quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Review - Abyss Masterpiece (Heavenwood)

Abyss Masterpiece (Heavenwood)
(2011, Listenable)

Os portuenses Heavenwood estão de regresso para aquele que é o seu quarto álbum de originais, segundo após o seu renascimento. E se Redemption era uma versão revista e atualizada dos velhos Heavenwood, abrindo a porta, embora não descaradamente a uns laivos de agressividade mais latente, Abyss Masterpiece representa o definitivo passo em direção a uma identidade própria. No entanto, o cordão umbilical que liga o coletivo a álbuns ícones do seu género, como Diva e Swallow, ainda não foi totalmente cortado. Temas como Once A Burden, Leonor (onde Miriam Renvag, dos Ram Zet executa um belíssimo dueto com Ricardo Dias, num tema com letra de Marquesa de Alorna, aliás como Goddess Presiding Over Solitude), Poem For Matilde e Like Yesterday são disso bons exemplos. Mas Abyss Masterpiece é muito mais que isso. É um disco que confirma o aumento de peso que a banda já tinha registado em Redemption, mas desta feita mais rico em termos estruturais e com arranjos sumptuosos e épicos, onde a vertente sinfónica está mais apurada que nunca, fator ao qual não será alheia a participação do compositor russo Dominic Joutsen. E é da junção desta vertente épica com poderosos riffs que transformam Abyss Masterpiece numa obra poderosa mas atraente; intensa mas bela. E fundamental para qualquer amante de dark metal.

Tracklisting:
1. The Arcadia Order
2. Morning Glory Clouds (In Manus Tuas Domine)
3. Goddess Presiding Over Solitude
4. Once A Burden
5. Winter Slave
6. Leonor
7. Poem For Matilde
8. Fading Sun
9. September Blood
10. Sudden Scars
11. Like Yesterday
12. Her lament

Lineup:
Ernesto Guerra (Vocais)
Ricardo Dias (Vocais/ Guitarra-Solo)
Bruno Silva (Guitarra-Ritmo)

Internet:



Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.

Sem comentários: