Review: Dark Emotions (ON THE LOOSE)

 


Dark Emotions (ON THE LOOSE)

Independente

Lançamento: 07/abril/2023

 

O álbum homónimo do ano passado dos On The Loose deixou toda a gente surpreendida. E Marco Marouco não perdeu tempo e já aí está o seu segundo trabalho intitulado Dark Emotions, um disco com bastante mais dinâmica e amplitude. Na nossa opinião alguns aspetos contribuem para tal. Antes de mais, a chamada de João Covas para o baixo, libertando Marco apenas para as funções de guitarrista. Dois instrumentos que ganham outra dimensão neste álbum. Depois, não sendo de estranhar, por ser habitual, uma referência para o fantástico desempenho da bateria, cortesia do repetente João Ventura. Muito dinâmica, cheia de feeling e capaz de encher cada espaço das canções de uma forma brilhante, utilizando todos os recursos à sua disposição. Finalmente a mudança de vocalista de Flávio Lino para Pedro Fialho Jesus. Não beliscando a capacidade do Flávio (que é imensa e reconhecida por todos), Pedro Jesus traz outra identidade. Não está muito longe do registo do seu antecessor, é certo, mas torna-se, menos colado a Bruce Dickinson. E isso revela-se uma vantagem nestas composições de cariz mais doom. Este é um disco que vai em crescendo, com uma segunda metade com bastante mais impacto. Ainda assim, os coros épicos que abrem Hearth Of Dead Ashes são dos momentos mais belos deste disco. Da mesma forma que as passagens de spoken word reforçam a componente poética. Já Soliloquy In The Afterglow injeta vocais angustiantes que já haviam sido experimentados em Midnight, embora, agora mais controlados. Ainda na primeira metade, Frozen Lassitude é uma belíssima canção de metal tradicional de tendência baladesca. Mas, de facto, será a partir de Occlusion Of Equilibrium onde todos os trunfos são jogados. Daí até ao final são quatro temas grandiosos nas estruturas e nas emoções. Seja no desenvolvimento dos arranjos ou dos solos; nos inesperados tons sulistas a abrir Bog Whispers (faixa onde volta a surgir o spoken word) ou no groove doom bluesy do encerramento, Black Evil Dwells In Men. Mas, acima de tudo, é nessa obra-prima que dá pelo nome de A Stroll Along The Shoreline, onde os On The Loose atingem o seu mais brilhante momento. O dueto entre Pedro Jesus e Diana Piedade (ex-Kraken e ex-A Tree Of Signs) é arrebatador, mas não deve ser esquecida toda a evolução da composição, nem o trabalho jazzístico dos arranjos, onde a dupla baixo/bateria atinge níveis de uma rara genialidade. Dark Emotions é um disco que se revela ser a sequência da estreia, mas que também deixa bem notória uma boa dose evolutiva. Embora o registo continue a ser influenciado pelo doom metal dos Candlemass (essencialmente da fase Epicus Doomicus Metallicus), injetado de elementos épicos e de uma clara base de NWOBHM (nomeadamente dos Iron Maiden, na sua fase Paul Di’Anno), há em Dark Emotions momentos e movimentos que nunca existiram em On The Loose. O que reforça esse aspeto de continua evolução. [91%]

 

Highlights

Hearth Of Dead Ashes, Occlusion Of Equilibrium, Bog Whispers, A Stroll Along The Shoreline, Black Evil Dwells In Men

 

Tracklist

1.      Hearth Of Dead Ashes

2.      Soliloquy In The Afterglow

3.      Chasm Of Fallen Illusions

4.      Frozen Lassitude

5.      Wandering Echoes

6.      Occlusion Of Equilibrium

7.      Bog Whispers

8.      A Stroll Along The Shoreline

9.      Black Evil Dwells In Men

 

Line-up

Marco Marouco – guitarras

João Ventura – bateria, backing vocals

Pedro Fialho Jesus – vocais

João Covas – baixo

 

Convidada

Diana Piedade – vocais (8)

 

Internet

Bandcamp   

Facebook   

Youtube   

Spotify   

Comentários

DISCO DA SEMANA VN2000: Miracles Beyond (INTELLIGENT MUSIC PROJECT) (Intelligent Music)

MÚSICA DA SEMANA VN2000: I'm So Sorry (SOULLINE) (Massacre Records)

GRUPO DO MÊS VN2000: Alpha Warhead