quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Entrevista: Supagroup

O rock’n’roll e o kung fu corre-lhes nas veias, mas é a praticar o primeiro que se destacam. Com um novo álbum na bagagem os Supagroup preparam-se para tomar de assalto o trono do hard rock europeu quando cá chegarem no outono para uma tournée de apresentação de Hail! Hail!. Um dos irmãos em torno de quem gira esta curiosa banda, Chris Lee, vocalista e guitarrista, apresentou-nos a banda e falou-nos do novo disco.

Os Supagroup não são muito conhecidos em Portugal, por isso podiam contar um pouco da vossa história?
O meu irmão Benji Lee e eu, Chris Lee, crescemos em Anchorage, Alaska. Mudamo-nos para Nova Orleães e começamos os Supagroup. Gravamos alguns discos e fizemos algumas tournées. Tocámos com toda a gente: Alice Cooper, Ted Nugent, Whitesnake, Foo Fighters, Queens Of The Stone Age, Eagles Of Death Metal, Driven By Truckers, Fu Manchu, Nashville Pussy, Supersuckers, COC etc.

Quem são os Supagroup atualmente?
O atual line up inclui-me a mim nos vocais e guitarras, Benji na guitarra solo, Brian Broussard no baixo e Leon Touzet na bateria.

O vosso nome, Supagroup, pode fazer alguma confusão com supergroup. Mas vocês não se consideram como tal, pois não (risos)?
Não, apenas achamos engraçado. Originalmente até apresentava a banda como lendas de rock mortas. “Viva Sras. E Srs., na guitarra Jimi Hendrix, nos vocais, eu sou o Bon Scott, na bateria Keith Moon”. Pensávamos que éramos muito espertos!

A respeito de Hail! Hail!, como descreverias este album?
É o nosso melhor disco. Estamos muito orgulhosos dele. Em Hail! Hail! não há fillers, apenas hits. Há, como sempre houve, temas standard de rock clássico, mas também há a adição de novos estilos: partes acústicas (And The Sun Will Still Shine), funky (Never Bring A Knife To A Gunfight), Led Zeppeliniano (The Bold). Mas, definitivamente, soa a Supagroup.

Este é um trabalho muito retro. Era o vosso objetivo desde o inicio da preparação do álbum? Quais são as vossas principais influências?
Nós não tentamos ser retro só por ser. Tentamos criar guitar rock baseado no blues e no boogie woogie. As nossas principais influências são AC/DC, Van Halen, ZZ Top e Led Zeppelin. Às vezes pode parecer retro, mas é apenas a combinação de Marshall, Gibson, Ampeg e baterias bluesy.

Como decorreu o processo de escrita?
Eu e o Benji trouxemos os riffs para todos os outros e trabalhamos sobre eles. Começámos a por diversas peças juntas e a estruturá-las. Começamos com os coros, depois escrevemos os versos. Finalmente, mostramos o resultado à secção rítmica e gravamos os temas.

E como decorreu o processo de gravação desta vez?
Foi fantástico! Tivemos muito tempo, uma vez que produzimos o disco nós próprios. Demorámos cerca de 6 semanas desde a fase das demos até enviarmos o trabalho para mistura. Esta esteve a cargo do Kevin Shirley (Iron Maiden, Led Zeppelin, Aerosmith).

Podes explicar o porque do rótulo de Kung Fu Rock’n’Roll?
O nosso pai é chinês e temos muitas gerações de mestres de kung fu na nossa linhagem. O próprio Bruce Lee é um parente distante, por exemplo. Mas, muitas pessoas na nossa família são grandes mestres. A nossa avó foi campeã nacional da China em duas modalidades nos anos 30. Como o kung fu, também o rock’n'roll requer centenas de horas de dedicação, prática, estudo e performance para se ser um mestre. Nós usamos o nosso tempo de prática para aperfeiçoar o nosso estilo de rock’n’roll em vez do kung fu, mas os princípios são os mesmos.

Sendo uma banda com algum reconhecimento na vossa região, todavia, a Europa ainda não está conquistada. Estão preparados para esse assalto?
Tem havido muitos pretendentes ao trono do rock’n’roll na Europa nos últimos 20 anos. Mas quer grandes bandas quer outras menos conhecidas não têm satisfeito totalmente. Não sei se não podem ou não conseguem. Agora, não há noutra banda como os Supagroup para os fãs de hard rock clássico na linha de Guns’n'Roses, Stones, Motorhead, AC/DC. A Europa está pronta para uma banda assim. Nós somos essa banda!

A terminar, há algum outro projeto em que estejam envolvidos?
Estamos a fazer um espetáculo de televisão sobre os Supagroup chamado Amped. Alguns webisodes podem ser visualizados em http://www.youtube.com/user/leifrswift67.

Sem comentários: