sábado, 17 de julho de 2010

Review: La Famiglia Superstar (La Famiglia Superstar)

Este colectivo com nome de concurso televisivo de sábado à noite e com um disco com uma capa politizada, e no qual, à partida ninguém repararia, sustenta por detrás dessas banalidades uma capacidade musical muito interessante. E para se desfazer o equívoco basta atentarmos nos nomes que compõem esta família, verdadeiramente superstar: nos vocais temos Terry Ilous dos XYZ, que também trabalhou com Black Sabbath, Stevie Wonder, Rod Stewart ou AC/DC; na bateria Atma Anur nome associado a Tony MacAlpine, David Bowie e Ritchie Kotzen; no baixo o sensacional Marc Mendozza, conhecido pelas suas prestações nos Thin Lizzy, Whitesnake, David Lee Roth ou Ted Nugent e finalmente Steve Saluto a nova revelação italiana da guitarra. Apresentados os executantes, falemos do que eles criam: hard rock, como se anteveria, com uma forte dose funky, o que os aproxima dos Extreme em muitos momentos. A nível individual nada há a apontar: as prestações são excelentes com especial destaque para o baixo cheio de Mendozza. Ao nível criativo é que as coisas nem sempre correm muito bem. Se há algumas faixas sensacionais, do que melhor se tem feito no hard rock nos últimos tempos (especial destaque para as duas primeiras Never Enough e Rain), outras há que deitam abaixo o álbum enquanto conjunto. Os temas acústicos, três no seu total, nada acrescentam e até se tornam enfadonhos como The Wind, ainda por cima cantado em francês. Neste particular, Closer é o mais bem conseguido. Cremos que a utilização dos temas acústicos faça parte da estratégia de manter a diversidade no disco. E isso até é salutar e a banda até consegue o seu objectivo com a inclusão de um tema excelente como I Come Around, retirado directamente do baú das memórias (Led Zeppelin e afins não andam muito longe). O problema é que logo a seguir no instrumental Visions, a banda aposta numa toada mais agressiva que parece de todo descontextualizada. Antes ainda, um dos momentos maiores deste trabalho: a versão em tons de soul de Here I Go Again (dos Whitesnake) realmente fantástica com uma demonstração da superior capacidade vocal de Terry Ilous e com um soberbo solo de baixo. No fundo a ideia que fica é que estes La Famiglia Superstar até poderiam ter criado um dos melhores discos do ano no seu segmento. Quiseram arriscar e ninguém os poderá condenar por isso, mas apenas conseguiram criar um trabalho demasiado heterogéneo que prejudica o conjunto. Mas que há aqui momentos de pura magia, não duvidem!

Track List:
1 Never enough
2 Rain
3 I miss you
4 What we gonna do
5 I come around
6 Closer
7 Can you tell me
8 Here I go again
9 The wind
10 Visions

Line up: Terry Ilous (vocais), Marco Mendonza (baixo), Steve Saluto (guitarras), Atma Anur (bateria)

Internet:

Edição: Heart Of Steel Records (http://www.heartofsteel.nzl.it/)

Sem comentários: