News

Notícias da semana – 31 de julho de 2021


Heart, Mind And Soul é o mais recente trabalho dos Hardline e traz, mais uma vez, o selo da Frontiers Music. Lançado a 9 de julho, este novo disco da lendária banda apresenta-se com o vocalista Johnny Gioeli, o teclista Alessandro Del Vecchio, o guitarrista Mario Percudani, a baixista Anna Portalupi e o baterista Marco Di Salvia (de facto, demasiada gente italiana para uma banda que nasceu em LA, mas deve ser política de Serafino Perugino). Musicalmente, Heart, Mind And Soul é uma coleção de canções de hard rock melódico que se aproxima dos seus mais lendários álbuns, Danger Zone (2012, Frontiers Music) e a sua fabulosa estreia Double Eclipse (1992, MCA Records).

 


O coletivo Plant My Bones é um novo nome no espectro do rock e metal contemporâneo, combinando elementos de rock progressivo com riffs de metal moderno. Oriundos da Finlândia, e formados por Jenna Kosunen (vocais, teclados e baixo), Elias Ruuska (guitarras) e Konsta Ruuska (bateria), Stage 1.0 é a sua primeira proposta e foi lançada, em formato digital, a 23 deste mês via Inverse Records. Dos cinco temas que compôem este EP, os Plant My Bones já apresentaram vídeos para Red River e The Scheme.

 


Quando Good Morning, How Did You Live?, obra a cargo dos Cryptex, viu a luz do dia pela primeira vez em 2011, o mundo inteiro rendeu-se à imensa criatividade do coletivo germânico. Neste disco a banda criava um mundo próprio de uma íntima extravagância de voodoo psicadélico. Agora que se cumpre a primeira década do lançamento deste disco memorável, está na altura de celebrar, promovendo uma reedição apropriada em vinil. De facto, será a 8 de outubro que estará disponível uma edição especial totalmente remasterizada, em duplo vinil, limitada a 500 cópias autografadas. Como bónus, ainda traz um tema secreto de 8 minutos, um poster e letras. Deste trabalho, aproveitem para recordar The Big Easy.

 


Para celebrar o 35º aniversário discográfico e o 40º de carreira a Music For The Masses tem a honra de apresentar o primeiro Greatest Hits da lendária banda italiana Scanners. Esta compilação que reúne os melhores momentos desta longa carreira tem lançamento a 22 de outubro em CD e junta os 15 temas mais emblemáticos da banda e um tema inédito – Under The Grave. Um desses momentos é TV Schock cujo vídeo pode ser visto aqui

 


A Sliptrick Records acaba de assinar com o coletivo sueco de hard rock/heavy metal C. K. O.. Esta banda nasceu muito recentemente, em agosto de 2020, quando Claes Karlsson (ex-Blacksmith Legacy) resolveu pegar num conjunto de ideias musicais inacabadas. Com ele já estava o produtor Tim Johnsson e juntos contactaram o vocalista Johan Winderberg. A partir daí o projeto foi crescendo até se tornar uma banda de verdade, com Rikki Dahl na bateria, Gustav Bromelius no baixo e Anders Pälsson nas guitarras. O vídeo do tema Rock It já circula como forma de avanço.

 


A View From The Top Of The World é o título do 15º álbum dos mestres do prog metal e duplo nomeados para os Grammy, Dream Theater. O álbum de sete temas tem lançamento a 22 de outubro, via InsideOut Music, naquele que é o segundo álbum por este selo. Poucos dias depois, a 28 de outubro, começa a digressão americana em Mesa, Arizona que se irá prolongar até 14 de dezembro, com o seu final em St. Petersburg, Florida, tendo passagens por Seattle, Chicago, Washington, New York, Orlando, entre outras cidades. O artwork foi criado pelo colaborador de longa data Hugh Syme (Rush, Iron Maiden, Stone Sour) e a produção esteve a cargo de John Petrucci, com o engenheiro James “Jimmy T” Meslin e a mistura foi entregue a Andy Sneap.

 


Os Second Reign, coletivo suíço de melodic power rock anunciou o título do seu álbum de estreia – Gravity. O álbum foi misturado por Mack Schildknecht nos Mack Music e masterizado por Christoph Beyerlein/Stem Masters. A banda também apresentou a capa frontal do álbum que foi criada em parceria entre a banda e Domagoj Taborski. Gravity tem lançamento agendado para 24 de setembro via Massacre Records e contém 13 canções com melodias apelativas, guitarras poderosas, sólidas linhas de baixo e uma bateria possante.

 


O coletivo sueco de hard rock Steel Rhino, que conta com Herbie Langhans (Firewind, Avantasia, SinBreed) nos vocais, anunciou o lançamento do seu homónimo álbum de estreia a 20 de agosto via GMR Music. Steel Rhino é um projeto levado a cabo pelo baterista Mikael Rosengren (Dirty Passion, Revolverlution, Bai Bang) cujo conceito geral é criar e tocar heavy rock próximo do metal com atitude. O objetivo é levar as pessoas a abanar a cabeça, por as mãos no ar e disfrutarem de bons momentos. Steel Rhino traz 11 temas que, seguramente, irão permitir atingir esse desiderato. Com Mikael e Herbie está, também, Filip Vilhelmsson nas guitarras e baixo.

 


Depois das lendas do thrash metal canadiano Razor terem lançado a sua estreia Armed And Dangerous, em 1984, foram surpreendidos pela atenção que despertaram na Attic Records, a maior editora do seu país na altura. Assinaram e a intenção era liderarem uma nova divisão da editora, a Viper Records. O que estava planeado, na altura, era Escape The Fire suceder a Armed And Dangerous, mas não foi isso que aconteceu. Por pressão da editora o sucessor foi Executioner’s Song, de 1985. Escape The Fire foi gravado em dezembro de 1984 nos Future Sound Studios em Toronto com produção de Terry Morostega e Dave Carlo e lançado de forma independente e em formato cassette. Mas agora este lendário trabalho ganha uma nova vida com mais uma reedição de relevo levada a cargo pela High Roller Records. O álbum está disponível desde o dia 16 de julho.

 


O aclamado pela crítica guitarrista de blues rock Chantel McGregor lança dois álbuns intitulados The Shed Sessions Volume 1 & 2. O primeiro volume, numa abordagem acústica, já está disponível, enquanto o segundo, já elétrico, será lançado a 2 de agosto. Chantel McGregor e os seus companheiros Colin Sutton, no baixo, e Thom Gardner, na bateria formam um fantástico power trio que toca um misto de temas baseados no blues e a variar desde a sua forma mais tradicional até a uma forma mais rockeira.


Notícias da semana – 24 de julho de 2021


Os Nitrate preparam-se para regressar aos disco com o seu terceiro álbum. Intitulado Renegade, esta obra tem lançamento a 30 de julho via AOR Heaven. O sucessor dos aclamados álbuns Realworld (2018) e Openwide (2019) volta a trazer a inspiração do rock do final dos anos 80 em 11 temas destinados a fãs de Def Leppard, Europe, Mötley Crüe e Bon Jovi. Os Nitrate são a banda criada pelo baixista britânico Nick Hogg que agora surge acompanhado por Alexander Strandell (Art Nation) nos vocais, Tom Martin na guitarra ritmo, James Martin nos teclados, Dario Nikzad na guitarra solo e Mikey Wilson na bateria e teclados e guitarras adicionais. Como convidado surge Alessando Del Vecchio nos backing vocals, ele que também é responsável pela masterização, tendo a produção sido entregue a Tom & James Martin (Vega) e Mikey Wilson (Kimber). O single de avanço é Danger Zone cujo vídeo pode ser visto aqui.

 


Cocked And Loaded Live é o mais recente lançamento dos lendários L.A. Guns e traz o selo Frontiers Records. O álbum que congrega cerca de uma hora dos maiores hits da banda de Tracii Guns está nas lojas desde o dia 9 de julho. Este trabalho é o resultado da sua atuação ao vivo em novembro de 2020 no Fremont Country Club em Las Vegas, como forma de comemorar o 31º aniversário do lançamento desse seminal álbum que foi Cocked And Loaded. Claro que ao vivo é uma forma de expressão dadas as contingências criadas pela pandemia, mas foi uma atuação que foi transmitida para o conforto dos lares dos seus fãs em todo o mundo. E agora está disponível para quem assistiu e para quem não assistiu.

 


KK’s Priest, a nova banda formada por KK Downing e Tim Ripper Owens (ambos ex-Judas Priest) lançou o single para o tema Brothers On The Road, extraído do álbum Sermons Of The Sinner nas lojas a 1 de outubro via Explorer1 Music Group/EX1 Records. A banda também anunciou o lançamento de uma peça de colecionador limitada – um pergaminho que narra o conteúdo lírico de Sermons Of The Sinner incluindo um certificado da autenticidade da assinatura de KK Downing. Temas que prometem fazer as delícias dos fãs são muitos, mas destacam-se a rápida abertura Hellfire Thunderbolt, o tema título, Raise Your Fists e Wild And Free

 


As lendas do hard rock alemão Victory estão de regresso com um novo disco de originais 10 anos depois do seu último lançamento, Don’t Talk Science. Gods Of Tomorrow estará nas lojas a 26 de novembro via AFM Records. Os Victory são uma das mais emblemáticas bandas alemãs, juntamente com os Scorpions, Accept e Helloween. Em 2003 a banda reuniu-se de novo e lançou o seu último álbum com o antigo line-up. Para este novo disco, Herman Frank está acompanhado pelo vocalista Gianni Pontillo, pelo guitarrista Mike Pesin, pelo baixista Malte Frederik Burkert e pelo baterista Michael Stein. O tema de avanço, Cut To The Bone, já pode ser ouvido

 


O Gajo acaba de ser anunciado como um dos artistas que estarão em showcase de 27 a 31 de outubro na WOMEX 2021. Este que é um dos maiores e mais relevantes eventos mundiais de música, reunindo inúmeros profissionais da área, acontece pela primeira vez em Portugal, na cidade do Porto. Na bagagem para esta apresentação O Gajo leva o seu mais recente disco Subterrâneos, lançado em março deste ano. Um álbum que integra novas ideias, novas fórmulas e, pela primeira vez, um formato trio.

 


O projeto francês de synth-pop/rock Bliss My Heart anunciou o lançamento do single Reason To Dust que conta com a participação do vocalista dos Wildstreets Eric Jayk. Com Bliss e Eric estão, ainda, o guitarrista Eddy Rateni e o baterista Frédérique Chaperon. E por falar em Wildstreets, relembre-se que os novaiorquinos acabam de lançar o seu terceiro álbum intitulado III através da Golden Robot Records e que tem produção de Kyle Paas, mistura de Jon Kaplan e masterização de Howie Weinberg.

 


Retirado da música desde 1996, foi a 20 de julho que Tony Kaye, conhecido por ter sido teclista dos Yes, anunciou o lançamento do seu primeiro álbum a solo. Esta proposta com 16 temas, a lançar a 10 de setembro via Spirit Of Unicorn Music e com distribuição Cherry Red Records, tem como título End Of Innocence. O grande objetivo deste trabalho é marcar o aniversário dos terríveis acontecimentos do 11 de setembro, sendo um disco conceptual que gira em tono deste evento. Principalmente orquestral, End Of Innocence é uma suite poderosa e emocional que se revela, simultaneamente, bela e sinistra.  

 


Toda a gente ainda se deve lembrar do grandioso álbum que foi Into The Dark Past dos Angel Dust. Pois, a boa notícia é que este álbum acaba de ser reeditado pela High Roller Records, que assim continua o seu meritório trabalho de trazer até aos dias de hoje grandes obras do passado. Into The Dark Past foi originalmente lançado em 1986 pela Disaster e era uma obra com grande procura. Esta nova reedição apresenta uma capa restaurada e masterizações a cargo de Patrick W. Engel. A editora disponibiliza este álbum nos formatos vinil (em edição limitada com diferentes cores).

 


O duo de pop rock The Mangoes, composto por Tim Morse e Bret Bingham, lançou o seu novo EP Pale Blue Dot a 19 de julho. Este EP surge depois da boa receção que o álbum de estreia homónimo teve e depois de cada um dos membros ter lançado um álbum a solo. Conceptualmente, Pale Blue Dot é inspirado em Carl Sagan e musicalmente em The Alan Parsons Project, Bob Dylan, The Moody Blues e Pink Floyd. O tema título tem já a rodar um vídeo que pode ser visto aqui.

 


O Volume #5 da coleção Azorean Metal Collection 1980-2000 ja vai esta aí a circular. Este volume será, à semelhança do volume #3, um split k7 que conta com a banda do carismático Honório Aguiar, Hangover e com a mais pesada banda alguma vez existente nos Açores, os Necropsia. Temas como Abuse ou All Your Lies por parte dos primeiros e Suffocated To Born ou Possessed dos segundos fazem deste Vol. 5 o que mais carga explosiva contêm, numa combinação perfeita e cheia de contraste entre o metal core e o death grind. Sem dúvida, duas bandas açorianas praticamente desconhecidas a nível nacional, mas muito carismáticas e respeitadas na sua terra - S. Miguel. Este registo está disponível através da Mars Produtions (mars.productions@hotmail.com) e do Museu do Heavy Metal Açoriano, mas pode também ser encontrada nas lojas oficiais Bunker Store e Glam-o-Rama Rockshop, ou até mesmo nos catálogos de distribuição da Miasma of Barbarity Records, Larvae Records ou Gruesome Records.




Notícias da semana – 17 de julho de 2021



Este ano celebra-se o 50º aniversário do lançamento do álbum de estreia de Rory Gallagher e a UMC/UMe está a preparar um lançamento especial desta obra para o dia 3 de setembro. Esta reedição surgirá nos formatos 4CD+1DVD, 2CD, 3LP edição limitada, 1LP edição limitada em vinil laranja e em digital. A versão mais luxuosa incluirá a totalidade do álbum com novas misturas e adicionado de 30 temas nunca antes lançados e que constituem outtakes e takes alternativos, bem como seis canções tocadas em 1971 no célebre John Peel Sunday Concert na BBC. O DVD incluirá 50 minutos do primeiro concerto a solo de Gallagher filmado em Paris para o espetáculo de televisão Pop Deux. Recorde-se que é neste álbum que se encontram temas emblemáticos como Laudromat, I Fall Apart ou Just The Smile.

 


Os Dead Man’s Whiskey anunciaram o lançamento do seu novo single, Breakout, retirado do seu próximo EP com o mesmo título, a lançar a 21 de julho. Este single surge acompanhado de um vídeo que estreará na próxima quarta-feira. Escrito, produzido e gravado durante o período de confinamento, este novo EP do quinteto londrino de hard rock foi produzido por John Mitchell, conhecido pelos seus trabalhos com Alter Bridge, Architects, Enter Shikari e Inglorious.

 


Hubris é o novo álbum dos canadianos Ravenous e sai a 22 de outubro, via Feast Beast Records (nos EUA e Europa) e Spiritual Beast (na Ásia, versão que trará a adição de dois temas bónus). Hubris é o sucessor do álbum Eat The Fallen, de 2019 e do EP Eternal Hunger, de 2017 e, navegando em ondas de escrita complexa num power metal sinfónico e multicamadas, é indicado para fãs de nomes como Blind Guardian, Falconer, Powerwolf ou SabatonHubris foi misturado e masterizado por Fredrik Nordström, com a capa a cargo de Moch Luthfi da LuthSlaughterArt. O trailer de avanço já pode ser visto aqui.

 


A estreia dos nacionais Nagasaki Sunrise, praticantes de um denominado Charged Pacific Rim Crust Punk of War, banda que conta com membros de Midnight Priest, Roädscüm e Vürmo tem agora uma edição em CD com o selo da Miasma of Barbarity Records. Esta edição de Turn On The Power, que surge mais de meio ano após a edição em cassete, estará disponível a partir de 28 de julho. Turn On The Power inclui quatro faixas rápidas e diretas (Turn On The Power, Loud As Fuck, Napalm In The Morning e Dungeon Master) que misturam o melhor do crust punk com os leads mais melódicos do rock e do heavy metal, em contraste com os vocais crus de Gasolizna Nagasaki. As letras, inspiradas nas batalhas travadas na zona do Pacífico durante a Segunda Guerra Mundial, lembram que pode haver tanta potência na detonação de uma bomba como numa música de rock ’n’ roll

 


Aproveitando a energia emanada a partir do seu último single, War, os canadianos Joshua’s Habit lançam um novo single retirado do seu álbum The Hard Road que marca o regresso da banda aos lançamentos, 11 anos após Torn. Desta feita a escolha recaiu em Escape, tema que está disponível desde o dia 16 de julho. Escape é um tema orientado para uma vibe rock ‘n’ roll e está indicado para apreciadores de nomes como Glorious Sons, Foo Fighters, Sick Puppies e The Trews.

 


É já no próximo dia 1 de outubro que os Roth lançam a sua mórbida visão do metal cantado em alemão, no álbum de estreia Nachtgebete, via Massacre Records. Criado durante dois anos, este disco situa-se algures entre um metal cru e a vertente gótica que é conhecida como NDH - Neue Deutsche Härte. A mistura e masterização estiveram a cargo de Markus Stock no Klangschmiede Studio. Nachtgebete estará disponível em duplo CD mediabook, em edição limitada em vivil com diferentes cores e nas plataformas digitais. Outro importante lançamento da editora alemã é o regresso dos thrashers finlandeses Prestige com o álbum Reveal The Ravage. A data de saída é a 13 de agosto, embora fique já agendada a data de 26 de novembro para diferentes versões coloridas em vinil.

 


Sem barreiras estilísticas, misturando géneros e culturas diferentes, os belgas Fabulae Dramatis surpreenderam com o álbum Solar Time’s Fables lançado em 2017. Eclético, diversificado e de mente aberta este é um trabalho único de avant-garde e prog metal. A prova mais evidente da sua grandiosidade fica bem patente no seu mais recente vídeo Roble Para el Corazón, que pode ser visualizado aqui, vídeo que foi realizado durante o confinamento e que se revela simplesmente genial! 

 


A InsideOutMusic/Sony Music estão orgulhosos com a assinatura com os lendários prog rockers Jethro Tull. A banda completou os trabalhos de um novo álbum, intitulado The Zealot Gene, que deverá estar nas lojas no início de 2022. Com mais de 30 álbuns lançados e mais de 50 milhões de discos vendidos, os Jethro Tull são uma das mais bem-sucedidas bandas de todos os tempos com um catálogo que inclui clássicos intemporais. Atualmente os Jethro Tull são compostos por Ian Anderson (flauta, guitarra acústica, harmónica, vocais), Joe Parrish-James (guitarras), Florian Opahle (guitarras, apenas no álbum), Scott Hammond (bateria), John O’Hara (piano, teclados e acordeão) e David Goodier (baixo).

 


Os hard rockers norueguêses Conception lançaram esta semana um novo single para o tema Gethsemane (Live). Este é o último tema da banda da série de novas gravações, live performances e material nunca antes disponibilizado em que têm vindo a trabalhar, como resultado da campanha de crowdfunding que recentemente falámos que está na origem de uma reedição do aclamado álbum State Of Deception. Gethsemane é um dos hightlights do álbum Flow e um dos temas favoritos da banda que se prepara para visitar Lisboa a 9 de abril.

 


Os Vilacondenses Rui T & The Road Band já estão a preparar o novo trabalho e que se irá intitular Inverno, sendo que o primeiro single Silêncio será apresentado a 21 de dezembro. A banda juntou-se como quinteto em setembro de 2017 e em dezembro lançou o tema Born Again ao qual se seguiu em abril de 2018 Angel In The Sky e, posteriormente, Corre, música inteiramente em Português, todos temas que fizeram parte do tão aguardado álbum de estreia, intitulado Born Again. Este álbum entrou no top 10 dos melhores discos de 2019 na categoria Rock pela Via Nocturna. Após algumas mudanças na formação, a banda apresenta-se agora como um trio. O próximo trabalho Inverno já está a ser desenhado, juntando recentemente uma secção rítmica mais eletrónica à componente rock que os carateriza.


Notícias da semana – 10 de julho de 2021


A banda White Cowbell Oklahoma (WCO), oriunda de Toronto, Canadá, irá lançar o álbum Textos Raros – Vol. 1 – 2001-2011 a seis de agosto pela sua própria editora Slick Monkey Records. Considerados uma mistura entre Kiss, The Allman Brothers, Frank Zappa e The Tubes, os WCO estão ativos deste 1999. Textos Raros – Vol. 1 – 2001-2011 apresenta 40 minutos de canções raras e nunca lançadas em formato digital, como são os exemplos de Take Me Down to Mexico, (Just) Some Things a Man Can't Keep Inside, Southern Grace (Live) e Black Mountain Top (Whiskey Woman) (Live) que apenas tinham aparecido na versão vinil de 2012 Buenas Nachas. Ou outros como Black Night (versão dos Deep Purple) e Streetknifes 'R' Go que nunca apareceram na discografia e da banda e estão disponíveis pela primeira vez. Para ilustrar este lançamento está já disponível o vídeo para Take Me Down To Mexico.

 


Os doom metallers Vetrar Draugurinn estão a preparar o lançamento de um novo álbum. Intitula-se The Night Sky e está previsto para 1 de outubro via Dark Skies Coming. Depois do lançamento da sua estreia Hinterlands, pela Painted Bass Records, o coletivo seguiu numa direção mais dark e doom e com mais maturidade. O resultado é, precisamente The Night Sky, uma coleção de 8 canções épicas que se espalham por mais de 55 minutos de música. Entre elas está Lansdown Hill com a participação de Mark Kelson dos australianos The Eternal, bem como os dois temas dos quais já foram criados lyric videos: The Observer e The Night Sky. O álbum estará disponível em CD, duplo vinil e digital.

 


A Music For The Masses anunciou que irá lançar uma compilação com os maiores êxitos dos italianos Mandragora Scream, nome incontornável do metal gótico e industrial. O trabalho traz como título Nothing But The Best e tem lançamento a 24 de setembro, na data em que a dupla Morgana Lacroix e Terry Horn completam o 20º aniversário discográfico. Nothing But The Best incluirá, ainda, algumas faixas nunca lançadas como Jeanne D’Arc e Spiritual Leadin’, bem como três novas canções que farão parte do próximo álbum de originais a lançar no fim de 2022. As primeiras 100 cópias vêm acompanhadas de um poster.  

 


Os Cryptex estão a celebrar o 10º aniversário do lançamento do aclamado álbum de estreia álbum Good Morning, How Did You Live? e estão a preparar uma edição especial em cooperação com a EMP em vinil colorido. O duplo LP tem os temas totalmente remasterizados e vem adicionado de uma faixa bónus secreta com 8 minutos de duração. Esta reedição muito especial está limitada a 500 cópias numeradas e autografadas e estará disponível a partir de 8 de outubro. 

 


Originalmente lançado em 1998 pela Ars Metalli, Arcane Sun é o disco homónimo do coletivo irlandês de atmospheric doom/death metal/avant garde. Deste álbum, apenas 4000 cópias foram feitas e agora que se passaram mais de 20 anos desde a separação da banda, torna-se uma peça de culto. Portanto, chegou a vez de proceder à sua reedição e a responsável por tal é a editora Sentinel Records, o que aconteceu a 11 de junho para o formato digital e 1 de julho para as versões CD (em edição limitada a 250 cópias com uma faixa bónus), LP (limitado a 100 cópias) e uma edição especial em vinil vermelho com poster (200 cópias). O álbum foi masterizado nos The Devil Mark Studios e mantém a pintura original criada por Rob Graves.

 


Os lendários Yes, que atualmente são Steve Howe, Alan White, Geoff Downes, Jon Davison e Billy Sherwood, preparam o lançamento de um novo album de estúdio. Intitulado The Quest tem lançamento agendado para o dia 1 de outubro, via InsideOut Music/Sony Music. Todos estes novos temas foram escritos entre o final de 2019 e durante 2020 e fazem parte de um disco onde, para além do núcleo de notáveis, também está o percussionista Jay Schellen que, aliás, tem acompanhado a banda ao vivo. The Quest é composto por 11 temas, 8 no principal CD e mais três bónus num segundo CD e estará disponível em vinil, blu-ray, digital e CD.

 


A Cruz Del Sur Music anunciou que assinou com a banda de culto americana Onward e planeia lançar o seu novo álbum Of Epoch And Inferno em 2022. Recorde-se que os Onward nasceram em 2000 através do guitar hero Toby Knapp e mostraram-se à cena metal internacional com os álbuns Evermoving (2001) e Reawaken (2020), ambos via Century Media Records. Da banda fazia, ainda parte, o excelente vocalista Michael Grant, que nos deixou em 2012. Aliás, esta tem sido uma banda marcada pelo infortúnio, já que, em 2020, também o baixista da altura, Chris Payette, faleceria.

 


Depois de vários álbuns instrumentais e do último Glenn-Miller-swing-rock-album, era claro que Raimund Burke, estava a preparar outro álbum que realmente fizesse a diferença. E a ideia surgiu: Laozi meets metal! O álbum intitula-se Secret Life e traz o nome do projeto Spirit Of Lao Dan. Este disco com 11 temas de metal progressivo traz como convidados Roland Grapow, Oliver Hartmann, David Readman, Henning Basse, Sebastian Zierof, Christian Erik e Rasmus Andersen. Secret Life está musicalmente situado entre os Dream Theater, Deep Purple, Michael Schenker, Uli Jon Roth e Yngwie Malmsteen, mas promete algunas surpresas como instrumentos chineses a fazer as conexões dos intros e outros com os temas. O álbum terá distribuição independente com o apoio da Timezone Records a partir de 13 de agosto.

 


Pesado e barulhento, assim se decreve Дым, o mais recente single extraído do terceiro álbum, com o mesmo título, dos russos Remote, lançado no passado dia 2 de julho. Дым sucede a Гореть, o primeiro single apresentado em janeiro e vem mostrar que este álbum de seis temas será o primeiro a trazer letras em russo. Estilisticamente, os Remote andam entre um post metal atmosférico, o black metal, o sludge e o stoner metal, sendo indicado para fãs quer dos Dukatalon quer dos Electric Wizard.  Os Remote são compostos por Evgeny (baixo, vocais, sintetizadores), Sasha (guitarras) e Nikita (bateria).

 


Os noruegueses Kaasin lançaram a 2 de julho o seu novo single digital de avanço referente ao álbum de estreia a lançar em breve pela Pride & Joy Music. O tema escolhido é Hidden e pode ser visto aqui. Os Kaasin nasceram pelas mãs do guitarrista Jo Henning Kaasin, nome que tem colaborado com Joe Lynn Turner (Deep Purple/Rainbow), Glenn Hughes (Deep Purple/Black Sabbath), Doogie White (Rainbow/Michael Schenker) e Bernie Marsden (Whitesnake), e também membro fundador, guitarrista e compositor dos Come Taste The Band. Com Kaasin estão o seu primo Staale Kaasin (Spider/2020Vision) no baixo, Jan Thore Grefstad (Saint Daemon/Highland/TNT), nos vocais, Benjamin Dehli no hammond e sintetizadores analógicos e Chris Brush na bateria. Hidden é o terceiro single, depois de Runaway Train e Revolution, lançados em 2020.


Notícias da semana – 03 de julho de 2021


Os Hitten, banda espanhola de heavy metal clássico prepara um novo álbum que se chamará Triumph & Tragedy e que tem lançamento a 26 de novembro via High Roller Records. De acordo com a banda, este novo álbum marca a sua evolução aproximando-se do heavy metal americano dos anos 80 com riffs de guitarra que lembram os magos George Lynch ou Paul Gilbert. Como forma de avanço, já foi apresentado o single Eyes Never Lie que pode ser visto aqui. Entretanto, as pre-orders já podem ser feitas neste sitio.


 

Os Heavy Highway, projeto one-man studio band romeno de proto metal nascido em 2014 pelas mãos do ex-Hi-Gh e Hastighed Razvan Ovidiu Preja, revelou o título e capa do seu longa-duração de estreia, a sair no final do verão via Loud Rage Music. Wires será composto por seis temas, sendo que o primeiro já foi dado a conhecer e é Burning.

 


Os lendários rockers multi-platinados Foghat celebram 50 anos de carreira com um lançamento muito especial – 8 Days On The Road, um álbum ao vivo com 14 faixas que será lançado em formato duplo CD/DVD a 24 de setembro via Metalville Records. Captado a 17 de novembro de 2019, no Daryl’s House Club em Pawling, Nova Iorque, este disco junta os maiores hits da banda como Slow Ride, I Just Want To Make Love To You, Fool For The City, entre outros. O baterista original, Roger Earl, explica que oito dias na estrada, para os Foghat, significa mais de 80.000 dias na estrada! A banda nasceu em 1971 e atualmente é composta por Roger Earl (membro fundador/bateria), Bryan Bassett (guitarra solo/ex-Wild Cherry e Molly Hatchet), Charlie Huhn (guitarra solo e vocais/ex-Ted Nugent, Gary Moore, Victory e Humble Pie) e Rodney O'Quinn (baixo/ex-Pat Travers Band).

 


É notável o que os Shumaun conseguiram para o seu novo álbum Memories & Intuition. É uma verdadeira parada de estrelas da bateria! Reparem: Thomas Lang (Peter GabrielPaul Gilbert), Atma Anur (Jason Becker, Tony Macalpine), Mark Zonder (Fates Warning, Warlord), Leo Margarit (Pain of Salvation) e Chris DeChiara. O álbum está previsto para 10 de setembro, e volta a mostrar o que melhor a banda da Virginia carrega – hard rock com secções ritmicas intrincadas, guitarras inspiradas no progressivo, sintetizadores coloridos e vocais melódicos. O single de avanço é Memories Of Water e pode ser visto aqui.

 


A Rockshots Records anunciou a assinatura com os Aexylium para o lançamento do seu novo álbum, The Fifth Season. Com uma mistura de instrumentos folk (flauta, violino, bouzouki) e metal sinfónico moderno, este trabalho sucede a Tales From This Land, lançado em 2018 via Underground Symphony Records e à sua estreia de 2016, o EP The Blind Crow. Este novo trabalho é apresentado como um marco importante no crescimento da banda e traz como convidados Samuele Faulisi (Atlas Pain), Arianna Bellinaso e membros do Coro Facoltà di Musicologia Vocal Ensemble. Mais detalhes serão revelados em breve, sendo que o primeiro single está previsto para 20 de julho.

 


Primeiramente, os Ivory Tower anunciaram a saída do seu vocalista Dirk Meyer que tinha cantado no album Stronger de 2019 (uma edição da Massacre Records) e que estava na banda germânica há sete anos. Como forma de despedida a banda disponibilizou o vídeo do tema Passing, percente ao referido álbum, ainda com Dirk nos vocais e que pode ser visto aqui. Alguns dias depois foi conhecido o seu substituto – Francis Soto, músico experiente que fez parte de bandas como Sanvoisen, Dark Horse, Subway, Wicked Sensation ou Infinity’s Call. Francis já emitiu as suas primeiras impressões. Entretanto, fica a informação adicional que os Ivory Tower já se encontram a trabalhar em material para o seu sexto álbum.

 


Já está disponível Brave New World, o novo disco dos Constancia, numa edição a cargo da Pride & Joy Music. O álbum que surge três anos após o anterior Final Curtain foi composto tendo em vista a prestação vocal do vocalista inicial David Frember, mas quando se percebeu que este não iria ter tempo disponível para o gravar, a solução foi encontrada na pessoa do britânico Pete Godfrey (In Faith, Blood Red Saints). A solução acabou por ser positiva uma vez que Pete é um músico muito criativo e, por isso, conseguiu dar à canções uma nova panorâmica que ajudam a elevar o disco a um patamar superior. O lyric video oficial para o tema título está disponivel aqui.

 


Os Aeternitas anunciaram que têm uma nova voz feminina. Trata-se da incrível metal lady alemã conhecida por ScarRed. Possuidora de impressionante voz rock e com uma forte presença em palco, ScarRed está muito bem preparada para os espetáculos póspandenia e para um futuro álbum. A nova face da banda alemã será, oficialmente, apresentada no dia 24 de julho sendo que para isso está a ser preparada uma sessão de Q&A no facebook.

 


Comfort In Illusion é o novo EP conceptual do ensemble progressivo Head With Wings. Este é o primeiro trabalho com temas originais desde o lançamento da estreia, altamente aclamada, From Worry To Shame, de 2018 e é uma obra bem demonstrativa da capacidade de crescimento do coletivo, explorando sonoridades mais profundas e emotivas. Esta beleza delicada foi cuidadosamente capturada por Greg Thomas (END, Misery Signals) e Chris Teti (The World Is A beautiful Place & I Am No Longer Afraid To Die) nos Silver Buller Studios entre dezembro de 2019 e março de 2020, sendo lançado a 16 de julho.

 


Os Obscenus são, sem sombra de dúvidas, uma das bandas Açoreanas mais reconhecidas do heavy metal e uma referência na onda gothic doom metal regional e nacional. Nos anos 90 editaram as suas únicas duas demo-tapes, Salvatore (1996) e Nocturnus Exordio (1997), tendo obtido excelentes críticas que cimentaram o seu nome no underground português. Duas mini-digressões pelo continente ajudaram também a tornar os Obscenus num dos principais porta-estandartes do metal açoriano em Portugal. No entanto, a ida de dois membros da banda para o continente por motivos académicos, levou ao fim do coletivo e ao esfumar do sonho da gravação de um álbum. Agora, a Azorean Heavy Metal 1980-2000 Collection vem, através do seu Volume #4, reeditar as duas demo-tapes da banda, contribuindo para o reavivar da sua memória, ou nalguns casos, dá-la a conhecer pela primeira vez. Este registo está disponível através da Mars Produtions e do Museu do Heavy Metal Açoriano, mas pode também ser encontrada nas lojas oficiais Bunker Store e Glam-o-Rama Rockshop, ou até mesmo nos catálogos de distribuição da Miasma of Barbarity Records, Larvae Records ou Gruesome Records.


Notícias da semana – 26 de junho de 2021


Já está disponível, desde o dia 28 de maio, numa edição Oblivion/SPV nos formatos CD e vinil, o novo trabalho dos mestres do metal industrial alemão Die Krupps. Neste álbum intitulado Songs From The Dark Side Of Heaven, a banda que afirma ter criado o estilo em 1990, presta homenagem aos seus heróis em 10 versões de temas tocados no seu registo. A primeira versão a surgir foi Chinese Black, original dos holandeses Neon Judgement. Mas como evoluir da pandemia e com a morte a atingir alguns amigos, os Die Krupps decidiram avançar com um álbum de versões de temas que lidassem com o espectro da morte. Assim, para além do citado tema dos Neon Judgement, o álbum contempla versões de canções de Sparks, Devo, Blue Öyster Cult, Gang Of Four, The Stranglers, Queen, B-Mobie, Fad Gadget e MCL. Para engrandecer o ambiente, a banda conta com a colaboração de alguns convidados, como Jyrki69, James Williamson, Big Paul Fergunson e Ross The Boss.

 


Já foi lançado ontem o segundo disco dos italianos Ozora, intitulado Angelica, numa edição a cargo da Rockshots Records. O sucessor de Perpendicolari, de 2017, foi registado nos Fusix Studio de Andrea Fusini e, avança a banda, é um manifesto de fragilidade, raiva, esperança, alegria e construtividade. Os Ozora são compostos por Paolo Marreddu (guitarras), Luca Imerito (baixo), Danilo Saccotelli (bateria) e Davide Conti (vocais, sintetizadores e efeitos). O primeiro single é Vista Mare e pode ser visualizado aqui.

 


Os Sign X são uma das mais excitantes novas bandas da Alemanha e provou isso com o seu álbum de estreia, Like A Fire, lançado em 2019 via Pride & Joy Music. Atualmente, o coletivo em torno do extraordinário vocalista Sebastian Zierof, já está a trabalhar num sucessor desse excelente disco que deverá estar nas lojas em fevereiro do próximo ano. No entanto, como forma de avanço, já está disponível, desde ontem, o vídeo para o tema Back To Eden, o seu primeiro single.

 


Os Moonspell revelaram mais alguns detalhes a respeito da reedição do seu icónico álbum de 1996, Irreligious. O segundo álbum da banda de Fernando Ribeiro conta com clássicos como Opium, Raven Claws, Herr Spiegelman, Mephisto ou Fullmoon Madness o que fez com que este álbum se tenha tornado um arquétipo de gothic metal e que influenciou as gerações seguintes. Esta reedição via Alma Mater Records (a própria editora da banda) sob cortesia da Century Media Records, acontece a 29 de outubro numa Deluxe Box limitado a 250 cópias numeradas à mão, em LP e em cassette.

 


Conhecidos pela sua energia e pela postura old-school, os Rebel Priest já lançaram, até à data, três álbuns e têm a caminho um novo lançamento – um EP de 4 temas intitulado Lost In Tokyo. O primeiro single é o tema-título, uma história em torno das primeiras duas noites que a banda passou na capital japonesa e que se revela uma guia de sobrevivência na baixa da cidade. Lost In Toky estará nas lojas a 13 de agosto, via Batcave Records. A sua caraterística de thrash ‘n’ roll, torna a banda adequada a fãs Motörhead, ZZ Top e Rose Tattoo.

 


Quase 30 anos depois do seu lançamento original, a Universal Música irá proceder à reedição de Back To The Light, primeiro álbum a solo de Brian May. Este lançamento chegará às lojas a 6 de agosto nos formatos CD, vinil, vinil picture disc, cassette, download digital e streaming. Mesmo considerando o tempo passado, Back To The Light é um testamento íntimo e expansivo do talento e tenacidade de um dos maiores guitarristas e compositores da sua geração e conta com temas imortais como Too Much Love Will Kill You, Driven By You, o próprio tema-título, Resurrection e a instrumental Last Horizon. O teaser pode ser visto aqui.

 


Dragon’s Kiss é uma banda formada em 2013 por Hugo Conim (Dawnrider, Son Of Cain, Clockwork Boys) e Adam Neal (Savage Master, Hookers, ex-Nashville Pussy). O som do projeto é influenciado entre o Heavy Metal clássico e o Speed Metal dos EUA dos anos 80, com letras apocalípticas sobre um mundo devastado depois de uma terceira guerra mundial em que nada interessa senão a sobrevivência. O primeiro single saiu em dezembro de 2013 pelas editoras Helld Prod e Non Nobis Productions, o álbum de estreia foi lançado em 2014 pela editora alemã Killer Metal Records e a estreia da banda ao vivo foi em abril do mesmo ano no Bafo de Baco, em Loulé com Bob Wayne. Durante os anos seguintes a banda esteve bastante ativa, tendo tocado com Night Demon, Entombed AD, Bob Wayne, entre outros. Agora, a 26 de julho de 2021 a Firecum Records reedita o álbum Barbarians Of The Wasteland em vinil e em outubro de 2021 sairá mo EP The Last Survivors com 4 músicas novas.

 


A banda lisboeta Alves Baby acaba de lançar o primeiro single do seu muito aguardado álbum Bonito Serviço. O tema Sarrafo já se encontra disponível em todas as plataformas digitais de música. A banda lisboeta encontra-se neste momento a ultimar a gravação e edição do álbum Bonito Serviço, que deverá estar disponível ainda em 2021. Com uma sonoridade assente no rock instrumental alternativo, os Alves Baby prometem trazer uma fresca e nova abordagem ao género. Afinal, trata-se de uma banda que faz das narrativas construídas sem voz, mas com uma enorme paleta de vocábulos sonoros, o seu modus operandi. Com influências demasiado grandes para nomear, os Alves Baby fazem canções em rock instrumental, com influências de rock alternativo, indie rock, música ambiente, space rock, neopsicodelia, dream pop, shoegazing, chillwave ou tudo aquilo que se lhes queira ser apontado. Bandas como os portugueses Linda Martini ou os escoceses Mogwai podem ser consideradas como influências.

 


A 28 de dezembro de 2019, Marta Ren concretizou um sonho antigo: inundar a Avenida dos Aliados no Porto com uma onda de groove ao lado de uma das suas orquestras favoritas - a incrível Orquestra Jazz de Matosinhos. Foi uma noite mágica onde, juntos, recriaram o seu primeiro disco a solo, Stop, Look, Listen revisitando, também, alguns dos seus clássicos preferidos do cancioneiro americano. O seu registo em disco intitula-se Marta Ren convida Orquestra Jazz de Matosinhos ao Vivo nos Aliados e foi lançado a 18 de junho pela Rastilho Records.

 


Como forma de comemorar o 35º aniversário do lançamento do álbum Triumph And Agony, Doro Pesch irá lançar o álbum Triumph And Agony Live em vários formatos, onde se inclui CD, vinil, cassette, DVD, Blu-ray e numa caixa exclusiva. O lançamento desta obra acontecerá a 24 de setembro através da própria editora da vocalista germânica, Rare Diamons Productions. De acordo com Doro, tocar este lendário álbum ao vivo na sua totalidade era um sonho que se tornou realidade, pela primeira vez, no Sweden Rock Festival. Recorde-se que é neste álbum que estão hinos imortais como All We Are, Für Immer, I Rule The Ruins, Metal Tango, Three Minute Warning, Kiss Of Death e Touch Of Evil


Notícias da semana – 19 de junho de 2021


No ano passado, os suecos Hellbound lançaram o seu álbum Overlords. Agora, a sua editora, a Discouraged Records, promove o lançamento de uma versão limitada a 300 cópias em vinil purpura. A banda tem um futuro brilhante no cenário metálico e vai começar já numa apresentação ao vivo com os Amaranthe, Clawfinger e Feral no Skellefteå Metalfest, a 13 de setembro.

 


Os Dúbia, quinteto de pop rock almadense, lançaram finalmente ontem, o seu EP de estreia Adivinha em formato digital nas habituais plataformas de streaming. Após se darem a conhecer ao panorama musical português no passado dia 1 de maio com o videoclip Estamos Cegos, single de avanço para o EP que agora estreia, os Dúbia mostram finalmente todo a sua versatilidade musical em quatro temas cheios de energia, numa fusão rock/pop pouco habitual com algumas surpresas pelo meio. O tema título do EP, Adivinha, conta a participação especial da guitarra portuguesa de Bruno Chaveiro numa fusão única de tradição e modernidade.

 


Os Inner Axis entraram na primavera de 2021 com dois novos temas lançados em formato single digital, CD e maxi de 12’’. Para estes temas já contam com a prestimosa colaboração do novo membro, o guitarrista Nino Helfrich (também dos Iron Angel) e do baixista dos Annihilator Rich Gray. O artwork foi obra de Jan Yrlund. O tema principal é Midnight Hunter, cujo vídeo pode ser visto aqui. Algum material extra de vídeo deverá ainda, ser disponibilizado durante as próximas semanas.

 


Acabado de chegar e com os pés bem assentes na terra, God Villain alcança agora o universo digital com o álbum de estreia Down to Earth, disponível desde o dia 13 de junho. Um álbum complexo de 13 canções intemporais, escritas para todos. God Villain é o avatar do músico do Porto com um percurso no rock com mais de uma década. De momento utiliza o anonimato para expressar que qualquer um de nós pode ser um God Villain porque de alguma forma, em variadas circunstâncias somos vilificados. Produzido por Pete Bedevilleartwork a cargo de Travis Ballard, Down to Earth  contou com a participação dos músicos Gonçalo Salta (Ala dos Namorados, Ana Bacalhau, Mónica Ferraz) e Pedro Santos (Clã, Jorge Palma, Miguel Araújo). O tema Far Gone Youth pode ser ouvido aqui.

 


Novgorod é o título do álbum de estreia dos russos Sieta e é um disco conceptual histórico relacionado com a elevação da antiga cidade com o mesmo nome contra o batismo de Rus. Os Sieta são formados pelo guitarrista Sergey Stepanenko, pelo vocalista Aleksandr Mokin, pelo baixista Viktor Khaychenko e pelo baterista Artemiy Gorchakov. Novgorod tem edição a cargo da Earth And Sky Productions e pode ser ouvido aqui.

 


Bangkok Dollars são finlandeses e são a nova aquisição da Sliptrick Records. A banda é descrita como uma lufada de ar fresco no cenário hard rock/heavy metal pela sua forma única de unir passado e presente. Melodias e ganchos reminiscentes dos anos 80 e 90 são combinados com uma vertente mais moderna e agressiva aos quais ninguém ficará indiferente. A banda nasceu em 2013 e em 2019 lançou o seu álbum de estreia Roses And Ravens. Agora a editora italiana promove o lançamento do novo trabalho Lost Souls. Confiram aqui a banda ao vivo no The Rocks Helsinki 2020.

 


O coletivo de prog rock Dario And The Clear tem novo álbum no mercado intitulado Optic Nerve. Este é um disco onde se destaca o impressionante número de colaborações, algumas que já vinham dos álbuns anteriores e outras estreias. Dario conseguiu reunir os teclistas Jamie Peck e Natt Kerr, bem como os seus amigos de Woodstock, Tony Levin e Jerry Marotta; Trey Gunn também surge na guitarra; o engenheiro Eric Dalton, junta-se pela primeira vez no baixo e backing vocals, Robert Kopec no baixo elétrico e contrabaixo e Adam Siegel no saxofone alto. O resultado é Optic Nerve que combina prog, ambient e rock. O vídeo para This Moment já está disponível.

 


Os rockers teatrais Crosson lançam, na próxima semana, o seu álbum ao vivo Live At The Orpheum, via Galaxy Records nos formatos CD e blu-ray. Desde o seu aparecimento, os australianos já lançaram os explosivos álbuns Spreading The Rock ‘N’ Roll Disease (2016), Invincible (2018) e Rock ‘N’ Roll Love Affair (2020), tornando-se numa autêntica força do atual hard rock. E dado em que as solicitações para tocar na Europa, EUA e Rússia se têm acentuado precisamente numa altura em que as limitações impedem essas deslocações, os Crosson acharam pertinente dar algo aos seus fãs, lançando o seu primeiro álbum ao vivo captado no concerto realizado no The Orpheum Theatre em Sidney. Uma amostra pode ser vista aqui através do tema Money, Money, Money.

 


O lendário guitarrista Steve Hackett lança o seu novo álbum de estúdio e de rock Surrender Of Silence a 10 de Setembro via InsideOut Music. O álbum contém 11 novos temas nos quais Hackett trabalhou durante o confinamento. Aliás, o compositor britânico conseguiu, durante esse período, compor dois álbuns completos que são lançados no mesmo ano. Primeiro foi mostrada a sua vertente clássica-acústica em Under A Mediterranean Sky (lançado em janeiro) e agora surge Surrender Of Silence onde se mostra world music, com a descoberta de diferentes sonoridades, sentimentos e texturas, o que resulta num disco de rock extremamente variado, poderoso e belo.

 


Perennial Dawn é um novo trio de doom rock, formado por Valter Mateus (ex-Gangrena), Ricardo Silveira (Blame Zeus, ex-Gangrena) e Sandra Oliveira (Blame Zeus). Estes experientes músicos trabalham juntos em direção a sons e atmosferas mais melancólicas, para simultaneamente testemunharem o nascer de um novo dia e permanecerem num eterno crepúsculo. Uma ambiguidade de sons pesados que viajam entre meia-luz e semi-escuridão, libertando os ouvintes daquilo que é esperado e apresentando-lhes um mundo diferente, onde o certo e o errado não existem, e onde a luz e o escuro se fundem e confundem. Atualmente a banda prepara o lançamento de dois singles de apresentação: Even If It Kills You e Envisioning The Flames, cuja produção estará a cargo de Ricardo Fernandes, do Dynamix Studio e que estarão disponíveis em todas as plataformas digitais.


Notícias da semana – 12 de junho de 2021

À medida que nos aproximamos do lançamento de Vanagandr, primeiro álbum dos Thyrfing em oito anos, e com as reações já obtidas aos singles Döp Dem I Eld e Jordafärd, percebe-se que este regresso está a ser aguardado com enorme expetativa. Nessa sequência, Järnhand, o seu novo single que saiu ontem via Despotz Records mostra um lado bastante familiar da sua forma única de criar viking/pagan metal. Com uma distribuição equitativa surgem passagens melódicas, power dinâmico, blast beats e groove.

 


Depois de 11 anos de carreira, vários álbuns e singles lançados e algumas paragens, estava na altura de um novo capítulo na história dos punk rockers alemães Drunken Swallows. E esse capítulo intitula-se Herzlaut e é o novo álbum que sai a 20 de agosto pela Metalville Records. A coleção de canções aqui presentes segue a tradição da banda – rápidas, pesadas, com riffs de guitarra, mas também com tonalidades soft. Virtualmente, algo para todos. Os Drunken Swallows são Frank Hoffmann (guitarra ritmo, vocais principais), Dennis „DeeDxg“ Lindner (guitarra solo, backing vocals), Phil Neumann (baixo, backing vocals) e Pit Weidemann (bateria). 

 


Oriundos de Cheyenne, Wyoming, os Fell Harvest já marcaram o seu lugar no mundo do doom metal. Primeiro introduziram-se a eles próprios em 2020 com o EP homónimo e agora surge o seu sucessor, Pale Light In A Dying World. A maioria dos temas deste álbum foram escritas pelo baixista/vocalista Joseph Fell, incluindo o primeiro single Titanicide, que é o tema de abertura e que pode ser ouvido aqui. O álbum foi misturado e masterizado por Alexander Backlund, o homem por trás do álbum The Blind Leading The Blind, dos 1914. Pale Light In A Dying World tem lançamento a 16 de julho e é recomendado para fãs de Paradise Lost, Opeth e My Dying Bride.

 


Demonstar é o nome do álbum que os russos Rubicon lançam a 16 de Julho via Rock City Music Label. O coletivo composto por Ivan "Ian" Bulankov (vocais), Dmitry "Belf" Safronov (baixo), Katerina Pobedinskaya (teclados) e Bob Saliba (guitarra solo e guitarra acústica) lança este novo registo com 11 temas, três anos após Welcome To Wasteland e para isso reuniu-se com um conjunto de convidados: Dmitry "KIV" Korolev, Richard Fisher, Vladislava Sahanevich, Xenia Vaulina e Humanoid Lambothrondth.

 


O criativo coletivo norueguês Leprous anunciou o lançamento do seu novo álbum de estúdio para 27 de Agosto, via InsideOut Music. O sucessor do aclamado Pitfalls de 2019 traz como título genérico Aphelion e foi gravado durante o último ano em três estúdios diferentes entre a Suécia e a Noruega. Mais uma vez, o álbum foi misturado por Adam Noble e masterizado por Robin Schmidt. Sobre este álbum, Einar Solberg diz que é um disco muito diferente. O mais recente vídeo dos Leprous é Castaway Angels cujo behind-the-scenes pode ser visto aqui.

 


Os Syndone lançaram esta semana o seu novo álbum conceptual intitulado Kãma Sutra. Este tema incluído no oitavo álbum dos italianos serve de pretexto para cravar as unhas em múltiplos assuntos, desde o amor entre duas pessoas até o herói contra o nazismo e outras histórias mais comuns. O teaser/making of do álbum pode ser visto aqui.

 


Assinado por Octávio Fonseca (um dos mais conceituados estudiosos e conhecedores da obra de Zeca Afonso) Uma Vontade de Música – As Cantigas do Zeca descreve, através de uma aprofundada e exaustiva pesquisa, o percurso deste nome ímpar, desde o seu início, enquanto intérprete e autor de Fados de Coimbra, passando pelas diversas fases em que recriou e reinventou por completo a música popular portuguesa, quer através de baladas, de canções, ou de cantigas de intervenção. Uma Vontade de Música - As Cantigas do Zeca nasceu a partir de um convite, endereçado pela Universidade Popular do Porto a Octávio Fonseca, no sentido de ministrar um curso sobre a obra musical de José Afonso, curso esse que acabaria por se converter numa série de conferências realizadas em diversos pontos do país. Daí o tom coloquial empregado neste livro, de modo a torná-lo acessível a todos os admiradores de Zeca.

 


Como parte da série Argonauta LTD100, levada a cargo pela editora italiana Argonauta Records, surge a colaboração com o coletivo Sonic Wolves, projeto italiano que inclui antigos membros dos Pentagram e Ufamammut. Esta série especial inclui lançamentos em vinil em edições limitadas a 100 cópias. No caso dos Sonic Wolves, este lançamento sucede aos dos Hebi Katana e Mitochondrial Sun. O som dos Sonic Wolves pode ser descrito como heavy groove, obscuro e sujo, fortemente inspirado no proto metal e no rock psicadélico dos anos 70.   

 


Os mais espetaculares e entretidos folk rockers medievais da Alemanha, os Feuerschwanz prevaleceram contra a paralisação pandémica e irão lançar Die Ietzte Schlacht, em BlueRay, DVD e CD, um trabalho que regista as suas duas mais recentes aparições virtuais ao vivo. O lançamento deste tão aguardado produto está agendado para 6 de agosto via Napalm Records. Como convidados surgem Angus McFife (Gloryhammer), membros dos Saltatio Mortis e Patty Gurdy. O trailer pode ser visto aqui.

 


Os suecos Fran Mars lançaram um novo single para a canção Snö Pa Hawaii. Este é um tema forte que combina sentimentos profundos e obscuros com uma ligeira ironia, ao qual se associa um solo de guitarra poderoso. Adicionalmente, a produção enfatiza a bateria e a guitarra ritmo, que constituem a base do tema. Os Fran Mars nasceram em 2018 e são compostos por Sandra Lindfors (vocais), Alexander Söderlund (bateria), Joel Gerhardsson (baixo), Edvin Berggren (guitarras), William Markström (guitarras) e Edvin Ljungberg (sintetizadores).