Ópera Spectacular

Ópera Spectacular

Review: Words Untold & Dreams Unlived (Serenity)


Ponto Um: os Serenity são (ou eram) completamente desconhecidos para a grande maioria dos aficcionados; Ponto Dois: os Serenity são constituídos por cinco elementos todos eles sem qualquer relevância histórica no metal; Ponto Três: os Serenity são oriundos da Áustria, um país que, salvo raras e honrosas excepções, pouco ou nada tem dado ao mundo do metal; Ponto Quatro: Words Untold & Dreams Unlived trata-se do álbum de estreia do colectivo. Com estas premissas, este seria um álbum a não merecer grande atenção. Mas… Ponto Cinco: os Serenity apresentam como coroa de glória o terem compartilhado o palco com um tal senhor chamado Dio; Ponto Seis: os Serenity assinaram pela independente Napalm; Ponto Sete: Words Untold & Dreams Unlived tornou-se numa prioridade para a editora austríaca. Bom, com estes novos dados, talvez o álbum mereça atenção. E de facto merece porque esta é uma das mais bem conseguidas estreias dos últimos tempos. O colectivo navega por uma sonoridade próxima do progressivo, tendo como principais referências Kamelot, Symphony X e, até pontualmente, Communic na parte instrumental e Sonata Arctica em termos vocais. Mas é um metal progressivo algo distante dos parâmetros a que estamos habituados: muita melodia, algumas (felizmente poucas) vozes guturais, coros e temas relativamente curtos para o estilo (o mais longo não atinge os sete minutos de duração). As sucessivas alternâncias entre as partes mais pesadas com as mais melancólicas e calmas, recorrendo, frequentemente, a pianos e guitarras acústicas são outra das mais-valias deste trabalho. Mario Hirzinger, o teclista de serviço, é o principal elemento a ajudar a criar atmosferas fabulosas, mas a voz forte, colocada e muito melódica de Georg Neuhauser, também contribui para o excelente desempenho final. Destaques para Dead Man Walking, Forever, Circle Of My 2nd Life ou Engraved Within. Uma palavra final, para o espectacular trabalho artístico da capa a demonstrar uma enorme capacidade criativa aliada a um extremo bom gosto.


Nota VN: 16,67 (14º)

Comentários