quarta-feira, 9 de junho de 2010

Review: Shadowcast (Insidious Disease)

Shadowcast (Insidious Disease)
(2010, Century Media)

Insidious Disease reúne algumas lendas do metal extremo para publicar o que já foi considerado como o mais violento álbum de death metal de 2010. Formados em 2004 por Silenoz (Dimmu Borgir), Jardar (Old Man’s Child) e Tony Laureano (Angel Corpse, Nile), mais tarde juntar-se-iam a estes nomes Embury Shane (Napalm Death, Brujeria, Lock Up) e finalmente Marc Grewe (Morgoth), para, então, criarem esta estreia para a Century Media, denominada Shadowcast, um trabalho que, na opinião destes mestres, deve satisfazer o desejo de escuridão, ser mórbido e doente, pervertido e representar tudo o que de insano a mente humana pode albergar. E este Shadowcast é a prova banhada em sangue de que o quinteto completou com sucesso a sua missão e criou uma das maiores surpresas deste ano. Musicalmente e liricamente, Shadowcast é um violento passeio ao centro do mais honesto e brutal death metal que não deixará nenhum fã do género insatisfeito. Os Insidious Disease combinam o espírito obscuro e sinistro do death metal old-school com toques modernos bem doseados, sem que o som se transforme em algo muito polido ou melódico. Vocalmente Marc Grewe difere um pouco dos típicos vocalistas do género com o sistemático recurso a guturais, apostando em introduzir os seus gritos maníacos no som furioso do colectivo. Sendo que todos os ilustres membros deste colectivo já criaram extremos e diferentes sons ao longo das suas carreiras, neste Shadowcast eles provam que o seu conceito de death metal está próximo da perspectiva dos fãs: devastação e peso pintado com golfadas de sangue.

Track List:
1. Nuclear Salvation
2. Boundless
3. The Essence of Neglect
4. Abortion Stew
5. The Desire
6. Rituals of Bloodshed
7. Facemask
8. Value in Flesh
9. Abandonment

Line up: Marc Grewe (vocais), Silenoz (guitarras), Jardar (guitarras), Shane Embury (baixo), Tony Laureano (bateria)

Internet:
www.myspace.com/insidiousdisease

Edição: Century Media (
http://www.centurymedia.de/)

Sem comentários: