Ópera Spectacular

Ópera Spectacular

Review: The Final Stage (DISTANT PAST)


The Final Stage (DISTANT PAST)

(2021, Pure Steel Publishing)

[Lançamento: 26/março/2021]

 

Entre 2002 e 2016, os Distant Past estiveram ativos como projeto de estúdio e desta forma lançaram três álbuns. Em 2019, os dois membros que também fazem parte dos Emerald, Jvo Julmy (vocais) e Adriano troiano (baixo) finalmente conseguiram juntar um line-up que lhes permitiu encarar uma nova fase na carreira dos suíços. E essa nova fase começa, precisamente, com o álbum The Final Stage. Para já desconhecemos se este título é ou não premonitório em relação à fase em que a banda se encontra, mas atendendo à sua qualidade intrínseca, queremos acreditar que não. De facto, The Final Stage é composto por temas de heavy metal tradicional incrivelmente catchy, com ritmos e melodias da escola dos Judas Priest e Iron Maiden e com solos espetaculares. Em relação ao seu passado, os temas são mais curtos (excluindo uma malha como Dawn City que ultrapassa os sete minutos), mais acessíveis e a sonoridade geral é forjada como uma unidade coesa. E isso nota-se logo em Kill The Dragon, uma abertura que, logo ali, agarra o ouvinte. E, depois, a banda, como já referimos, não se perde por caminhos desnecessários. Vai ao que interessa, de forma direta e com intensidade. Por isso, The Final Stage é um disco que se ouve muito bem, que se absorve na sua totalidade e que deverá agradar sobremaneira aos fãs do metal tradicional dos anos 80. Claro que um pouco mais de diversidade seria benéfica, mas este disco procura a satisfação de quem toca e quem ouve. E, pelo menos da nossa parte, isso foi amplamente conseguido. [89%]

 

Highlights

Kill The Dragon, Staring At The Stars, Dawn City, Queen Of Sin, Path Of Fate

 

Tracklist

1. Kill The Dragon

2. Staring At The Stars

3. Queen Of Sin

4. Fall From Glory

5. I Am Omega

6. The Power Of Evil

7. The Final Stage

8. Dawn City

9. World Of Wires

10. Path Of Fate

 

Line-up

Jvo «Jay Jay» Julmy – vocais

Adriano Troiano – baixo

Ben Sollberger – guitarras

Lorenz Laederach – guitarras

Remo Herrmann – bateria

 

Internet

Bandcamp   

Youtube   

Website   

Facebook   

 

Edição

Pure Steel Publishing   

Comentários