sábado, 25 de junho de 2011

Review: In A Perfect World (Karmakanic)

In A Perfect World (Karmakanic)
(2011, InsideOut)

Numa altura em que cada vez há mais gente a produzir progressivo, seja rock ou metal, numa desenfreada competição para ver quem consegue ser mais evoluído tecnicamente, Jonas Reingold, surpreende ao apresentar uma verdadeira obra-prima de rock progressivo orgânico, quente e, definitivamente humano. E por isso, In A Perfect World, quarto álbum do projeto, tanto tem de Ayreon ou Dream Theater como de Beatles, Yes ou Pink Floyd sendo que se baseia maioritariamente no rock dos anos 70. Num conjunto de sete temas, os Karmakanic assumem todas as suas influências sem qualquer pudor, misturam-nas e criam uma obra de diversas tonalidades. Os temas apresentam-se vestidos de muitas ambiências diversificadas, com diversas alterações rítmicas e estilísticas e muito dinamismo, ficando provado que a banda não tem qualquer problema em arriscar entrar em campos de diferentes sonoridades. O melhor exemplo surge em Can’t Take It With You onde se misturam mo mesmo caldeirão música contemporânea, ritmos sul americanos (aquele piano não anda muito longe de Solta-se o Beijo de Ala dos Namorados/Sara Tavares!), pinceladas de mornas cabo-verdianas, linhas vocais de graves  à lá Van Canto, tudo bem condimentado por riffs claramente hard rock. Este é o mais brilhante e genial tema de um disco composto por diversos pormenores de excelência que se cruzam de forma perfeita com grandes canções, desde o longo épico inicial, 1969 até ao fecho em jeito de blues com When Fear Came To Town, a mostrar Reingold num dos seus mais inspirados momentos criativos. E que não restem dúvidas: com álbuns como este, o mundo é, de facto, perfeito!
Tracklist:
1. 1969
2. Turn it up
3. The world is caving in
4. Can’t take it with you
5. There’s nothing wrong with the world
6. Bite the grit
7. When fear came to town
Lineup:
Jonas Reingold: baixo
Marcus Liliequist: bateria
Göran Edman: vocais
Lalle Larsson: teclados
Nils Erikson: vocais/teclados
Krister Jonsson: guitarras
Internet:
Edição: InsideOut

Sem comentários: