Passatempo Awfully Good Records

Info-Reviews - Dezembro 2017 (I)

Proto Mundi/Doomsday Vault (ANTOINE FAFARD)
(2017, Timeless Momentum)
O virtuoso baixista canadiano radicado no Reino Unido, Antoine Fafard, está de regresso com um pack que inclui dois CD’s. O primeiro, intitulado Proto Mundi, traz três temas originais; o segundo, Doomsday Vault, traz 15 temas, sendo 11 remixes de temas que já haviam surgido nos trabalhos anteriores e quatro originais. Destes quatro originais, três incluem o novo membro do projecto, o violinista Jerry Goodman e o quarto conta com Chad Wackerman na bateria. Proto Mundi é a primeira experiência conceptual de Fafard, com três temas – que correspondem a três capítulos da história - espalhados ao longo de cinquenta minutos de música. Mais uma vez esperem momentos de elevada craveira técnica com monstruosos desempenhos de todos os músicos envolvidos e onde o baixo, naturalmente, assume um papel importante. [5.1/6]


The Adventures Of Zodd Zundgren (THE ED PALERMO BIG BAND)
(2017, Cuneiform Records)
Frank Zappa e Todd Rundgren. São estes os nomes que Ed Palermo e a sua big band escolheram para executar neste novo disco. São 25 temas que alternam entre os originais de ambos os lendários músicos, executados de forma sublime como só a big band de Ed Palermo consegue fazer. Um disco para quem gosta de Zappa e de Rundgren; para quem gosta de Ed Palermo; para quem gosta de exercícios de variações e improvisações; para quem gosta de rock; para quem gosta de experimentação; para quem gosta de big bands; no fundo, para quem gosta de boa música. [5.3/6]


Soulful Christmas (JENNIFER SARAN)
(2017, Tarpan Records)
Jennifer Saran deve gostar mesmo do Natal pois Soulful Christmas e já o seu segundo registo sobre o tema, depois da estreia em 2015 intitulada Merry Christmas, You Are Loved. Este é, também, o segundo lançamento da cantora norte-americana sedeada em Hong Kong, neste ano. Soulful Christmas é um disco suave, com frequentes recursos a elementos soul da Motown (até aqui colaboram os The Temptations no tema Christmas Lover). Um disco com belas melodias e para ser apreciado em família durante a ceia de Natal. [4.6/6]


Sundus Abdulghani & Trunck (SUNDUS ABDULGHANI & TRUNK)
(2017, Kozmik Artifactz Records)
Com membros dos Gin Lady, Black Bonzo e The Blue Rain, Sundus Abdulghani & Trunck é um novo projeto sueco que navega nas águas turvas e nas margens enevoadas de um rock retro, com riffs anos 70 e muito soul e funky nas suas composições. Mas o seu som meio psicadélico ainda está muito preso às suas influências (principalmente Blues Pills) e um pouco mais de identidade seria desejável. Ainda assim, as harmonias ácidas de um tema como Black Magic Man fazem prever que a banda tem potencial para evoluir. [4.8/6]


Live In Piacenza (GREG LAKE)
(2017, Manticore Records)
Live In Piacenza foi gravado a 28 de novembro de 2012 num esgotado Teatro Municipale em Piacenza, Itália e regista uma noite mágica, onde Greg Lake levou a sua tour Songs Of A Lifetime a um patamar superior de paixão. Exclusivamente neste espetáculo, Lake contou com três convidados de excelência – Aldo Tagliapietra, dos Le Orme; Bernardo Lanzetti, ex-PFM e atual Acqua Fragile e o novo talento que é Annie Barbazza, nomes que ajudaram este espetáculo a ser ainda mais especial e raro. [5.0/6]

Comentários