sábado, 17 de setembro de 2011

Review: Beyond The Shrouded Horizon (Steve Hackett)

Beyond The Shrouded Horizon (Steve Hackett)
(2011, InsideOut)
Steve Hackett é um nome que dispensa apresentações. Desde a sua presença, nos anos 70, nos Genesis que o seu nome é sinónimo de qualidade principalmente nos meandros do rock progressivo, se bem que a sua carreira a solo, iniciada em 1977, tenha passado por vários estilos desde o blues ao jazz e até à ethnic music. Beyond The  Shrouded Horizon é o sucessor do bem acolhido Out Of Tunnel’s Mouth de 2010 e apresenta-nos Hackett acompanhado da sua banda regular, a Electric Band, adicionado de um conjunto de músicos de eleição, donde destacaríamos Chris Squire no baixo e Simon Philips na bateria. Para este novo trabalho, sem surpresa, o músico britânico apresenta-nos um conjunto de rock progressivo seventy, na linha de uns Pink Floyd, Yes ou até Barclay James Harvest. Trata-se de um disco muito calmo onde o recurso a guitarras acústicas, violinos e flautas é recorrente. Todavia, o facto de ser um trabalho preenchido com alguns micro-temas (cinco faixas têm menos de três minutos), cria uma sensação de fragmentação e descontinuidade que leva a por em causa a fluência do trabalho no seu todo. Independentemente disso, é indiscutível que Hackett apresenta uma série de excelentes temas de fino recorte técnico, dos quais destacaríamos a abertura, Loch Lomond, com bons jogos vocais; A Place Called Freedom, numa linha pinkfloydiana e onde sobre linhas acústicas se desenvolvem diversas tonalidades vocais e de guitarra bem como diferentes dinâmicas de bateria; as duas faixas de sabor oriental (Waking To Life com influências de Ayreon e um dos melhores solos de guitarra, quase à Santana e a instrumental Two Faces Of Cairo); os dois momentos mais contemplativos e atmosféricos (Between The Sunset And The Coconut Palms e Looking For Fantasy) e o blues em Catwalk. O fecho é feito em termos de grande criatividade com um épico de mais de onze minutos, onde se exploram sonoridades futuristas, ambientes contemplativos, paisagens cinematográficas e guitarras hard rock. É como se este tema resumisse todo um disco que retrata uma viagem por diversas ambiências, onde as alterações rítmicas são frequentes e o rock progressivo aparece numa das suas melhores expressões.

Tracklist:
1. Loch Lomond 
2. The Phoenix Flown
3. Wanderlust 
4. Til These Eyes 
5. Prairie Angel 
6. A Place Called Freedom 
7. Between The Sunset And The Coconut Palms
8. Waking To Life 
9. Two Faces Of Cairo 
10. Looking For Fantasy 
11. Summer's Breath
12. Catwalk 
13. Turn This Island Earth
 

Line up:
Steve Hackett – guitarras, vocais, harmónica
Simon Phillips – bateria
Gary O'Toole – bateria, vocais
Chris Squire – baixo
NickBeggs – baixo
DickDriver – contrabaixo
Roger King – teclados, programações
BenFenner – teclados, programações
John Hackett – flauta, vocais
Rob Townsend – saxophone, clarinete
Amanda Lehmann – vocais, guitarras
Christine Townsend – violin, viola
Richard Stuart – violoncelo
 
Internet:

Edição: InsideOut

Sem comentários: