle Of Filth e Fleshgod Apocalypse com elementos de um som épico típico dos Rhapsody Of Fire. O lançamento aconteceu a 1 de setembro via Hammer Music.

 


Os finlandeses Waltari estão a celebrar o seu 30.º aniversário e para isso lançam a 26 de novembro, via Metalville Records, o seu album 3rd Decade – The Anniversary Edition. Uma compilação? Sim, mas a banda preparou algo especial. Escolheram algumas das suas músicas mais emblemáticas e deixaram que outros lhes dessem uma nova vida. E assim se juntaram a nomes como Marko Hietala, Kevin Ridley, Youth Choirs Sykkii, Jonne Järvelä, Jyrki 69, Lordi entre outros, entre os quais o coletivo batizado como Tampere All Stars.

 


O Museu do Heavy Metal Açoriano orgulha-se de apresentar a sua primeira obra. Esta é uma obra criada em prol dos talentos atuais na área do som extremo localizados no arquipélago dos Açores. Chama-se Azores & Metal Vol #1, é uma compilação em CD com os artistas atualmente mais ativos no arquipélago açoriano, dentro do hard’n’heavy e tem lançamento previsto para o dia 11 de setembro. Este registo é essencialmente promocional, em prol destes artistas, que de certa forma são pouco referenciados e aos quais não é dado o devido destaque e valor no panorama musical e cultural. Neste CD encontram-se 17 projetos/bandas dos mais variados estilos, cada um digno de atenção.


Notícias da semana – 04 de setembro de 2021

Depois da bem-sucedida estreia Little American Dream, em 2018-2019, Peter H. Nilsson voltou a juntar-se com o vocalista Chris Biano de Nashville, Tennessee e o baixista sueco Patrik Adiels para gravar o seu novo álbum Sign Of Myself, onde, mais uma vez, os anos 80 se encontram com o novo milénio. E mesmo que o instrumento de Nilsson seja a guitarra, o foco está sempre colocado na canção. O novo baterista é outro americano, Darrell Nutt, que há mais de 25 anos tem sido baterista de sessão, produtor e engenheiro de misturas, tendo gravado e tocado com Steely Dan, AC/DC, Goo Goo Dolls, YES, The Moody Blues, Bad Company, John Waite e Parliament Funkadelic. Finalmente, para os teclados Peter H. Nilsson convidou Antonio Moralesto. A edição está a cargo da AOR Heaven e Time To Remember é o primeiro single já disponibilizado.

 


Dois nomes lendários juntos num projeto – Carmine Appice (bateria; Vanilla Fudge, Cactus, King Kobra, Ozzy Osbourne, Rod Stewart, Ted Nugent) e Fernando Perdomo (guitarra; Eric Clapton, Brian Wilson, Jakob Dylan). O resultado da sua junção chama-se Energy Overload, um disco instrumental com o selo Cleopatra Records, nas lojas a 24 de setembro. O single de avanço é Rocket To The Sun e pode ser visto aqui.

 


Burn é o título do novo álbum dos Hot’n’Nasty, numa edição a cargo da Sonic Revolution e lançado ontem, dia 3 de setembro. Apontados como uma das melhores bandas alemãs de blues rock, tendo mesmo sido galardoados com o German Blues Award para Melhor Banda em 2020, o seu novo registo foi, mais uma vez, gravado, misturado e masterizado nos Megaphon Studios por Martin Meinschläfer. Burn está disponível nos formatos CD, vinil e download.

 


Esta é uma notícia com cariz confidencial! A banda norueguesa de symphonic metal Confidential assinou com a Massacre Records. O vocalista, fundador e compositor Astrid K Mjøen juntou-se ao guitarrista ritmo Frode Hovd (Aldaria, ex-Memorized Dreams), ao teclista Charlotte Stav e ao guitarrista solo David Hovde (AxeToss) e assim nasceram os Confidential. O seu álbum de estreia está previsto para a primavera de 2022 e a banda promete melodias de encantar cruzadas em complexos e bombásticos arranjos sinfónicos e com um significativamente heavy trabalho de guitarra.

 


Light By The Sea é o novo projeto musical de Eszter Anna Baumann, conhecida da banda húngara de alternative metal Ann My Guard e Davy Knobel, conhecido do coletivo neerlandes de groove rock Outside Revelation & Cloudmen. Depois de três singles e vídeos, os Light By The Sea revelam, finalmente, o título do seu álbum de estreia e data de lançamento: Only Death Makes Icons e 22 de outubro. Light By The Sea é uma viagem musical que não foi planeada. Nasceu durante o confinamento e a sua música consiste em elementos de rock, avant gard e folk com uma certa vibe pop, buscando inspiração em nomes como Dead Can Dance, U2, The Brian Jonestown Massacre, Phil Collins, Clannad, Fleetwood Mac e The Dandy Warhols. Only Death Makes Icons foi produzido por Eddy Bopp e o primeiro tema Eleanor já pode ser visto aqui.

 


Depois do vídeo animado para o tema Die 1000 Deaths, onde participava Heinrich Yoshio dos Aether Realm, os canadianos Ravenous lançam Hubris a 22 de outubro via Feast Beast Records (América do Norte e Europa) e Spiritual Beast (Ásia). Em Hubris participam, ainda, Vincent Jones (também dos Aether Realm), Mathias Blad (Falconer), Nina Osegueda (A Sound Of Thunder) e a totalidade da banda The Dread Crew of Oddwood. Os Ravenous são compostos por Skyler Mills (guitarras), Dave Crnkovic (bateria), R. A. Voltaire (vocais), Chris Valax (baixo) e Jake Wright (guitarras) e poderão agradar a fãs de Blind Guardian, Falconer, Powerwolf e Sabaton. Hubris foi produzido pela banda com mistura e masterização a cargo de Fredrik Nordström (In Flames, Opeth, Firewind). Aqui podem ver um trailer do álbum.

 


Eternal Flame, o projeto de Michael Schinkel, deixou bem claro ao que vinha com o lançamento, em 2018, de Smoke On The Mountain. E agora o seu sucessor, Gravitation, confirma essas boas indicações e dá em passo em frente em termos de composição, virtuosismo e performance. Heavy metal clássico cruza-se com canções rock catchy e tons neoclássicos – tudo assente no brilhante trabalho de guitarra e vocal de Schinkel, dos seus companheiros Helmut Kohlpaintner (teclados), Thomas Keller (baixo) o novo baterista Tommy Wagner e dos convidados Mark Boals, Göran Edman, Guiseppe Lampieri e Arno Baum. Gravitation será lançado a 29 de outubro.

 


O projeto Mandoki Soulmates está a preparar uma nova edição, a acontecer a 24 de setembro, da sua suite Hungarian Pictures, sob a denominação Utopia For Realists: Hungarian Pictures. O vídeo de Barbaro já foi, entretanto, apresentado como forma de avanço. Barbaro é o tema instrumental marcante deste álbum, na opinião de Leslie Mandoki, o mentor do projeto. A edição está a cargo da InsideOut Music.

 


Never Surrender é a primeira colaboração dos restantes membros dos Metalium, desde o fim da banda, em 2010. Com esta canção, Henning Basse (vocais), Matthias Lange (guitarras), Chris Caffery (guitarras), Tolo Grimalt (guitarras) e Michael Ehré (bateria) prestam tributo ao seu colega e amigo Lars Ratz, recentemente falecido. Don Airey (Deep Purple), que tinha tocado teclados no álbum Hero-Nation – Chapter Three, em 2002, e o baixista Jens Becker (Grave Digger), amigos chegados de Ratz, também se juntaram ao tributo. A edição aconteceu a 31 de agosto pela Massacre Records.

 


O coletivo sueco de prog rock Hasse Froberg & Musical Companion anunciou o lançamento do seu 5º album de estúdio, We Are The Truth, via Glassville Records, a 26 de novembro. Deste registo, o mentor Hasse Froberg já adiantou que o álbum mais ambicioso do coletivo – música positiva, quente, orgânica, para a alma e para a mente. O album estará disponível em CD digipack com um booklet de 16 páginas, edição limitada em vinil com um booklet de 8 páginas e em formato digital.



Notícias da semana – 28 de agosto de 2021

Um novo projeto nasceu na Itália – os Draconicon. O objetivo do quinteto é criar uma nova vertente dentro do power metal de cariz europeu cruzando atmosferas obscuras e góticas e elementos de metal extremo e música clássica. Perfeito para fãs de Kamelot, Sabaton, Gloryhammer ou Orden Ogan. O álbum de estreia é Dark Side Of Magic e tem lançamento pela Beyond The Storm Productions a 22 de outubro nos formatos físico e digital. O artwork foi criado por Dan Godsworthy (Alestorm, Gloryhammer) e no tema A Song Of Darkness And Light pode ser ouvida a voz de Damna (Elvenking). Deste álbum, jã foram disponibilizados os vídeos para os temas Edge Of Power, Dark Side Of Magic e Fiery Rage.

 


Os projetos Saturnia  e Um Corpo Estranho uniram forças e lançam em conjunto O Místico Orfeão Sónico de Um Corpo Estranho e Saturnia. Este novo trabalho, com data prevista de lançamento para dia 29 de outubro, casa os universos dos dois projetos e o primeiro tema, A Velha Carruagem, já pode ser ouvido. Que não fique espaço para dúvidas: trata-se de um disco de rock onde as guitarras de Um Corpo Estranho se deixaram contaminar pelo universo psicadélico de Saturnia! A conjunção entre o projeto de Luís Simões e o duo composto por Pedro Franco e João Mota poderia ser, per se, algo que alude a uma conspiração cósmica e o dramatismo afeto ao nome deste disco não será por acaso. Sendo Setúbal a residência de ambos os projetos, decidiram que o disco iria ter a mística do Rio Sado, o espírito lírico de Luísa Todi e o canto trágico das Sadinas que inspiraram Bocage. A tripla conta com a participação dos bateristas Samuel Palitos (Censurados, A Naifa, Ladrões do Tempo, GNR) e Filipe Caeiro (Awaiting the Vultures, Daniel Catarino) e da viola campaniça de Tozé Bexiga (Projecto RAIA: Planeta Campaniça). Produzido por Sérgio Mendes e editado pela Malafamado Records, a parte gráfica do disco ficou a cargo do ilustrador Paulo Buchinho.

 


A notícia é estranha, mas verdadeira! O baterista dos Cornerstone, Erich Blie, foi selecionado dentre de mais de 50 bateristas, pela marca italiana Borotalco e pela estação de rádio austríaca Kronehit, para bater um record mundial. E esse record que já faz parte do Guiness Book Of World Records, foi fazer um solo de bateria a mais de 60 metros de altura numa roda gigante em movimento! O evento ocorreu do dia 26 de agosto no Vienna Riesenrad.

 


... Sounds Like Swiss é a nova proposta dos Nektar e estará disponível a 1 de outubro. Este é um registo ao vivo da lendária banda de rock progressivo, captado na Suíça em... 1973! O duplo CD/DVD inclui uma hora de concerto para o programa de televisão Kaléidospop e um espetáculo completo captado no Pavilion des Sports, Lausanne, em maio de 1973. O booklet inclui liner notes pelos membros fundadores Derek Moore e Mick Brockett. O line-up dos Nektar neste concerto inclui o quinteto original, o que torna ainda mais especial este lançamento.

 


Eye For An Eye é o álbum que os Unforged se preparam para mostrar ao mundo. Metal moderno, cru e honesto é o que nos propõe a banda da área do Ruhr, na Alemanha. O álbum tem lançamento a 1 de outubro via Fastball Music e está apontado para fãs de Metallica, Pantera, Trivium ou Slipknot. O tema de avanço, Serial Killer, já pode ser visto aqui. Pela mesma editora sai, duas semanas depois, Fire & Soul, dos Bodyguerra, sucessor de Freddy... Nothing As It Seems (2013, Dust On The Track Records). Os temas de Fire & Soul começaram a ser escritos no final de 2019 e o resultado é um disco de hard rock blues misturado, masterizado e coproduzido por Rolf Munkes (Crematory).

 


Submerso é o primeiro EP de Traço. Nesta coleção de canções, a banda promete transmitir ao ouvinte toda a energia que tem vindo a acumular desde a última vez que tocou ao vivo. Totalmente gravado, produzido e editado pelos membros, este trabalho é o que mais orgulho traz aos quatro amigos portuenses - a criação que realmente expõe toda a sua alma. Os Traço são Tiago Santos e Inês Costa nos vocais, Jorge Corujas na guitarra, João Guimarães na bateria e Miguel Moura nos teclados. O tema Cansado de... pode ser visto aqui.

 


Beyond The Veil é o novo álbum do guitarrista sueco Sammy Berell e tem edição a cargo da Dark Force Records a 29 de outubro. Apresentado como sendo aconselhado para nomes como Yngwie Malmsteen, Europe, Steve Vai, Whitesnake, Rainbow, Talisman ou Abba, Beyond The Veil é um álbum que navega num misto de AOR, neo classic, melodic hard rock e guitar. A masterização esteve a cargo de Martin Sweet. Por sua vez, o microfone foi entregue ao lendário Mark Boals.

 


Os Aerosmith, a banda americana de hard-rock mais bem-sucedida de sempre, a cumprir o seu 50.º aniversário, e a Universal Music Group (UMG), líder mundial de entretenimento e música, anunciaram uma nova parceria estratégica que abrange toda a icónica discografia do grupo, merchandise, projetos audiovisuais, assinalando-se assim uma nova era da célebre e ilustre carreira do grupo. Pela primeira vez, em 2022 todas as gravações icónicas dos Aerosmith serão unificadas numa só casa. Além de apoiar o catálogo consolidado da banda, esta parceria também terá acesso sem precedentes aos lendários Vindaloo Vaults e aos arquivos pessoais dos membros da banda, Steven Tyler, Joe Perry, Tom Hamilton, Joey Kramer e Brad Whitford, que ajudarão ativamente na curadoria de novas coletâneas, fotos, vídeos, artwork, diários, alinhamentos e memorabilia. Os lançamentos futuros previstos oferecerão aos fãs acesso a preciosidades nunca antes vistas e ouvidas, que irão cimentar ainda mais a posição da banda como um dos grupos mais inovadores e de referência na história do rock.

 


Sob a denominação Hulkoff, o compositor Pär Hulkoff lança um conjunto de canções que cruzam antigas passagens acústicas e folk e um refrescante metal. Com hits como Einherjr, Kamphund, Låt Napalmen Regna e Dobermann, Hulkoff tem lançados trabalhos a solo e também pela sua galardoada banda Raubtier. E com esses lançamentos tem construído o seu legado de composições que cruzam diferentes géneros. E isso volta a acontecer no seu próximo álbum, o seu terceiro a solo, Ragnarök, nas lojas a 22 de outubro. Música grandiosa, melódica e agressiva, metal para verdadeiros Vikings.

 


Os Caravan são um lendário nome no campo do prog rock e anunciaram o lançamento de mais um álbum. Traz como título genérico It’s None Of Your Business e será lançado em CD a 8 de outubro e em vinil a 5 de novembro, via Madfish Music. It’s None Of Your Business é o primeiro álbum dos Caravan desde Paradise Filter (2013) a apresenta dez novos temas, incluindo um instrumental. Os Caravan são compostos por Pye Hastings (guitarras, vocais), Geoffrey Richardson (viola, bandolim, guitarras), Jan Schelhaas (teclados) e Mark Walker (bateria). Lee Pomeroy (ELO, Rick Wakeman, Take That) foi o baixista convidado, após a saída de Jim Leverton, enquanto Jimmy Hastings, outro convidado, esteve entregue das flautas.




Notícias da semana – 21 de agosto de 2021

The O'Reillys and the Paddyhats presenteam os seus fãs com In Strange Waters, um lançamento previsto para o dia 22 de outubro, via Metalville Records e que é mais que um álbum extraordinário. Neste disco, uma forma de celebrar o seu 10.º aniversário, a banda olha para si própria com uns olhos completamente diferentes – longe do seu habitual folk punk irlandês e numa perspetiva pop, metal e ska. E, marcante, é o facto de terem conseguido a participação da metal queen Doro Pesch na versão de We All Know.

 


Os alemães Rise Of Kronos anunciaram o lançamento do seu novo e épico álbum, Council Of Prediction. E a forma de preparem os seus fãs para o que aí vem é o lançamento de um conjunto de singles. O estilo? Claramente death metal, seguindo as pisadas dos melhores momentos da escola sueca, como Dismember ou Entombed. Se bem que com 11 anos e mais de 150 concertos, a banda de Hamburgo, já foi capaz de atualizar o seu som para uma abordagem mais moderna. Do tal conjunto de singles a que nos referíamos, o primeiro é Cycles e pode ser visto aqui

 


Blind And Frozen é um tema dos Beast In Black (está presente no álbum Berserker, de 2017), mas os Leecher acabam de fazer a sua versão muito própria e até algo provocadora. Os Leecher são uma banda húngara conhecida por fazer symphonic metal com violoncelos e pela forte presença da sua vocalista Anett Horváth. O seu mais recente álbum é Deviant, datado de 2020.  

 


Os amantes de bandas como Dissection, Tribulation ou Opeth têm mais um novo nome ao qual devem dar atenção. São os alemães Sweeping Death que a 9 de setembro lançam o seu novo EP, Tristess, correspondente ao seu terceiro lançamento. Este EP foi gravado durante a pandemia e é um trabalho conceptual a respeito do número 3.


 

Os rockers finlandeses Killer Aspect lançaram esta semana o seu novo single intitulado Back To Beginning, via Inverse Records. Os Killer Aspect nasceream há 15 anos na capital finlandesa quando Teijo Jämsä dos Killer (conhecidos por temas como All I Want e Naughty Boy, entre outras) e Samuli Relander dos Personal Aspect e The Winyls decidiram juntar forças. Todavia, a banda tem estado num hiato desde o álbum Brand New Start, de 2013. Este novo single vem mostrar que a banda continua ativa.

 


Com o trágico falecimento de Lars Ratz, os restantes membros dos Metalium, Henning Basse, Tolo Grimalt, Matthias Lange e Michael Ehré anunciaram o lançamento do single digital Never Surrender, como forma de homenagem e tributo ao amigo, baixista e membro fundador da banda. O teclista Don Airey (Deep Purple), o guitarrista Chris Caffery (ex-Metalium) e o baixista Jens Becker (Grave Digger) juntaram-se à banda neste tema produzido por Miquel A. Riutort. Never Surrender estará disponível a 31 de agosto. Esta é a primeira colaboração entre os membros restantes dos Metalium depois da sua separação em 2010. As encomendas podem ser feitas aqui.

 


Raw é nome simples e direto do novo álbum do italiano Nick Mantoan, uma edição da Sliptrick Records que aconteceu no dia 17 de agosto. São 13 temas de hard rock, com grandes riffs, muitos coros e uma atitude de rock ‘n’ roll misturada com uma sonoridade moderna. Com o vocalista e guitarrista Nick Mantoan, estão o baixista Filippo Girivetto e o baterista Mattia Baricca. O primeiro vídeo de Raw é Raw Test TV Show e pode ser visto aqui.

 


A editora TogethermenT Records orgulha-se de anunciar o lançamento do quarto álbum dos aclamados Anyone. O seu título é In Humanity e tem lançamento agendado para o próximo dia 12 de outubro. O duplo álbum In Humanity estará disponível nos formatos digital (download e streaming) e em CD e mostra uma direção progressiva mais acentuada. Como convidados, destaca-se Jon Davison, vocalista dos Yes e antigo membro dos Anyone, no tema Misanthropist. As encomendas podem ser efetuadas aqui.

 


A banda de sonho de Tim Burton, Diablo Swing Orchestra está a preparar o seu regresso com o álbum número cinco. Intitulado Swagger & Stroll Down In The Rabbit Hole, verá a luz do dia a 2 de novembro, via Candlelight Records/Spinefarm Records. Como forma de avanço, a banda divulgou o tema War Painted Valentine (o vídeo pode ser visto aqui). Na sua habitual mistura de estilos (e títulos complexos!) Swagger & Stroll Down In The Rabbit Hole já foi descrito como se os Sepultura e Die Antwoord decidissem escrever uma canção para o Carnaval do Rio. O certo é que o novo álbum é considerado o mais ambicioso da banda, junta elementos dos quatro títulos anteriores e ainda tem tempo para adicionar mais algum diferente colorido.

 


Miguel F. Silva, ou Mike, não é um nome desconhecido do panorama metálico açoriano. No final do século passado, esteve nos Nightshift e após o ano 2000, já em Lisboa, integra os Crosshatch e, mais tarde, os Growing Titans. Com sede de escrever música, e em pleno tempo de pandemia (2020-2021), surge o momento mais produtivo da sua vida. Num ano e meio grava no seu estúdio caseiro dois álbuns de metal, The Siege e Coastline – The Demotapes, e um de blues rock Blues Of Rebellion. Estes integram o projeto chamado M1KE, uma não-banda, um projeto a solo. The Siege acaba de ser lançado em agosto de 2021, enquanto os restantes discos serão publicados a seu tempo.




Notícias da semana – 14 de agosto de 2021

Vindo, aparentemente, do nada, em 1980 rebentava nas lojas o álbum estreia dos The Rods, intitulado Rock Hard, através do selo Primal e numa edição limitada a 1000 cópias. Os The Rods eram o vocalista/guitarrista David Feinstein (primo do saudoso Ronnie James Dio e ex-membro dos ELF, onde o seu primo cantava), o baterista Carl Canedy e o baixista Steve Starmer. E por que razão estamos a falar deste disco? Pois bem porque a High Roller Records, mas uma vez imbuída nesse espírito de trazer até aos nossos dias alguns dos mais lendários títulos do passado, promove a 20 deste mês a reedição desta obra marcante, naquela que acaba por ser a sua primeira reedição.

 


Já está disponível, desde o dia 6 de agosto, o álbum Isle Of Wrath dos Long Shadows Dawn numa edição a cargo da Frontiers Music. Long Shadows Dawn é uma nova aliança entre o vocalista escocês Doogie White (Rainbow, Michael Schenker Fest) e o guitarrista sueco Emil Norberg (Persuader), os dois criaram um fantástico disco de hard rock que invoca a memória da gloriosa era dos anos 80, com algumas influências ainda mais antigas, provenientes dos anos 70. Esta é mais uma ideia levada a bom termo por Serafino Perugino, o presidente da label italiana.

 


Os Mentalist, banda de Saarbrücken, Alemanha, não abranda e aí está com um novo álbum intitulado A Journey Into The Unknown, cerca de um ano após Freedom Of Speech. A edição é, mais uma vez, autónoma com apoio da Pride & Joy Music e o álbum estará disponível a partir de 20 de agosto. A banda de melodic metal fundada em 2018 é constituída por Peter Moog (guitarras), Thomen Stauch (bateria, ex-Blind Guardian), Kai Stringer (guitarras, ex-Starchild) e o espetacular vocalista sueco Rob Lundgren. Como convidados, surgem os nomes sonantes de Oliver Palotai (Kamelot) que toca teclados em todos os temas, Mike LePond (Symphony X) responsável pelo baixo, também em todas as faixas e Henning Basse (Metalium, Firewind), nos backing vocals na maioria dos temas e em dueto em Live Forever. Jacob Hansen (Volbeat, Amaranthe, Pretty Maids etc.) esteve entregue da mistura e masterização. O tema An Ocean So Deep pode ser ouvido aqui.

 


A banda internacional de cinematic symphonic metal Catalysm Crime revelou o artwork da capa, o título (homónimo) e a data da sua estreia discográfica. Acontecerá a 22 de outubro pelo selo alemão Massacre Records. Este disco é descrito como abrangendo uma enorme diversidade de géneros do symphonic metal ao death metal e ao prog metal. O trabalho de mistura e masterização esteve a cargo de Alexander Krull nos Mastersound Entertainment Studios. O artwork da capa foi desenhado por Stefan Heilemann.

 


A cipriota Pitch Black Records orgulha-se de anunciar a nova adição ao seu roster. Trata-se dos galeses Hunted, banda de prog-heavy metal. Depois de uma longa paragem, os Hunted preparam o seu regresso, agora em formato quarteto, com um novo disco a ser lançado a 10 de setembro e que traz o título de Deliver Us. Atualmente, os Hunted são o vocalista Chris G, o guitarrista Steve Barberini, o baixista Jon Letson e o baterista Matt “Animal” Thomas.

 


Os Excalibur, nome de referência da NWOBHM, surgiram em 1980 e cinco anos depois laçaram o seu EP de estreia The Bitter End pela Conquest Records. Precisamente este disco que será reeditado a 24 de setembro via No Remorse Records. Esta nova versão remasterizada contém uma seleção de material bónus onde se inclui a demo de 1984 Black Before The Dawn. Atualmente a banda não está ativa, mas ficará para sempre na memória o seu espetacular (e único) longa-duração One Strange Night (1990, Active Records).

 


Os Roth preparam o lançamento da sua estreia intitulada Nachtgebete que acontecerá a 1 de outubro via Massacre Records! Em Nachtgebete, a banda apresenta a sua mórbida visão muito própria do metal com letras em alemão com esse pormenor da distinta voz de M. Roth. Nachtgebete foi construído ao longo de dois anos e mistura o metal com alguma influência gótica e de NDH. Este álbum estará disponível no formato 2CD mediabook. A mistura e a produção estiveram a cargo de Markus Stock nos Klangschmiede Studio.

 


Ele é um dos vocalistas mais lendários de todos os tempos e o seu espantoso concerto referente ao seu lançamento de 2005 está agora disponível numa nova edição. Falamos de Engelbert Humperdinck e desta reedição em Blu-ray, DVD e, pela primeira vez, em vinil. Totally Amazing é um extraordinário documento musical que mostra toda a qualidade do cantor na sua 5ª década de carreira, incluindo hits imortais como Quando, Quando, Quando, The Last Waltz, Spanish Eyes, Release Me, entre outros.

 


Os Johnny vs Betty, uma das mais recentes bandas de Art Rock do panorama português, lançaram no passado dia 2 de agosto o segundo single da banda. Um novo tema que continua a exploração musical da banda sobre riffs técnicos e uma produção complexa. A banda apresenta esta música com os olhos postos nos palcos. Segundo o baixista, Guilherme Salvador, esta música nasceu de um desentendimento entre dois elementos da banda que inspirou a criação de alguns riffs, melodias e letra da música. A banda foi um dos vencedores do Concurso de Bandas Novos Valores 2021 e, por essa razão, irão tocar à Festa do Avante! no dia 4 de setembro pelas 17:30. Os Johnny vs Betty são compostos por elementos de Leiria e Pombal: Evandro Capitão (voz, trompete e teclados), Guilherme Salvador (baixo), Rafael Santos (bateria), Samuel Fernandes (guitarra). A banda é representada e editada pela editora independente Skiiks Records

 


Now Is The Time é o nome do álbum de estreia dos Perpetual Etude e tem lançamento pela Black Lodge Records a 15 de outubro. Este registo traz uma amostra de 8 faixas de heavy metal/power melodic metal. Os Perpetual Etude são um novo coletivo que inclui atuais e antigos membros dos Air Raid, NorthTale, Dionysus, Nation e Shadowquest. E que no tema Sail Away conta com a colaboração do famoso Göran Edman nos vocais.