quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Entrevista - P. Paul Fenech

P. Paul Fenech é um nome mítico do punk/psychobilly que quer com a sua banda principal, The Meterors, que em nome individual deixará uma marca indelével no seu género. Numa altura em que a sua banda prepara mais um trabalho, assina mais uma obra emblemática em nome próprio, a sua oitava sob a designação de International Super Bastard. Parco em palavras o próprio músico falou com Via Nocturna.

International Super Bastard é já o teu oitavo álbum a solo. O que me podes dizer sobre este novo trabalho?
Como sempre há muita variedade, mas na minha mente está sempre o mandato para tocar rock n 'roll.

Em termos líricos, quais são os principais temas neste novo álbum?
Todos os principais: amores, morte, sexo, drogas etc.

Afinal quem são os International Super Bastards?
Não pode ser só um, afirmo isso e sinto-me orgulhoso.

Como decorreram os processos de escrita e gravação?
Como sempre, escrevo quase todos os dias por isso há sempre músicas ou ideias na minha cabeça. Como de costume, gravei no meu próprio estúdio Mad Dog, na Alemanha. Foi um trabalho a tempo inteiro, porque o meu espaço de trabalho está sempre disponível quando eu preciso dele.

Como tem sido, até agora, o feedback da imprensa e os fãs?
Para ser honesto não presto muita atenção a isso, mas toda a imprensa que li fez referências muito positivas.

Considerando que tens uma grande experiência como vês a actual cena punk/psychobilly no teu país e no mundo?
Não olho a cena no modo de saber como os outros estão. No meu caso, quer a solo quer com a banda vamos muito bem e de acordo com nossos planos

E sobre os The Meteors, como está a situação actual?
Melhor do que nunca! Estamos a trabalhar no nosso novo álbum Doing The Lords Working, está para breve um novo DVD, Pure Evil Live e mantemo-nos em tournée há bastante tempo.

A terminar, o que estás a preparar para levar este álbum para a estrada?
No momento estamos a ensaiar e faremos alguns espectáculos no final do ano.

Sem comentários: