quinta-feira, 26 de maio de 2011

Review: And Them Boys Done Swang (Electric Boys)

And Them Boys Done Swang (Electric Boys)
(2011, Escape)

Quem acompanha de perto os meandros do hard rock já deve ter ouvido falar dos Electric Boys, quanto mais não seja devido ao seu trabalho Groovus Maximus, de 1992. Bom, o que é certo é que os rapazes eléctricos, dois anos volvidos e com a edição de Freewheelin’ resolveram dissolver o projeto. Mais tarde, 2009 marca a reunião da banda, o lançamento de um Best Of e a presença no famoso Sweden Rock Festival. Agora, em 2011 com o line up original dos anos 80 regressam também às gravações originais com o trabalho com And Them Boys Done Swang, um disco acabadinho de sair dos compêndios de hard rock. Tudo o que os Electric Boys eram não foi perdido e aqui se mantém, daí o facto de termos nesta rodela um agradável conjunto de temas feitos como manda a tradição dos anos 80, cheios de groove onde nem falta a introdução de uma secção de metais (Rollin’ The World). A questão que agora se coloca é se face à onda revivalista que se vive, com o hard rock a ser recriado e reinventado a cada passo e por tanta gente, se ainda haverá espaço para este quarteto veterano que apresenta um disco que parece (e ainda bem, refira-se!) retirado do baú das velharias. A nós parece-nos que sim, face à competência demonstrada, à honestidade apresentada e à qualidade da maioria dos temas, muito diretos, sem desnecessárias complicações, bem puxados, bem ritmados e com melodias muito apelativas, claramente orientados para serem apresentados ao vivo.

Tracklist:
1- Reeferlord
2-My Heart’s Not For Sale
3-Father Popcorn’s Magic Oysters
4-Angel In An Armoured Suit
5-Ten Thousand Times Goodbye
6-The House Is Rockin’
7-Welcome To The High Times
8-Sometimes U Gotta Go Look For the Car
9-Put Your Arms Around Me
10-The Day The Gypsies Came To Town
11-Rollin’ The World
12-A Mother Of A Love Story

Line-up:
Conny Bloom – vocais e guitarras
Andy Christell - baixo
Franco Santunione - guitarras
Niclas Sigevall - bateria

Internet:

Edição: Escape Music

Sem comentários: