domingo, 6 de maio de 2012

Review: Awakening (Phenomena)

Awakening (Phenomena)
(2012, Escape)

Tom Galley está de regresso com a continuação da saga Phenomena, sendo este já o terceiro capítulo da segunda fase da existência do projeto. Awakening volta a apostar na diversidade vocalistas e de guitarristas que se juntam a uma banda de base para interpretarem as criações do respeitável músico inglês. Este regresso faz-se com um disco mais forte e poderoso que os seus antecessores no qual, às familiares faces e vozes de Rob Moratti, Terry Brock e Mike DiMeo se juntam agora outros nomes como James Christian (House Of Lords), Lee Small (Shy) e Toby Hitchcock (Pride Of Lions). Awakening é, de facto, como foi dito, um trabalho mais forte, poderoso e direto que o seu antecessor, não deixando, todavia, de apresentar melodias de fino recorte técnico e desempenhos vocais de elevado nível onde devem ser obrigatoriamente enquadrados os coros muito agradáveis e cativantes como um dos pontos mais consistentes deste disco. Curiosamente, mesmo sendo mais direto, é um disco que se vai absorvendo e percebendo ao longo de diversas audições. Porque só assim se capta o real sentido das melodias apresentadas e se entende o feeling colocado em cada nota e em cada linha vocal. No entanto, no cômputo geral, parece-nos um trabalho ligeiramente abaixo do seu antecessor, embora apresente, definitivamente, excelentes malhas hard rock que irão deliciar os fãs do género. E com a curiosidade de o cunho pessoal de cada vocalista ficar bem vincado. Assim, por exemplo, se Homeland, cantada por Rob Moratti, alinha numa toada mais AOR/Hard FM, já How Long, com a colaboração vocal de Lee Small, entra por campos mais bluesy. Fighter, com Terry Brock é, quanto a nós, o melhor momento do álbum, bem secundado pela surpresa que é Stand Up For Love um delicioso fecho onde um coro Gospel surpreende pela inovação.

Tracklist:
1-Smash It Up
2-Reality
3-Homeland
4-Going Away
5- Gotta Move
6- How Long
7- Shake
8- Fighter
9- Dancing Days
10-Stand Up For Love

Line-up:
Martin Kronlund: guitarras e baixo
Tom Harlan: guitarras e teclados
Imre Daun: bateria
Henrik Thomsen: baixo
Per Aronson-Andersson: Hammond

Internet:
Edição: EscapeMusic

Sem comentários: