quinta-feira, 31 de março de 2011

Review - Malison Rogue (Malison Rogue)

Malison Rogue (Malison Rogue)
(2011, Inner Wound)

Os Malison Rogue são um dos nomes mais excitantes da nova vaga de metal sueco. Nascidos sob a designação de Ashes, rapidamente mudaram de nome para o atual, sendo que este álbum homónimo representa a sua estreia em termos discográficos. E desde a capa, ao tamanho do disco, até à música, com este quarteto parece que o tempo parou nos idos anos 80. O quarteto pratica um heavy metal verdadeiro, puro e tradicional. Os Malison Rogue não pretendem inventar nada, antes aplicar o que já foi feito, e bem, em novas, características e agradáveis doses de metal. Com isso, agarram o ouvinte, transmitindo boa disposição e entretimento durante um bom bocado. Refrão fortes, batidas ritmadas, melodias simples mas cativantes, solos apelativos, enfim, como toda a boa canção de heavy metal devia ser. A ponte para a modernidade é feita no épico Scars com a introdução de alguns coros operáticos, denotando a banda, algum cuidado na forma como também assimila tendências mais recentes. De resto, a fase inicial do disco, até à típica mas bem conseguida balada, My Mistakes, é muito agradável dentro dos aspetos já anteriormente referidos. A partir daí a banda promove alguma variabilidade que só engrandece mais um disco que parece ter vindo diretamente do passado. Claramente indicado para os mais saudosistas.

Tracklisting:
01. Friend or Foe?
02. The Pain You Cause
03. The Griever
04. My Mistakes
05. This Lonely Road
06. Scars
07. We're All Born Sinners
08. Everything Fades

Line-up:
Zeb [Sebastian Jansson] - vocais
Bjoerkborg [Jonatan Björkborg] - guitarras
Pete Fury [Petter Furå] – baixo
Doc [Jens Vestergren] – btareia

Internet:

Sem comentários: