quinta-feira, 24 de julho de 2008

Review: Insidious Awakening (Echidna)


Os Echidna já andam nisto desde 2001, quando, em Vila Nova de Gaia resolveram dar inicio ao seu projecto. Gradualmente o seu nome foi crescendo na cena underground e em 2006 gravam Tearing The Cloth que viria a ser editado em Janeiro do ano seguinte. As críticas positivas não se fizeram esperar, mas seria já este ano que os Echidna voltariam às gravações com Insidious Awakening. O resultado é um conjunto de nove temas poderosos, dinâmicos numa linha thrash/death metal claramente da escola europeia em geral e sueca em particular. Se procurarem similaridades (não cópias!) poderão chegar a nomes como Arch Enemy, Soilwork ou the Hauted. O que o quinteto gaiense nos apresenta é um conjunto de temas que alternam entre os muito rápidos e os meio-tempo, com umas vocalizações extremas mas com umas estruturas rítmicas bastante menos agressivas e muito apelativas. Aliás, refira-se que a técnica demonstrada neste trabalho ao nível da composição está muito acima da média das jovens bandas nacionais dentro do estilo. Awake, a faixa introdutória, deixa logo isso bem claro e To The Tomb Of Kings, o primeiro tema a sério, mostra logo que o patamar de técnica está muito elevado, chegando a ter contornos de progressivo. Os riffs são realmente muito bons e os solos longos, técnicos e plenos de precisão deixam-nos antever estarmos na presença de um (ou dois) guitar-hero. Ephemera é o melhor tema do álbum, bem secundado pela faixa que baptiza o álbum e pela longa No Lenience In The Final Judgement, um apoteótico final para um grande trabalho de estreia. Sem dúvida, Echidna um nome a reter!


Tracklisting:
Awake
To The Tomb Of Kings
Purifier
Anger Is My Drug
Ephemera
Insidious Awakening
Juggernaut
Evolution. Reload
No Lenience In The Final Judgement



Lineup: Frik (vocais), Miguel Pinto (baixo), David Doutel (guitarra), Pedro Lima (guitarra), Tiago Cardodo (bateria)

Website: http://www.echidnaband.com/

Myspace: www.myspace.com/echidna

Edição: Rastilho (http://www.rastilho.com/)

Nota VN: 15,5 (4º)

Sem comentários: