Reviews - Junho (V)


Heavy Birthday II & III (KARO)
(2019, Pride & Joy Music)
Para os mais desatentos, Heavy Birthday foi o primeiro álbum que os berlinenses Karo lançaram, decorria o ano de 1988. O que foi mantido em segredo é que, entre 1987 e 1989 a banda gravou mais de trinta canções, das quais apenas 10 surgiram nesse primeiro disco. Recentemente, surgiu a ideia de colocar no mercado este duplo CD que reúne muitos desses temas. Mas com os falecimentos de Erich Holstein (guitarras) e Ronald Bosien (bateria), este acaba, também, por ser o adeus dos Karo e, como eles próprios afirmam, com este duplo disco acende-se a última vela. Uma vela de hard FM muito orientado para as ondas radiofónicas e com forte ênfase nos teclados. [69%]


Awaken (REALITY SUITE)
(2019, Lions Pride Music)
Depois uma década envolvidos no rock melódico, os Reality Suite – banda de Nova Jersey que reúne elementos de diversas outras bandas – está aí para provar que o rock não está morto com o seu novo disco Awaken. Este é um disco onde a componente clássica do rock está mais esbatida em detrimento da sua postura mais moderna e contemporânea, com uma atitude claramente in your face e até de provocação. Os vocais femininos e as estruturas das canções colocam os Reality Suite próximo de muitas bandas mais ou menos mainstream, como Evanescence ou Lacuna Coil, por exemplo, salvaguardas as devidas distâncias. Independentemente de algumas malhas razoáveis e um par de bons solos, a verdade é que ainda falta muito aos Reality Suite para se tornarem uma banda equilibrada, competente e coesa. [55%]


Rebel Dayz (NITROGODS)
(2019, Massacre Records)
Apertem os cintos – os Nitrogods estão de regresso com o seu quarto álbum e, como é tradição, um disco totalmente escrito, gravado e produzido pelo trio. Rebel Dayz marca, também, a estreia dos alemães para a Massacre Records e volta a mostrar uma clara influência de bandas como Motörhead onde um rock ‘n’ roll sujo com riffs crus e ásperos, marcam pontos. Ainda assim, os Nitrogods entraram num ciclo de onde não parecem ser capazes de sair. Por isso, Rebel Dayz não traz nada de novo que já não pudéssemos encontrar em Roadkill BBQ, ao mesmo tempo que a aposta sistemática em temas muito curtos e diretos começa a revelar-se algo limitada. Resultará bem ao vivo, certamente, mas o ouvinte que está a apreciar este CD em casa, notará a falta de muita coisa. [60%]


iLLadvised (ZEBRA LIBRA)
(2019, Independente)
João Costa (vocais e guitarras), Henrique Martins (baixo) e Dave Amorim (bateria) são o power trio com o nome de Zebra Libra proveniente da zona de Sto. Tirso. iLLadvised é o título deste cartão-de-visita que, em 18 minutos, apresenta cinco temas de base focada no rock mas com diversificadas tendências a essa base conectadas. Do funk ao punk, os cinco temas de iLLadvised são uma boa primeira amostra onde fica bem patente que o trio tem ideias e dinâmicas interessantes aplicadas sobre uma atitude de bastante energia. Estes Zebra Libra são mais um jovem nome a acompanhar e espera-se algo mais substancial em termos de quantidade de músicas para se confirmar o talento entretanto aqui demonstrado. [69%]


Anthology (PHENOMENA)
(2019, Cherry Red Records)
Para comemorar o 25º aniversário, a Cherry Red Records preparou uma antologia do projeto Phenomena. E foi o próprio Tom Galley quem pessoalmente escolheu a tracklist. Anthology inclui o hit single Dit It All For Love com John Wetton nos vocais bem como alguns temas raros como Assassins In The Night, Running With The Pack ou Stealing Heaven. Incluido está também uma versão remix rara de Dit It All For Love e uma outra versão remix, nunca antes lançada, de Still The Night. Mesmo considerando que se trata de um razoável conjunto de temas, a verdade é que ainda no ano passado a editora britânica procedeu à reedição dos três primeiros discos do projeto, aqui sim, num meritório trabalho de recuperação. Por isso, não se percebe muito bem esta insistência no trabalho dos Phenomena com uma antologia que nada acrescenta às referidas reedições. As versões remix são perfeitamente dispensáveis, salvando-se os três temas raros. [64%]

Comentários

DISCO DA SEMANA VN2000: Demonology (MELODIUS DEITE) (Art Gates Records)

MÚSICA DA SEMANA VN2000: As Above, So Below (HARTLIGHT) (Kvlt und Kaos Productions)

GRUPO DO MÊS VN2000: Alpha Warhead