Review: Apocalypse Conspiracy (APOCALYPSE CONSPIRACY)

 


Apocalypse Conspiracy (APOCALYPSE CONSPIRACY)

Independente

Lançamento: 08/setembro/2023

 

A ideia já andava a germinar há algum tempo, mas só após a pandemia se concretizou nos Apocalypse Conspiracy, uma nova banda de thrash metal oriunda do Algarve. E, pela análise do seu álbum de estreia, cujo lançamento foi o culminar de um processo extremamente rápido, dá a ideia de que, efetivamente, muitas destas músicas tiveram o tempo suficiente para marinar e crescer. Por isso, Apocalypse Conspiracy é um disco com uma consistência de tal forma marcante que é raro ver em trabalhos de estreia. São nove temas todos eles marcados por fortes ritmos, apoiados por down picking, linhas melódicas bem trabalhados e excelentes solos quase sempre muito pouco óbvios e, muitas vezes, a soltarem aqueles agudos cortantes que vêm dos Slayer. Musicalmente falando, para além desse lendário nome, o thrash dos Apocalypse Conspiracy também se orienta por outros clássicos: o da Bay Area, com Testament e Exodus, aos quais se adicionam algumas pitadas da sonoridade Nova-Iorquina (Overkill), nomeadamente ao nível do baixo cheio e de algumas guitarras mais fragmentadas. Para além da abordagem clássica, os algarvios conjugam bem a sua sonoridade com momentos de um thrash de uma geração posterior à citada, carregado de groove e afinações graves, numa linha Lamb Of God ou Machine Head. Fundamental neste sólido registo, marcado por um forte equilíbrio entre todos os temas, são as dinâmicas criadas por uma secção rítmica não exageradamente demolidora, mas precisa e consistente e por uma dupla de guitarras com um espetacular trabalho ao nível dos riffs, das harmonias e, como já referimos, dos solos. Não deixa de ser curioso verificar que quase todos os temas começam por samples que foram trabalhados e manipulados por forma a servir de introdução ao conteúdo conceptual do tema em si. Este é apenas mais um aspeto que demonstra o extremo cuidado como o quarteto trabalhou em Apocalypse Conspiracy. E o resultado fica bem patente: mais uma obra poderosa e de extrema qualidade a sair do metal nacional. [90%]

 

Highlights

Virus, The Reaper, Radioactive Chaos, Resist, Anonymous

 

Tracklist

1.      Resist

2.      Virus

3.      No One One Wins

4.      The Reaper

5.      Servant Of Evil

6.      Lies

7.      Deathwatch

8.      Anonymous

9.      Radioactive Chaos

 

Line-up

Pedro Marreiros – vocais, guitarras

Mike Volmer – guitarras

Rúben Sardinha – baixo

Angêlo Guerreiro – bateria

 

Internet

Bandcamp   

Facebook   

Youtube    

Spotify   

Comentários

Enviar um comentário

DISCO DA SEMANA #29 VN2000: Blood On Canvas (DARKNESS) (Massacre Records)

MÚSICA DA SEMANA #30 VN2000: Nocturne (SUNBURST) (Inner Wound Recordings)

GRUPO DO MÊS #07 VN2000: .CRUZAMENTE