sábado, 15 de outubro de 2011

Review: Dystopia (Iced Earth)

Dystopia (Iced Earth)
(2011, Century Media)

O nexo mágico da arte e da vida é o espaço que todos os músicos procuram, mas, na realidade, poucos encontram. Em Dystopia, o novo e décimo álbum dos ícones Iced Earth, Jon Schaffer encontrou esse espaço. Da mesma maneira que Horror Show (tributo às clássicas personagens da literatura e filmes) nasceu, o interesse Schaffer em temas distópicos da literatura e do cinema levou-o a tentar criar algo relacionado, prestando, neste novo disco, homenagem aos filmes Dark City, V For Vendetta,e Soylent Green. No entanto, este não um álbum conceptual, apesar de haver temáticas que são transversais a várias faixas. Para além deste conceito distópico, os Iced Earth adicionam uma pitada de Orwell e um punhado de manchetes de todo o mundo e o resultado é Dystopia, provavelmente o álbum mais pesado e mais ameaçador da banda. Com um conjunto excitante de 12 temas que exploram o mundo orwelliano do pesadelo do futuro, por Dystopia distribuem-se baladas sensuais, riffs poderosos, cavalgadas dinâmicas, vocais estratosféricos e letras soberbas naquela forma única e bem personalizada de fazer power/thrash metal. É, claramente, um álbum diretamente apontado para os fortes e resistentes. Não é para os fracos. Para os fãs de longa data da banda, dois temas merecem especial destaque e interesse: o tema-título e Tragedy And Triumph. Isto porque recuperam a história de Something Wicked e a mascote Set Abominae que, no lançamento de 2008, The Crucible Of Man tinha assumido a sua posição de governante do mundo. Destaque ainda para o novo vocalista Stu Block (ex-Into Eternity) que injeta uma paixão que já não se ouvia há muito tempo nos Iced Earth. Block poderá ser mesmo considerado o ponto-chave neste lançamento, com uma performance de grande nível. Poderíamos dizer na linha de Matt Barlow, mas para melhor, como se poderá notar em Anthem, Anguish Of Youth ou End Of Innocence.

Tracklist:
1. Dystopia
2. Anthem
3. Boiling Point
4. Anguish of Youth
5. V
6. Dark City
7. Equilibrium
8. Days of Rage
9. End of Innocence
10.Tragedy and Triumph

Line up:

Jon Schaffer – guitarras e vocais
Troy Seele – guitarras
Brent Smedley – bateria
Freddie Vidales – baixo
Stu Block – vocais

Internet:

Edição: Century Media

Sem comentários: