sexta-feira, 26 de março de 2010

Review: Focus (Audiovision)

Focus (Audiovision)
(2010, Ulterium)

Christian Liljegren tornou-se conhecido pelo seu desempenho em grupos como os Narnia ou Divinefire mas, a partir de 2003, decidiu seguir o seu próprio caminho e criar o seu próprio projecto. Assim nasceram os Audiovision que em 2004 se estreavam de forma positiva com The Calling onde participavam nomes como Bruce Kulick, Jeff Scott Soto ou Mats Léven. As solicitações para os Audiovision foram aumentando e Liljegren teve de optar, a partir de 2009, pela criação de uma banda completa que lhe permitisse actuar ao vivo, pondo assim, fim aos Audiovision como simples projecto de estúdio. Focus, o segundo álbum, surge agora aparecendo Liljegren acompanhado por elementos dos Veni Domine (Torbjörn Weinesjö, guitarrista e Thomas Weinesjö, baterista que também acumula nos Saviour Machine), dos Grand Stand (Olov Andersson, teclista) e do ex-Modest Attraction Simeon Liljegren no baixo. Com um line-up estável, os suecos conseguem publicar um álbum baseado nos monstros sagrados do heavy metal, onde o nome de Dio surge à cabeça, mas onde também podem ser encontradas referências a outros nomes grandes como, por exemplo Twisted Sister. Acima de tudo, Focus, assume-se como um trabalho bem escrito, bem produzido e, especialmente, bem cantado. De facto, é a voz que Christian Liljegren que mais sobressai no conjunto dos 11 temas (ou 10, se considerarmos que Focus é instrumental). Ele é o ponto mais alto deste colectivo, aquele que faz a diferença e que permite que Focus cresça de forma desmesurada ao longo da sua audição. Sem qualquer aviso prévio, Invitation, faz-nos o convite para assistirmos a este desfile de canções emotivas, ora rápidas ora a meio tempo, mas sempre bem conduzidas pela voz quente, de timbre agradável e sempre excelentemente colocada de Liljegren. Keep The Fire Burning mantém a chama acesa, mas, a partir de certa altura o álbum parece começar a tornar-se algo banal. Porque, apesar, de Focus seguir todas as regras estabelecidas não consegue libertar-se, explodir em algo inovador. Mas isto é apenas um breve espaço de ilusão, porque os Audiovision relegam para o final as mais brilhantes pérolas. Numa altura em que entra em campo outra referência, Scorpions, I Will Belong To You, The Way e The Gate revelam-se em toda a sua plenitude como momentos inesquecíveis que apetece ouvir até à exaustão. Ricamente construídos, melodicamente inteligentes, com a utilização de coros magníficos, este trio de temas brilhantes antecede um final tranquilo, contemplativo, com um tema curto e instrumental. Trata-se do final perfeito para um álbum, com alguns altos e baixos, é certo, mas que demonstra um enorme potencial e qualidade acima da média.

Track List:
01. Invitation
02. Keep the fire burning
03. We are not alone
04. The son will come
05. You are the reason
06. Fruit of love
07. We will go
08. I will belong to you
09. The way
10. The gate
11. Focus

Line up: Christian Liljegren (vocais), Torbjörn Weinesjö (guitarra), Simeon Liljegren (baixo), Olov Andersson (teclados), Thomas Weinesjö (bateria)
Myspace:
www.myspace.com/audiovisionsweden
Edição: Ulterium Records (
http://www.ulterium-records.com/)

Sem comentários: