domingo, 5 de fevereiro de 2012

Review: El Dorado Hotel (Lana Lane)

El Dorado Hotel (Lana Lane)
(2012, Think Tank Media)

Após uma ausência de 4 anos eis o regresso do ícone voz do rock progressivo. E não regressa de uma forma qualquer: El Dorado Hotel assume-se como o mais pesado trabalho da vocalista americana até à data. Naturalmente por aqui se ouvem as habituais melodias tranquilas e conduzidas pela calma e quente voz de Lana Lane. Também por aqui há as frequentes variações estilísticas que tanto vão ao clássico como ao medieval ou ao jazz. E claro que ainda há os apontamentos de rock progressivo que tanto vão dos Moody Blues aos Ayreon, na sua fase mais atmosférica. Ou seja, até aqui nada de novo. Novo mesmo é o aumento da densidade e do peso atribuído às guitarras. No entanto, a sensação que dá é que este não é, definitivamente, o campeonato de Lana Lane. Temas como Dakness Falls, Life Of The Party ou Moon God, são os mais pesados e pouco acrescentam a El Dorado Hotel ou mesmo à carreira da vocalista. Pelo contrário, quer nestes temas, quer em todo o álbum, os melhores momentos são mesmo quando Lana Lane faz o que sabe fazer e bem: rock progressivo setentista, com frequente recurso a solos de sintetizador e guitarras ligeiras. Por isso, Hotels é o mais curto e o mais belo de todos os temas, mas A Dream Full Of Life, El Dorado e o épico final, In Exile, também apresentam boas credenciais. Curiosamente, outro dos pontos altos até é feito com um dos temas mais rockeiros, Gone Are The Days, uma faixa bem puxadinha e bem ritmada. Com um conjunto de nomes de grande relevância onde se incluem atuais e ex-membros dos Asia e de Racer X, El Dorado Hotel é, independentemente de tudo, um disco sublime ao nível dos desempenhos individuais e que vale a pena, pelo menos, ouvir.

Tracklist:
01 A Dream Full Of Fire
02 Maybe We'll Meet Again
03 El Dorado
04 Darkness Falls
05 Hotels
06 Believe
07 Life Of The Party
08 Gone Are The Days
09 Moon God
10 In Exile

Line up:
Lana Lane – vocais
Erik Norlander – teclados, guitarras, baixo e programações
John Payne – vocais e bandolim
Mark McCrite  - guitarras, baixo, vocais e programações
Bruce Bouillet  - guitarras
Neil Citron - guitarras
Freddy DeMarco  - guitarras
Guthrie Govan - guitarras
Don Schiff - NS/Stick
Mark Matthews - baixo
Jay Schellen  - bateria

Internet:


 Edição: Think Tank Media

Sem comentários: