sábado, 24 de maio de 2008

Review: Confessions (Grankapo)


Em todos os estilos de arte, de quando em vez surgem as modas. Estas vêm, vão e depois só restam os melhores. Serve esta introdução para referir que no rock mais pesado em Portugal se vive uma dessas fases de moda. Os colectivos que praticam hardcore, metalcore e sei lá mais o quê core crescem como cogumelos em Outono húmido. Os lançamentos sucedem-se a um ritmo pouco habitual para o nosso país e pouco adequado ao nosso mercado. Agora surgem os Grankapo, com o seu segundo trabalho, que demonstram o habitual: atitude, poder sonoro e mensagem. Mas será mesmo o habitual? Talvez não. Os Grankapo não apostam tanto na velocidade e na brutalidade, mas sim no groove. Com a curiosidade de os primeiros seis temas não existirem, o álbum começa à sétima faixa com Rise, um tema que ilustra bem os propósitos do colectivo: temas curtos, sem grande capacidade técnica, riffs directos e sem floreados, ausência total de solos. Tudo bons exemplos que podem resultar bem frente a um público sedento de saltos, mosh e outras coisas que tais, mas muito redutor para quem quer apreciar a música em casa. Ainda por cima com os 12 temas a passarem por nós sem nos apercebemos das diferenças entre cada um. Com excepção de My Son, onde se arrisca um pouco mais com a inclusão de momentos hip-hop, tudo o resto é demasiadamente igual para o seu próprio bem.


Tracklisting:
7. Rise
8. Man Killing Man
9. Back To Hell
10. Last Mistake
11. Who Are You Know
12. It Lives In Me
13. Confessions
14. 3 Words
15. Life Goes On
16. My Son
17. Look At Me
18. For Once In Your Life


Lineup: Lima (baixo), Miguel (guitarra), Rui Fac (vocais), Ivan (bateria), João (guitarra)

Website: http://www.grankapo.com/

Myspace: www.myspace.com/grankapo

Edição: Hell Xis (http://www.hellxis.com/)

Nota VN:
10,0 (16º)

Sem comentários: